Presidente da SATA afirma que perspectivas para 2022 são "extremamente positivas"

11-11-2021 (15h14)

Foto: SATA
Foto: SATA

O presidente da companhia aérea açoriana SATA afirmou que as perspectivas para 2022 são "extremamente positivas", numa altura em que a companhia está a transportar "o mesmo número de passageiros de 2019".

“As perspectivas neste momento para 2022 são extremamente positivas. [São] de continuar a crescer, se não houver nenhum imponderável, de pandemia, de combustível. Os resultados são promissores, assim consigamos continuar o trabalho que tem sido feito”, declarou aos jornalistas, na delegação do parlamento açoriano em Ponta Delgada.

O presidente do grupo SATA falava à comunicação social após uma sessão de esclarecimento sobre a situação da companhia, à porta fechada, ao presidente do Governo dos Açores, José Manuel Bolieiro, e aos líderes parlamentares das forças representadas na Assembleia Regional.

Luís Rodrigues realçou que, nos últimos seis meses, as companhias do grupo tiveram um resultado positivo “antes dos impostos, amortizações e juros” e que “a operação está a contribuir com capital para toda a actividade e isso é muito saudável”.

O presidente da companhia pública regional destacou também que o número de passageiros transportados pela SATA no final de 2021 é o “mesmo” do que o registado num período pré-pandemia de covid-19.

“A SATA tem uma recuperação de tráfego. Deve ser a única no mundo, neste momento. Estamos a transportar, neste trimestre de final de 2021, o mesmo número de passageiros de 2019, quando comparado o resto da Europa está a voar menos 40%”, afirmou.

Segundo as Demonstrações Financeiras do Sector Público Empresarial Regional, citadas pela Agência Lusa, o grupo SATA fechou o primeiro semestre do ano com um prejuízo de 44 milhões de euros.

Os resultados demonstram que, entre as empresas do grupo, a Azores Airlines registou cerca de 45 milhões de prejuízo (mais 11 milhões do que no ano passado), enquanto a SATA aeródromos teve um lucro de 281 mil euros e a SATA Air Açores um saldo positivo 528 mil euros.

O presidente da SATA desvalorizou os resultados negativos do grupo no primeiro semestre, justificando o prejuízo obtido com a pandemia da covid-19.

“Todas as companhias do mundo no primeiro semestre deram prejuízo. A pandemia acabou no primeiro semestre de 2021, não vale a pena fugir a essa questão. Milagre seria - e milagres não existem - se a companhia tivesse dado lucro”, afirmou.

O Plano de Reestruturação do grupo SATA, que em 2020 registou um prejuízo de 88 milhões de euros, está a ser negociado junto da Comissão Europeia.

Luís Rodrigues considerou que o período negocial não representa “problema nenhum”, uma vez que a administração já está a executar o Plano “desde o primeiro dia”.

“Não estamos dependentes da aprovação do plano para o continuar a executar. É isso que tem acontecido desde o primeiro dia. A única coisa que acontece é que quanto mais tempo demorar mais juros vamos pagar e isso é uma dívida que ninguém gostaria de ter”, afirmou.

O presidente da companhia disse ainda acreditar que a Comissão Europeia vai aprovar o Plano de Restruturação até ao final do ano.

O plano de reestruturação da SATA, apresentado em Fevereiro, foi enviado para Bruxelas em Abril e prevê que a companhia volte a ter lucros em 2023, com poupanças na casa dos 68 milhões de euros até 2025.

A Comissão Europeia autorizou, em 2020, um auxílio de emergência de 133 milhões de euros, tendo autorizado mais tarde um novo apoio no valor de 122,5 milhões de euros.

As dificuldades financeiras da SATA perduram desde, pelo menos, 2014, altura em que a companhia aérea detida na totalidade pelo Governo Regional dos Açores começou a registar prejuízos, entretanto agravados pela pandemia de covid-19.

A SATA Air Açores é a responsável pelas ligações aéreas entre as várias ilhas do arquipélago e a Azores Airlines liga a região autónoma com o exterior.

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Hong Kong proíbe trânsito de passageiros aéreos de 153 países, Portugal incluído

14-01-2022 (11h22)

O aeroporto de Hong Kong anunciou hoje a proibição do trânsito de passageiros de mais de 150 países a partir de Domingo, Portugal incluído, de forma a evitar a propagação da covid-19.

Emirates retoma ligações com Angola e mais quatro países africanos

14-01-2022 (11h09)

A Emirates anunciou a retoma dos voos entre Dubai e Angola, Guiné-Conacri, Costa do Marfim, Gana e Uganda, que estavam suspensos há duas semanas devido ao aumento de casos de covid-19.

TAP encerra operações de manutenção e engenharia no Brasil

12-01-2022 (16h54)

A TAP Air Portugal vai encerrar operações de manutenção e engenharia no Brasil, medida que estava prevista de acordo com o plano de reestruturação aprovado pela Comissão Europeia.

Boeing recupera encomendas em 2021 mas ainda longe dos níveis pré-pandemia

12-01-2022 (14h44)

A fabricante de aviões norte-americana Boeing registou um maior número de entregas e encomendas de aeronaves em 2021, após dois anos de crise, embora os valores ainda não tenham atingido os níveis pré-pandemia.

Mais de 2.200 passageiros e 41 companhias multados nas fronteiras áreas

11-01-2022 (14h04)

O Ministério da Administração Interna indicou hoje que foram multados mais de 2.200 passageiros e 41 companhias de aviação, respectivamente por tentarem entrar em Portugal sem teste negativo à covid-19 e por embarcarem passageiros sem o respectivo teste negativo, entre 1 de Dezembro e 10 de Janeiro.

Opinião e Análise