Qatar Airways volta a colocar Lisboa na lista de próximos destinos, mas ‘não descola’ datas e frequência

08-03-2018 (13h14)

O CEO da Qatar Airways, Akbar Al Baker, voltou ontem a indicar Lisboa como um dos “novos destinos” da companhia, mas um ano depois de o ter feito pela primeira vez continuou sem especificar quando começará, com que frequência de voos e com que avião, ao contrário do que já fez com Málaga, Gatwick, Antalya e Bodrum.

Um comunicado da companhia de aviação do Qatar sobre a conferência de imprensa do seu CEO na ITB, com a participação de “quase 200 membros da imprensa internacional, diz que Akbar Al Baker “anunciou uma sequência de próximos destinos globais para a companhia aérea em linha com os seus acelerados planos de expansão”, entre os quais Lisboa.

Já em Abril de 2017, no início da Arabian Travel Market, a Qatar Airways apontara Lisboa como um dos destinos para onde tencionava começar a voar em 2018.

O comunicado então divulgado, dizia que a Qatar planeava começar 12 destinos em 2018, além de Lisboa também São Francisco, nos Estados Unidos, Cardiff, no Reino Unido, Utapao, na Tailândia, Chittagong, no Bangladesh, Mykonos, na Grécia, Málaga, em Espanha, Accra, no Ghana, Abidjan, na Costa do Marfim, Praga, na República Checa, Kiev, na Ucrânia, e Mombaça, no Quénia (para ler mais clique: Qatar Airways começa a voar de/para Lisboa no próximo ano).

A Iberia, parceira da Qatar na aliança oneworld, porém, veio depois dizer que a Qatar ‘chegaria’ a Lisboa através dos seus voos de Madrid, o que não foi confirmado nem desmentido pela companhia do Qatar, até ontem, na abertura da ITB, em que Akbar Al Baker claramente indicou Lisboa numa lista de “exciting new destinations to be launched by the airline”.

Londres Gatwick e Cardiff, no Reino Unido, Lisboa, em Portugal, Talin, na Estónia, La Valeta, em Malta, Cebu e Davao, nas Filipinas, Langkawi, na Malásia, Da Nang, no Vietname, Bodrum, Antalya e Hatay, na Turquia, Mykonos e Tessalónica, na Grécia, e Málaga, em Espanha, foram os novos destinos anunciados, depois de ser realçado que a Qatar será a primeira companhia do Golfo a ter voos para o Luxemburgo.

Informações da companhia aos sistemas globais de reservas indicam já que terá dois voos por semana entre Doha e Antalya de 13 de Junho a 30 de Setembro, em Airbus A320, mais dois também em A320 entre Doha e Bodrum, no período de 12 de Junho a 28 de Setembro.

Para a rota Doha - Londres Gatwick, a informação indica que retoma essa linha a 22 de Maio, com dois voos por dia em Boeing Dreamliner B787-8, aumentando para 16 voos por semana de 15 de Junho a 29 de Setembro.

Outra rota também já comunicada pela Qatar Airways aos sistemas de reservas é Doha - Málaga, com quatro voos por semana em Boeing Dreamliner B787-8.

Clique para mais notícias: Qatar Airways

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

‘Família’ Pedrosa sai da Administração da TAP, mas grupo Barraqueiro mantém ‘representante’ (Actualiza)

01-10-2020 (12h41)

A TAP anunciou hoje a renúncia de Humberto Pedrosa e do seu filho David Pedrosa dos cargos que exerciam no grupo aéreo, nomeadamente de presidente da Administração e Vogal da Administração da companhia aérea TAP, SA, mas sem que o seu Grupo Barraqueiro deixe de estar representado.

Humberto e David Pedrosa renunciam aos cargos na administração na TAP

01-10-2020 (09h14)

Humberto e David Pedrosa apresentaram na quarta-feira a renúncia aos cargos de presidente e vogal, respectivamente, na TAP e nas demais sociedades do Grupo TAP onde exercem funções de administração.

Aer Lingus programa ter quatro voos por semana Dublin – Faro este Outubro

30-09-2020 (17h53)

A companhia de aviação irlandesa Aer Lingus, do IAG, tem programado fazer quatro voos por semana entre Dublin e Faro de 1 a 24 de Outubro, que são as últimas semanas do chamado Verão IATA.

TAP liga 25% mais cidades mesmo tendo só 30% da capacidade, diz o seu Chief Revenue & Network

30-09-2020 (17h46)

O Chief Revenue & Network da TAP, Arik De, comentou nas redes sociais que a companhia, embora tenha a sua capacidade reduzida a 30% do que tinha há um ano, liga 25% mais de cidades do que antes da pandemia, com uma redução de 92% no tempo médio de ligação.

South African Airways suspende todas as operações por dificuldades financeiras

30-09-2020 (14h40)

A companhia de aviação sul-africana South African Airways suspendeu todas as suas operações depois de ter falhado o plano de salvamento que envolvia um financiamento de 10 mil milhões de rands (507 milhões de euros).

Opinião e Análise