Qatar Airways volta a colocar Lisboa na lista de próximos destinos, mas ‘não descola’ datas e frequência

08-03-2018 (13h14)

O CEO da Qatar Airways, Akbar Al Baker, voltou ontem a indicar Lisboa como um dos “novos destinos” da companhia, mas um ano depois de o ter feito pela primeira vez continuou sem especificar quando começará, com que frequência de voos e com que avião, ao contrário do que já fez com Málaga, Gatwick, Antalya e Bodrum.

Um comunicado da companhia de aviação do Qatar sobre a conferência de imprensa do seu CEO na ITB, com a participação de “quase 200 membros da imprensa internacional, diz que Akbar Al Baker “anunciou uma sequência de próximos destinos globais para a companhia aérea em linha com os seus acelerados planos de expansão”, entre os quais Lisboa.

Já em Abril de 2017, no início da Arabian Travel Market, a Qatar Airways apontara Lisboa como um dos destinos para onde tencionava começar a voar em 2018.

O comunicado então divulgado, dizia que a Qatar planeava começar 12 destinos em 2018, além de Lisboa também São Francisco, nos Estados Unidos, Cardiff, no Reino Unido, Utapao, na Tailândia, Chittagong, no Bangladesh, Mykonos, na Grécia, Málaga, em Espanha, Accra, no Ghana, Abidjan, na Costa do Marfim, Praga, na República Checa, Kiev, na Ucrânia, e Mombaça, no Quénia (para ler mais clique: Qatar Airways começa a voar de/para Lisboa no próximo ano).

A Iberia, parceira da Qatar na aliança oneworld, porém, veio depois dizer que a Qatar ‘chegaria’ a Lisboa através dos seus voos de Madrid, o que não foi confirmado nem desmentido pela companhia do Qatar, até ontem, na abertura da ITB, em que Akbar Al Baker claramente indicou Lisboa numa lista de “exciting new destinations to be launched by the airline”.

Londres Gatwick e Cardiff, no Reino Unido, Lisboa, em Portugal, Talin, na Estónia, La Valeta, em Malta, Cebu e Davao, nas Filipinas, Langkawi, na Malásia, Da Nang, no Vietname, Bodrum, Antalya e Hatay, na Turquia, Mykonos e Tessalónica, na Grécia, e Málaga, em Espanha, foram os novos destinos anunciados, depois de ser realçado que a Qatar será a primeira companhia do Golfo a ter voos para o Luxemburgo.

Informações da companhia aos sistemas globais de reservas indicam já que terá dois voos por semana entre Doha e Antalya de 13 de Junho a 30 de Setembro, em Airbus A320, mais dois também em A320 entre Doha e Bodrum, no período de 12 de Junho a 28 de Setembro.

Para a rota Doha - Londres Gatwick, a informação indica que retoma essa linha a 22 de Maio, com dois voos por dia em Boeing Dreamliner B787-8, aumentando para 16 voos por semana de 15 de Junho a 29 de Setembro.

Outra rota também já comunicada pela Qatar Airways aos sistemas de reservas é Doha - Málaga, com quatro voos por semana em Boeing Dreamliner B787-8.

Clique para mais notícias: Qatar Airways

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Passageiros numa ilha dos Açores com destino final outra deixam de ter de seguir viagem em 24 horas

29-05-2020 (18h35)

Os passageiros que se encontrem numa ilha dos Açores que não seja a do seu destino final deixam de estar obrigados a seguir viagem até 24 horas após a sua chegada, anunciou o presidente do Governo Regional.

SATA retoma ligações entre Lisboa e os Açores a 15 de Junho

29-05-2020 (18h24)

A Azores Airlines, do grupo SATA, vai retomar a 15 de Junho as ligações aéreas entre Lisboa e Ponta Delgada e Lisboa e a Terceira, bem como entre o Funchal e Ponta Delgada.

Transavia França anuncia retoma de voos para Portugal a 15 de Junho

29-05-2020 (17h04)

A Transavia França, low cost do grupo Air France KLM com operações de/para aeroportos franceses, anunciou a retoma de voos de/para Portugal de Lyon e Nantes, a 15 de Junho, e de Paris Orly e Montpellier, a 26 de Junho.

Finnair retoma voos para a Ásia a 1 de Julho

29-05-2020 (16h25)

A Finnair, companhia de aviação com hub em Helsínquia que tem forte implantação no transporte aéreo de passageiros entre a Europa e a Ásia, retoma essas ligações a 1 de Julho, com 10 rotas.

Plano de apoio à Lufthansa enfrenta ventos contrários

29-05-2020 (16h23)

O plano de apoio à Lufthansa face à pandemia de covid-19 e que ultrapassa os nove mil milhões de euros enfrenta ventos contrários de grande intensidade, especialmente por parte da comissária europeia da concorrência Margrethe Vestager.

Opinião e Análise