Ryanair pede dados a clientes que reservaram em OTAs não autorizadas para os reembolsar

10-07-2020 (14h07)

Foto: Ryanair
Foto: Ryanair

A Ryanair está a pedir aos clientes que reservaram os seus voos em agências de viagens online (OTAs) não autorizadas, e que estão tentar obter reembolsos, para enviarem os seus dados e receberem directamente da companhia um voucher, alteração do voo ou devolução do dinheiro.

A low cost está a acusar “screen scrapers” como “Kiwi.com, Last Minute.com, On The Beach e Love Holidays, entre outros” de fornecer nomes e cartões de crédito falsos de clientes quando reservam voos no site da Ryanair em nome desses clientes, o que, segundo alega a companhia, a impede de reembolsar esses clientes.

Num vídeo sobre o tema, o CEO da Ryanair, Eddie Wilson, aproveita para apelar para a venda directa: “o meu conselho é reserve sempre directamente em Ryanair.com ou na app”.

A solução que a companhia está a propor aos clientes que reservaram nestes “screen scrapers” e que querem receber um reembolso pelo cancelamento da sua viagem é preencherem um formulário de “verificação de cliente” no website da Ryanair, com indicação da OTA onde reservaram o voo, referência de reserva, data do voo, nome e morada, entre outros dados.

A pandemia da covid-19 provocou o cancelamento de voos a cerca de 30 milhões de clientes da Ryanair, começa por dizer Eddie Wilson no vídeo.

O executivo salienta que a empresa já processou todos os pedidos de reembolso de voos cancelados em Março e que, até 15 de Julho, espera concluir os reembolsos dos voos cancelados em Abril.

Até ao fim de Julho, a Ryanair espera concluir todos pedidos de Maio e 90% dos pedidos de Junho, oferecendo aos passageiros três opções: vouchers, alterações de viagem ou devolução do dinheiro.

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Ryanair


Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Companhia aérea brasileira Azul regista prejuízo de 450 milhões de euros no segundo trimestre

14-08-2020 (18h45)

A companhia aérea brasileira Azul registou um prejuízo de 2,9 mil milhões de reais (450 milhões de euros) no segundo trimestre de 2020, segundo balanço financeiro divulgado pela empresa.

EuroAtlantic vai ter novo horário na ligação para Bissau

14-08-2020 (18h12)

A euroAtlantic vai começar voar para a Guiné-Bissau num novo horário, com chegada diurna à capital guineense, a partir de 4 de Setembro, informou a companhia aérea.

Brasileira Azul lança empresa de aviação regional

12-08-2020 (20h37)

A companhia aérea brasileira Azul lançou na terça-feira uma nova subsidiária para o mercado de voos regionais, denominada Azul Conecta, que pretende chegar a 200 cidades nos próximos anos.

Portugal mantém-se no final de Julho a 8ª maior origem/destino de passageiros dos aeroportos espanhóis

12-08-2020 (17h03)

Os aeroportos espanhóis contabilizaram 1,077 milhões de passageiros em voos de/para Portugal nos primeiros sete meses deste ano, o que mantém o país como 8ª maior origem/destino de passageiros, ainda que a pandemia tenha causado uma quebra em 66% ou 2,087 milhões.

Pandemia já tirou mais de 105 milhões de passageiros aos aeroportos espanhóis

12-08-2020 (15h35)

Os aeroportos espanhóis tiveram em Julho quase sete milhões de passageiros, mas ainda assim ficaram 76,3% ou 22,4 milhões abaixo do mês homólogo de 2019, elevando a quebra desde o início do ano para 106,8 milhões (-67,9%), de acordo com os dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis recolhidos pelo PressTUR.

Opinião e Análise