Ryanair volta a ganhar mercado no Porto em Maio, mas não descola da TAP

26-06-2017 (13h59)

A Ryanair subiu em Maio a sua quota dos passageiros embarcados e desembarcados no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, mas sem se distanciar da TAP, que até voltou a ter um crescimento ligeiramente mais forte que o da low cost.

Dados de tráfego do Aeroporto do Porto a que o PressTUR teve acesso indicam que a Ryanair teve este Maio +15,6% de passageiros que há um ano, enquanto a TAP teve +16,4%.

A diferença, porém, não foi de molde a proporcionar à TAP um ganho de quota de mercado em relação à Ryanair maior que 0,03 pontos.

E a Ryanair, de facto, foi uma vez mais a companhia com maior aumento de passageiros no Porto, ao somar mais 50,5 mil que em Maio de 2016, mais do dobro do aumento da TAP, que teve o segundo maior aumento do mês, em 21,9 mil, à frente da Transavia France com mais 14,1 mil, e que até foi a companhia que mais subiu a quota de mercado em Maio, ganhando 0,6 pontos, para 7,5%, com um aumento de passageiros em 24,1%.

Os dados a que o PressTUR teve acesso mostram que o Aeroporto do Porto somou em Maio 971,5 mil passageiros, com um aumento em 15,1% ou 127,4 mil.

Depois da Ryanair, TAP e Transavia France, o maior contributo para o crescimento no mês veio do início das operações da Monarch, que há um ano não voava para o Porto e somou 8,5 mil passageiros este ano, seguida pela Wizz Air, que há um ano tinha uma operação ainda incipiente no Porto e este ano somou 5,6 mil passageiros.

Depois esteve a Brussels, com um aumento de 5,2 mil passageiros (+43,9%), e, seguidamente, a Vueling, com mais 4,5 mil (+16,1%), a easyJet, com mais 4,4 mil (+3,2%) e mais duas companhias que não operavam em Maio de 2016, a KLM, com 4,1 mil passageiros, e a Air France, com 3,8 mil.

Com estes resultados, a Ryanair foi em Maio a transportadora de 38,5% dos passageiros que voaram de/para o Porto, com um total de 374,2 mil, à frente da TAP, com 16% (155,4 mil passageiros), da easyJet, com 14,6% (142 mil passageiros), da Transavia France, com 7,5% (72,7 mil passageiros), e da Lufthansa, com 4% (39 mil passageiros).

A segunda metade do Top10 das companhias em número de passageiros no Aeroporto do Porto no mês de Maio inclui a Vueling, com 32,5 mil (3,3% do total), a Air Nostrum, com 19,5 mil (2% do total), Brussels Airlines, com 17,1 mil (1,8% do total), Swiss International, com 12,7 mil (1,3% do total), e Aigle Azur, com 11,8 mil (1,2% do total).

Esta companhia francesa foi, no entanto, a que teve a maior quebra de passageiros no mês de Maio, em 33,3% ou 5,9 mil, seguindo-se a Transavia Holanda, com -27% ou menos 3,8 mil, para 10,2 mil.

 

Clique para mais notícias: Aeroporto do Porto

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pandemia enfatizou importância da sustentabilidade na aviação – CEO da TAP

16-09-2021 (17h22)

A CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, disse hoje que indústria da aviação foi “bastante afectada” pela pandemia de covid-19 e, com esta crise, ganharam importância as questões da sustentabilidade.

Emirates quer recrutar 3.000 tripulantes de cabine e 500 agentes de serviços aeroportuários

16-09-2021 (15h00)

A Emirates lançou uma campanha para recrutar 3.000 tripulantes de cabine e 500 agentes de serviços aeroportuários para o seu hub no Dubai, com vista à recuperação das operações nos próximos seis meses.

Iberia retoma voos para as Maldivas em Dezembro

16-09-2021 (14h40)

A Iberia divulgou hoje a sua programação de voos para o Inverno, destacando que em Dezembro vai retomar as operações para o seu “destino estrela deste Verão”, as Maldivas.

Ryanair lança nova rota Porto – Clermont-Ferrand

16-09-2021 (11h25)

A Ryanair anunciou uma nova rota para este Inverno entre Porto e Clermont-Ferrand, em França, com dois voos por semana a partir de Novembro.

British Airways vai voar de Heathrow para São Miguel e Terceira no Verão

15-09-2021 (16h28)

A British Airways anunciou hoje que irá adicionar as ilhas de São Miguel e Terceira, nos Açores, à sua rede de voos de Londres Heathrow no próximo Verão.

Opinião e Análise