South African Airways recebe injeção de 218 milhões de euros de banco público

29-01-2020 (15h37)

Foto: Nils Nedel / Unsplash
Foto: Nils Nedel / Unsplash

A companhia aérea estatal sul-africana South African Airways (SAA) anunciou hoje que terá acesso a 3,5 mil milhões de rands (218 milhões de euros), alocados pelo Banco de Desenvolvimento da África Austral para evitar o colapso da transportadora.

"[As] negociações com instituições financeiras foram frutíferas, com o Banco de Desenvolvimento da África Austral a oferecer-se para o fornecimento da próxima tranche (...) para um valor total de 3,5 mil milhões de rands", refere um comunicado partilhado hoje pela SAA no seu portal.

No documento, a companhia aérea acrescenta que irá utilizar "imediatamente" dois mil milhões de rands (124,5 milhões de euros).

Durante este mês, a SAA cancelou vários voos, num esforço para poupar dinheiro após o fim do prazo para uma prometida injeção de capital do Governo de cerca de 138 milhões de dólares norte-americanos (124 milhões de euros).

A maioria dos cancelamentos foram trajectos nacionais, com rotas entre Joanesburgo, Cidade do Cabo e Durban, as principais cidades do país, mas também a rota internacional entre Joanesburgo e Munique.

Um eventual colapso da SAA, que apresenta prejuízos desde 2011, coloca em risco 10 mil postos de trabalho.

O ministro das Finanças, Tito Mboweni, tinha afirmado, durante um encontro com empresários durante este mês, que o Executivo estava a procurar fontes de capital adicionais para a companhia aérea, num país em que as gigantescas dívidas das empresas públicas - após anos de corrupção e má gestão - se converteram num dos maiores riscos para a economia nacional.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: África

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroportos enfrentam novas perdas e dívidas elevadas

26-10-2021 (15h32)

Os aeroportos europeus viram a sua dívida aumentar 200% em relação aos níveis anteriores à pandemia e muitos vão registar de novo perdas importantes este ano, advertiu hoje a associação do sector.

Thomas Ahlers é o novo director de Vendas do Grupo Lufthansa em Portugal

26-10-2021 (09h41)

O Grupo Lufthansa anunciou a nomeação de Thomas Ahlers para o cargo de general manager sales para Portugal, que estará baseado em Lisboa a partir de 1 de Novembro, sucedendo a Patrick Borg Hedley.

TICV retoma voos domésticos em Cabo Verde com mais de 400 passageiros num dia

25-10-2021 (13h50)

A Transportes Interilhas de Cabo Verde (TICV), detida pelo grupo angolano BestFly, retomou as ligações aéreas domésticas no arquipélago, com mais de 400 passageiros transportados e uma taxa de ocupação de 66% no primeiro dia, divulgou a companhia.

Aeroporto de Lisboa atenuou em Setembro a quebra de passageiros pela pandemia para menos de 45%

22-10-2021 (16h36)

O Aeroporto de Lisboa somou nos primeiros nove meses deste ano 7,77 milhões de passageiros de voos comerciais, registando assim uma quebra média de 70,2% face ao período homólogo de 2019, pré-pandemia, mas no mês de Setembro essa quebra atenuou-se para 44,8%.

Comunidade luso-venezuelana pede a Caracas que autorize a TAP a fazer voos directos para Portugal

22-10-2021 (13h55)

A comunidade luso-venezuelana espera que o Governo venezuelano autorize proximamente a TAP a realizar voos directos entre Caracas e Lisboa, a exemplo do que já aconteceu com outras empresas aéreas e outros destinos, mas está apreensiva devido à proximidade do Natal.

Opinião e Análise