TAP anuncia mais 20% de capacidade para Luanda no próximo ano

17-10-2019 (14h53)

Foto: TAP
Foto: TAP

A TAP vai reforçar a sua capacidade para Luanda em mais 20% a partir do próximo ano, anunciou na capital angolana o seu Chief Marketing and Sales Officer, Abílio Martins, que realçou que para a companhia Angola “é um mercado estratégico”.

Num evento que serviu também para a companhia apresentar o Airbus A330neo, com que começou a operar a rota Lisboa-Luanda no início deste mês foi indicado que a TAP terá um voo por dia à excepção das sextas-feiras, em que serão dois, a partir de 15 de Dezembro, e que esses voos passam a realizar-se em período nocturno, depois de 28 de Outubro.

“Isto vai permitir melhorar a conectividade com outros voos”, optimizando as ligações de Angola para os Estados Unidos, Europa e Israel, o que segundo Abílio Martins é particularmente importante para os passageiros corporate.

A rota de Luanda é usada anualmente por cerca de 80 mil passageiros e Angola representa 28% da receita total das linhas da TAP em África, indicou Abílio Martins, escusando-se a indicar o valor dos proveitos.

Fontes da TAP, porém, avançaram ao PressTUR que Luanda voltou a ser a rota mais rentável da companhia de aviação portuguesa.

Este ano a TAP abriu novas rotas em África, passando a ligar Portugal à Guiné-Conacri, e tem anunciado, para 27 de Outubro, o início dos voos para Banjul (Gâmbia).

“Para o ano, o objectivo é a estabilização e consistência das rotas”, avançou a directora de Marketing' e Vendas da companhia, Paula Canada.

Questionado sobre os relatos de indisposições que foram reportados na estreia dos novos modelos Airbus A330-900neo, Abílio Martins garantiu que foram “casos muito pontuais de odores não nocivos”, relacionados com o facto de o avião estar em início de operação, e que “tendem para zero”.

Até ao final de 2019, a TAP vai ter 21 destes aparelhos ao serviço, que são utilizados nas rotas dos Estados Unidos da América (Nova Iorque / JFK, Newark, Washington, Chicago, S. Francisco, Boston e Miami), Brasil, em especial S. Paulo e Rio de Janeiro e, agora, Luanda.

Ainda recentemente a TAP lançou uma promoção para os seus voos de Lisboa para Luanda, com preço abaixo dos 200 euros (para ler mais clique:

TAP anuncia voos Lisboa - Luanda desde 186 euros).

/promocoes/voos/tap-anuncia-voos-lisboa---luanda-desde-186-euros/

A rota de Luanda foi tradicionalmente a rota mais rentável da TAP, com uma procura principalmente de passageiros de negócios, mas que passou a ter que enfrentar concorrência forte por parte da angolana TAAG, que não só estava com um avião mais moderno (Boeing B777), enquanto a TAP mantinha o ‘velhinho’ A340, como também porque passou a ter voo directo para o Porto.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: TAP

/pesquisa?q=TAP

Clique para mais notícias: Aviação

empresas---negocios/aviacao/

Clique para mais notícias: África

/mercados/africa/
Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Administração da TAP SGPS desautoriza Comissão Executiva da companhia

27-05-2020 (19h59)

O Conselho de Administração da holding TAP, presidido por Miguel Frasquilho e no qual têm assento gestores indicados pelo Governo, desautorizou hoje a Comissão Executiva da companhia, mas sem consumar ‘a tomada do poder’.

Binter retoma voos Madeira - Porto Santo na segunda-feira

27-05-2020 (18h14)

A companhia aérea Binter vai retomar os voos entre as ilhas da Madeira e de Porto Santo nasegunda-feira, após a ligação ter sido suspensa devido às medidas de contenção da covid-19, anunciou hoje a empresa.

Aeroportos portugueses já estão a perder quase sete milhões de passageiros

27-05-2020 (17h39)

Os aeroportos portugueses registam no final de Abril uma quebra de 6,86 milhões de passageiros em relação ao primeiro quadrimestre do ano passado, apesar dos ganhos que registaram até Março, pré-pandemia de covid-19, e em média anual até já estão com uma quebra em 7,4%.

Agência Europeia da Aviação Civil monitoriza orientações de segurança

27-05-2020 (17h38)

A Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA, na sigla em inglês) lançou um programa para monitorizar a implementação das orientações de segurança relativas à pandemia de covid-19 pelos aeroportos e pelas companhias aéreas europeias, foi hoje anunciado.

Boeing e Airbus investigam formas de evitar contágio em cabines

27-05-2020 (17h29)

Os fabricantes aéreos Boeing e Airbus estão a investigar formas de limitar o contágio da covid-19 dentro dos aviões, uma iniciativa para tranquilizar passageiros e relançar o tráfego aéreo, fortemente afectado pela pandemia.

Opinião e Análise