TAP aprova acordo comercial com Azul

17-12-2019 (10h17)

A330neo (foto: TAP)
A330neo (foto: TAP)

A TAP aprovou a celebração de um acordo de cooperação comercial com a Azul, companhia aérea fundada por David Neeleman, accionista da companhia portuguesa através do consórcio Atlantic Gateway.

“O Acordo de Cooperação tem por objetivo estabelecer um modelo de cooperação comercial entre a TAP e a Azul, comummente usado na indústria da aviação, para prestar serviços de transporte aéreo conjuntos, aumentando a eficiência e a diversidade de produtos e serviços que são disponibilizados aos passageiros, nomeadamente em termos de frequências, horários disponíveis e número de origens e destinos servidos em combinação”, sublinha um comunicado da TAP à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O acordo “não implica qualquer alteração acionista ao nível da TAP ou da Azul, que continuam a ser duas entidades juridicamente independentes”, sublinha a mesma nota.

A implementação do acordo, no entanto, está “condicionada à prévia verificação de determinadas condições, entre outras, o acordo das Partes relativamente a determinadas questões operacionais e a obtenção das autorizações e/ou não oposição e realização das comunicações necessárias junto das autoridades de regulação e da concorrência competentes”.

A Azul, de acordo com a imprensa brasileira, aprovou o acordo de cooperação com a TAP na semana passada, indicando na altura que a parceria permitiria coordenar horários de voos, acelerar a sua expansão na Europa e juntar os programas de fidelização.

Quadros da aviação contactados pelo PressTUR questionaram se o acordo significará passar para a Azul a gestão do mercado brasileiro, que é de facto o maior mercado da TAP em montante de receitas.

Os accionistas da TAP são públicos e privados, sendo que 50% está nas mãos da Parpública, sociedade que detém as participações do Estado, e 45% nas mãos do consórcio Atlantic Gateway, detido por Humberto Pedrosa, do grupo Barraqueiro, e pelo empresário David Neeleman.

A ênfase da Azul e de David Neeleman, porém, é nos direitos económicos que têm sobre a TAP, realçando que “a Azul já tem hoje 47% de participação na TAP”.

“Eu pessoalmente em conjunto com a Azul, empresa que eu controlo, acreditamos no futuro da TAP e detemos hoje direitos equivalentes a mais de 70% dos direitos económicos da TAP”, disse David Neeleman numa declaração enviada à Agência Lusa no final de Novembro (clique para ler: “Estou cada vez mais entusiasmado com o futuro da TAP” – David Neeleman).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: TAP

Clique para ver mais: Azul

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Lufthansa prevê retomar este mês voos de Frankfurt e Munique para Lisboa, Faro e Porto

05-06-2020 (16h59)

A companhia de aviação alemã Lufthansa programou voar já a partir de meados este mês de Junho de Frankfurt e Munique para Lisboa, Faro e Porto.

Swiss planeia voar de Genebra e Zurique para Portugal a partir deste mês

05-06-2020 (16h54)

A Swiss, companhia aérea do Grupo Lufthansa, planeia retomar os voos para vários destinos europeus a partir de Junho, incluindo Lisboa, Faro e Porto.

Brussels programa voos para Lisboa, Faro e Porto em Junho

05-06-2020 (16h32)

A Brussels Airlines programou retomar os voos para vários destinos europeus a partir de Junho, incluindo Lisboa, Faro e Porto.

Emirates anuncia extensão da rede para 29 cidades a partir de 15 de Junho

05-06-2020 (16h13)

A Emirates, maior companhia de aviação do mundo em transporte internacional de passageiros, anunciou que a partir de dia 15 vai ter voos para mais 16 cidades, entre as quais Manchester, Zurique, Viena, Amsterdão, Copenhaga e Dublin, na Europa.

Grupo Lufthansa planeia retomar 70% das rotas de longo curso até Setembro

05-06-2020 (16h08)

O Grupo Lufthansa planeia retomar até Setembro 70% das rotas de longo curso e 90% das rotas de curto e médio cursos que inicialmente tinha programado, entre as quais destaca Faro e Funchal.

Opinião e Análise