TAP passa a incluir Portugália Airlines no negócio dos charters

16-01-2020 (12h12)

TAP Express Embraer E190 (Foto: TAP)
TAP Express Embraer E190 (Foto: TAP)

A Portugália Airlines, que tem uma frota de 13 aviões Embraer, também vai passar a fazer voos charter contratados ao Grupo TAP, anunciou hoje a companhia de aviação portuguesa.

“O Grupo TAP amplia a oferta no mercado de fretamento de aviões comerciais, estando a potenciar a especialização da Portugália Airlines, que integra o Grupo, nesta área de negócio”, começa por dizer um comunicado da transportadora.

A nota de imprensa indica que “a Portugália opera já todos os seus voos para a TAP, passando agora a disponibilizar todo o seu know-how nesta área de fretamento ao mercado em geral”.

Apesar da integração da Portugália no negócio dos charters, a TAP sublinha que “continuará também a analisar todas as oportunidades de fretamento de aviões da sua frota”

A Portugália Airlines, que começou a voar em 1990 e é detida a 100% pelo Grupo TAP desde 2007, opera sob a marca TAP Express. A sua frota é composta por nove aviões Embraer 190, com 106 lugares, e quatro aviões Embraer 195, com 118 lugares. Ambos os modelos têm configuração de assentos “2x2, permitindo maior conforto”.

O operador turístico português Viajar Tours é uma das empresas que já tem contratada uma operação charter de Verão com voos Portugália Airlines, de Lisboa para Olbia e do Porto para Cagliari.

O negócio do fretamento consiste em entregar “ao cliente o avião pronto a voar, cobrindo todos os custos relativos à operação dos voos”, indica o comunicado, destalhando que inclui “avião, tripulação, manutenção, seguro, combustível, ground handling de passageiros, carga e correio (custos de carregamento e descarregamento), autorizações de sobrevoo, autorizações de aterragem, catering e todos os outros custos operacionais, incluindo o seguro para o avião”.

Os serviços charter são fornecidos “para séries de voos e voos Ad-Hoc, chegando a vários segmentos”, acrescenta a companhia, indicando que são contratados por operadores turísticos ou, no caso dos voos Ad-Hoc, por empresas na área de “Incentivos, Viagens de Negócios, Eventos, Feiras, Desporto (deslocações para desportistas, clubes), grupos privados, etc”.

O Grupo TAP disponibiliza a contratação de voos charter directos à partida de Lisboa, Porto, Faro, Funchal, Terceira e Ponta Delgada. Os seus serviços também incluem “uma plataforma de gestão integrada, o Flycharters, disponível para o trade (operadores e agentes de viagens) que permite autonomizar vários serviços, como a inserção automática de nomes, o Split de PNRs para permitir agrupamento de famílias, a inserção automática de bilhete de charter ou a abertura de web check-in” a 36 horas da partida.

Os serviços da companhia neste mercado também incluem “emissão de cartão de embarque e Seating e Reseating, sendo oferecidos, como serviços adicionais, dos voos charter, refeições diferenciadas (por exemplo em charters de empresas ou clubes de futebol) ou a customização de interiores/dressing (por exemplo colocação de cabeceiras, almofadas e/ou mantas personalizadas)”.

 

Clique para ver mais: TAP

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aer Lingus programa ter quatro voos por semana Dublin – Faro este Outubro

30-09-2020 (17h53)

A companhia de aviação irlandesa Aer Lingus, do IAG, tem programado fazer quatro voos por semana entre Dublin e Faro de 1 a 24 de Outubro, que são as últimas semanas do chamado Verão IATA.

TAP liga 25% mais cidades mesmo tendo só 30% da capacidade, diz o seu Chief Revenue & Network

30-09-2020 (17h46)

O Chief Revenue & Network da TAP, Arik De, comentou nas redes sociais que a companhia, embora tenha a sua capacidade reduzida a 30% do que tinha há um ano, liga 25% mais de cidades do que antes da pandemia, com uma redução de 92% no tempo médio de ligação.

South African Airways suspende todas as operações por dificuldades financeiras

30-09-2020 (14h40)

A companhia de aviação sul-africana South African Airways suspendeu todas as suas operações depois de ter falhado o plano de salvamento que envolvia um financiamento de 10 mil milhões de rands (507 milhões de euros).

José Caetano Pestana deixa euroAtlantic após duas décadas

30-09-2020 (14h32)

José Caetano Pestana deixou a euroAtlantic airways para passar à reforma, depois de 20 anos como director de Relações Públicas da companhia aérea.

EUA anunciam acordos para conceder empréstimos a sete grandes companhias aéreas

30-09-2020 (11h00)

O Tesouro norte-americano anunciou terça-feira que chegou a acordos para conceder empréstimos a sete grandes companhias aéreas, incluindo a American Airlines e a United Airlines, para salvaguardar postos de trabalho em risco, devido à crise da covid-19.

Opinião e Análise