TAP retoma voos regulares entre Lisboa e Luanda na 2.ª feira

20-09-2020 (16h41)

A330-900neo CS-TUI (foto: TAP)
A330-900neo CS-TUI (foto: TAP)

A TAP anunciou que vai retomar os voos regulares entre Portugal e Angola, a partir de segunda-feira, dia 21, quando no seu website tinha avançado a informação que recomeçaria a 9 de Setembro, mas que decorre da data em que o Governo angolano reabre o espaço aéreo a voos internacionais.

Em informação escrita apenas para órgãos de comunicação indicados pelo seu responsável de comunicação Abílio Martins e citada pela Lusa, a transportadora aérea diz que a operação regular da TAP inclui três voos semanais, às segundas, quartas e sextas, com saída de Lisboa às 13h55 e, no sentido inverso, com saída de Luanda às 23h20, quando no seu website ainda hoje indica quatro voos por semana em Setembro e três em Outubro.

A informação refere que a companhia manteve voos entre Portugal e Angola, já que ao longo dos últimos meses efectuou vários voos de repatriamento entre os dois países.

O website da ANA Aeroportos, que gere o Aeroporto de Lisboa, indica que tem programado para as 13h55 de amanhã a partida do Terminal 1 do voo TP289 da TAP com destino a Luanda.

Para amanhã estavam igualmente previstos dois voos da TAAG para Luanda o DT651 às 9h15 e o DY653 às 23h00, mas ambos estão com a indicação de cancelados.

A companhia angolana tem, no entanto, programado um voo Lisboa - Luanda , o DT653, hoje às 21h00.

O plano de retoma de operações da TAP, que agora inclui voos comerciais para Luanda, será ajustado sempre que as circunstâncias o exijam, face à dinâmica das imposições e restrições dos vários países e mercados, em virtude da evolução da pandemia, bem como da procura, diz a notícia da Lusa.

Em 9 de Setembro, a TAP já tinha dito à Lusa estar preparada para retomar os voos entre Portugal e Angola logo que fossem levantadas as restrições motivadas pela pandemia, mas que queria reiniciar a operação com quatro voos semanais para Luanda.

Esse era o dia em que a TAP dizia no seu website que retomava os voos entre Lisboa e Luanda, com quatro por semana.

O Governo angolano anunciou, então, que vai reabrir o espaço aéreo a voos internacionais a partir de 21 de Setembro, tendo reaberto a voos domésticos em 14 de Setembro, deixando de ser necessária autorização para entrar no país.

Angola fechou as suas fronteiras aéreas em 20 de Março.

O país conta actualmente com 3.848 casos de covid-19 e 147 óbitos.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: África

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

British Airways vende pacotes turísticos para a Madeira

27-10-2020 (17h14)

A British Airways lançou uma campanha de promoções para viagens e férias em vários destinos, incluindo a Madeira, com pacotes de sete noites a partir de 349 libras (383 euros) por pessoa.

IATA reclama acção dos governos para evitar “iminente catástrofe” económica e desemprego

27-10-2020 (17h04)

A IATA, associação internacional de companhias de aviação, reclamou hoje dos governos "acção firme" para evitar uma "catástrofe" iminente com quebra da actividade económica em 1,8 biliões de dólares e perda de 46 milhões de empregos.

Wizz Air vai voar de Doncaster Sheffield para Lisboa e Faro a partir de Dezembro

27-10-2020 (16h57)

A Wizz Air, que inaugurou na semana passada uma base em Doncaster Sheffield, no Reino Unido, vai reforçar em Dezembro a sua oferta de voos a partir desse aeroporto britânico com ligações a Lisboa e Faro.

Aeroportos portugueses tiveram até Setembro menos 26 milhões de passageiros de voos internacionais

26-10-2020 (17h30)

Os cinco maiores aeroportos portugueses tiveram nos primeiros nove meses deste ano menos 26 milhões de passageiros de voos internacionais, que não são necessariamente todos turistas para Portugal, embora habitualmente sejam a maioria.

Wassef Ayadi é novo CEO da Tunisair

26-10-2020 (16h45)

A Tunisair contratou Wassef Ayadi, que trabalhou em empresas como a Lufthansa e a Airbus, para o cargo de CEO, substituindo Elyes Mnakbi, que deixou a companhia no início de Julho.

Ultimas Noticias

Opinião e Análise