TAP Vai ter mais 11 destinos no próximo Verão, sete na Europa, três em África e um na América do Norte

04-10-2016 (12h06)

Para o Brasil vai haver reposição de frequências canceladas

A TAP vai ter voar no próximo Verão para mais sete cidades europeias, mais três em África e mais uma na América do Norte, anunciou hoje o CEO Fernando Pinto numa reunião com trabalhadores ao explicar a estratégia de crescimento da companhia, a qual inclui ainda aumentar a frequência de voos para o Brasil, Regiões Autónomas, no Aeroporto do Porto e nas ligações Lisboa - Faro.

O executivo, cuja intervenção foi divulgada pela empresa, avançou na mesma ocasião que essa estratégia passa também por reforço de frota.

"Ano que vem nós vamos incrementar a frota da TAP tanto de médio e de longo curso com aviões actuais, ainda não são os novos wide body, mas são aviões actuais, novos interiores e tudo o mais".

O reforço passa também por mais "aviões de médio curso e aviões também na TAP Express", que Fernando Pinto especificou estar a referir-se aos falando dos E-jets 190 da Embraer, "que também terão que ser reforçados".

Fernando Pinto referiu ainda na sua intervenção que não avança já os novos destinos da TAP por uma questão de concorrência, mas admitiu que entre as novas cidades para onde a companhia vai voar "algumas são retomadas do passado", tendo em conta que terá "aviões mais adequados de certa forma para voar para lá e melhores horários".

Relativamente ao Brasil, Fernando Pinto especificou que o plano é "retomar algumas das frequências que tinham sido canceladas" dadas as condições de mercado".

"Nós não cancelámos destinos no Brasil, mas reduzimos frequências por causa do mercado. O mercado melhora nós vamos retomar", afirmou, esquecendo que a companhia deixou de voar para Manaus e para Campinas.

"Nas regiões autónomas vamos reforçar frequência no Porto", começou por dizer em relação ao mercado doméstico,  frisando que o Porto a companhia já tem estado a reforçar frequência de voos em "determinados destinos que se mostram fortes e crescem".

"Estamos acompanhando de perto e vamos reforçar sempre que necessário", acrescentou.

Relativamente a Faro, a companhia continuará aquém do que têm sido as pretensões de sectores do turismo algarvio, que queriam voos da TAP entre Faro e os mercados emissores.

Fernando Pinto o que avançou é que a TAP vai reforçar a rota Lisboa - Faro, que disse ser um "mercado que tem crescido muito", atribuindo essa evolução ao "crescimento do turismo em Portugal" e concluindo com um: "nós temos que acompanhar".

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

SATA vai receber 12 milhões de euros em subvenções para compensar prejuízos

14-04-2021 (16h22)

O Grupo SATA vai receber cerca de 12 milhões de euros a título de subvenções a fundo perdido para fazer face aos prejuízos causados pela pandemia de covid-19, determinou hoje o Conselho do Governo dos Açores.

easyJet planeia aumentar a oferta de voos a partir do final de Maio

14-04-2021 (11h56)

A easyJet anunciou hoje que planeia operar no terceiro trimestre até 20% dos níveis de capacidade de 2019 "com uma expectativa de que os níveis de capacidade comecem a aumentar a partir do final de Maio".

Prejuízo da easyJet este Inverno pode chegar a 842 milhões de euros

14-04-2021 (11h55)

A easyJet revelou hoje que espera um prejuízo antes de impostos nos seis meses terminados a 31 de Março entre 690 milhões e 730 milhões de libras (796 milhões a 842 milhões de euros ao câmbio de hoje), "o que é ligeiramente melhor do que as expectativas".

França suspende voos com o Brasil

13-04-2021 (18h15)

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, suspendeu hoje os voos entre França e o Brasil até nova ordem devido a uma crescente preocupação com a a variante do SARS-CoV-2 detetada no país sul-americano.

Azores Airlines adia retoma dos voos Londres-Ponta Delgada “por período indeterminado”

13-04-2021 (17h17)

A companhia de aviação SATA Azores Airlines adiou “por período indeterminado” a retoma dos voos entre Londres e Ponta Delgada que tinha programada para 3 de Junho.

Opinião e Análise