Tráfego aéreo Espanha – Portugal cresce 15,1% até Agosto, com o Porto como ‘motor’ do crescimento

17-09-2019 (14h27)

Foto: AENA
Foto: AENA

Os voos entre Espanha e Portugal transportaram até ao fim de Agosto 3,737 milhões de passageiros, com um aumento em 15,1% ou 490,6 mil em relação aos primeiros oito meses de 2018, em que as ligações de/para o Porto se afirmam como o ‘motor' crescimento, com aumento de passageiros em 33,5% ou 344,7 mil, concluiu o PressTUR com base em dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis.

Esses dados mostram que, não obstante o crescimento mais forte do número de passageiros nas ligações com o Porto, são os voos de/para Lisboa que continuam a transportar mais passageiros, concentrando 60,2% do total do tráfego entre os dois países ibéricos, com 2,249 milhões, face a 1,374 milhões em voos de/para o Porto (36,8% do total).

A seguir a Lisboa e Porto, são os voos de/para Faro que concentram mais passageiros aéreos, representando 1,5% do total, com 55,2 mil, seguindo-se o Funchal, com 1,3% (50,3 mil), e Ponta Delgada, com 0,2% (6,4 mil).

Há um ano era o Funchal que era a 3ª origem/destino portuguesa dos voos entre os dois países ibéricos, mas que este ano regista uma ligeira quebra, em 0,7% ou cerca de 350, enquanto as ligações com Faro têm um aumento em 41,5% ou 16,2 mil.

Igualmente em queda está o número de passageiros nas ligações com Ponta Delgada, com -13% ou menos cerca de 950 que nos primeiros oito meses de 2018, mas pior ainda é a quebra em 99,1% ou 10,8 mil passageiros nas ligações com a Terceira, que passam de 10,9 mil, para 98.

A informação recolhida pelo PressTUR permitiu ainda verificar que Julho foi o mês em que os aeroportos espanhóis tiveram mais passageiros de voos de/para Portugal, num total de 578,4 mil, reflectindo um aumento de 83,9 mil ou 17% relativamente ao mês homólogo de 2018.

O aumento mensal mais forte do ano, em 18,9%, foi, porém, no mês de Junho, em que mais 83,4 mil passageiros voaram entre Espanha e Portugal que no mês homólogo de 2018, atingindo um total de 524,9 mil.

Ainda assim, Junho aquém do total de Agosto, em que 573,7 mil passageiros voaram entre Espanha e Portugal, +14,8% ou mais cerca de 74 mil que um ano antes.


Para ler mais clique:

Aeroportos espanhóis têm no fim de Agosto mais quase nove milhões de passageiros

 

Clique para mais notícias: Aeroportos espanhóis

Clique para mais notícias: Espanha

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroportos enfrentam novas perdas e dívidas elevadas

26-10-2021 (15h32)

Os aeroportos europeus viram a sua dívida aumentar 200% em relação aos níveis anteriores à pandemia e muitos vão registar de novo perdas importantes este ano, advertiu hoje a associação do sector.

Thomas Ahlers é o novo director de Vendas do Grupo Lufthansa em Portugal

26-10-2021 (09h41)

O Grupo Lufthansa anunciou a nomeação de Thomas Ahlers para o cargo de general manager sales para Portugal, que estará baseado em Lisboa a partir de 1 de Novembro, sucedendo a Patrick Borg Hedley.

TICV retoma voos domésticos em Cabo Verde com mais de 400 passageiros num dia

25-10-2021 (13h50)

A Transportes Interilhas de Cabo Verde (TICV), detida pelo grupo angolano BestFly, retomou as ligações aéreas domésticas no arquipélago, com mais de 400 passageiros transportados e uma taxa de ocupação de 66% no primeiro dia, divulgou a companhia.

Aeroporto de Lisboa atenuou em Setembro a quebra de passageiros pela pandemia para menos de 45%

22-10-2021 (16h36)

O Aeroporto de Lisboa somou nos primeiros nove meses deste ano 7,77 milhões de passageiros de voos comerciais, registando assim uma quebra média de 70,2% face ao período homólogo de 2019, pré-pandemia, mas no mês de Setembro essa quebra atenuou-se para 44,8%.

Comunidade luso-venezuelana pede a Caracas que autorize a TAP a fazer voos directos para Portugal

22-10-2021 (13h55)

A comunidade luso-venezuelana espera que o Governo venezuelano autorize proximamente a TAP a realizar voos directos entre Caracas e Lisboa, a exemplo do que já aconteceu com outras empresas aéreas e outros destinos, mas está apreensiva devido à proximidade do Natal.

Opinião e Análise