Transavia vai voar entre Paris e Ilha do Sal em Dezembro

15-09-2021 (11h06)

Foto: Transavia
Foto: Transavia

A Transavia prevê iniciar em 18 de Dezembro uma ligação semanal entre Paris e a Ilha do Sal, principal destino turístico de Cabo Verde, segundo informação disponibilizada pela transportadora.

De acordo com dados de reserva disponíveis na página da companhia, consultados esta terça-feira pela Lusa, esses voos serão realizados todos os Sábados, entre Paris (Orly) e a Ilha do Sal, mantendo-se esta programação até 26 de Março de 2022, o período de Inverno na Europa e de maior procura turística em Cabo Verde.

Sem divulgar promoções, o preço por trajecto desta nova ligação da Transavia para o período de Inverno da IATA começa em 139 euros (one way), em tarifas base.

A Transavia é uma companhia aérea low cost do Grupo Air France-KLM, com os principais centros de operação em França e nos Países Baixos, operada de forma independente.

O programa do Governo cabo-verdiano, apresentado ao parlamento em Junho passado, admite compensações a operadores aéreos para voos low cost, para garantir a retoma do turismo após a pandemia, e pretende atingir até 2026 uma procura anual de 1,2 milhões de turistas.

De acordo com o documento com as prioridades para a legislatura, o Governo pretende avançar com “uma política de indução positiva da procura pelo destino Cabo Verde”.

“Através de uma aposta clara no fomento da conectividade aérea do país com os principais mercados emissores, apostando no apoio/compensação a operadores aéreos de charters e/ou low cost, com especial ênfase na fase da retoma do turismo”, lê-se no documento.

Cabo Verde recebeu em 2019 um recorde de 819 mil turistas, mais de 40% com destino à ilha do Sal. Contudo, devido às restrições impostas pela pandemia de covid-19, a procura turística por Cabo Verde recuou mais de 70% em 2020, sendo este um sector que garante cerca de 25% do Produto Interno Bruto do país.

Para este ano, o Governo prevê alcançar pouco mais de 300 mil turistas, mas devido às restrições ainda provocadas pela covid-19, o país recebeu apenas cerca de 36.000 turistas no primeiro semestre

“O Governo propõe atingir até 2026, uma procura não inferior a 1,2 milhões de turistas, aumentar o valor acrescentado da indústria do turismo, traduzido numa maior agregação de recursos endógenos nos serviços e no produto que o país apresenta ao visitante, provenientes da agricultura, das pescas, da agroindústria, das indústrias criativas e do setor dos transportes, tendo como fim último a criação de um tecido empresarial nacional forte”, aponta o documento.

O programa do Governo define ainda que serão criadas condições para a subida de Cabo Verde no ranking da competitividade turística, com o objectivo de passar a integrar o grupo dos 50 países mais competitivos (88.º em 140 países em 2019) e situar-se entre os 10 melhores do grupo dos Pequenos Países Insulares.

 

Clique para ver mais: Transavia

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroportos enfrentam novas perdas e dívidas elevadas

26-10-2021 (15h32)

Os aeroportos europeus viram a sua dívida aumentar 200% em relação aos níveis anteriores à pandemia e muitos vão registar de novo perdas importantes este ano, advertiu hoje a associação do sector.

Thomas Ahlers é o novo director de Vendas do Grupo Lufthansa em Portugal

26-10-2021 (09h41)

O Grupo Lufthansa anunciou a nomeação de Thomas Ahlers para o cargo de general manager sales para Portugal, que estará baseado em Lisboa a partir de 1 de Novembro, sucedendo a Patrick Borg Hedley.

TICV retoma voos domésticos em Cabo Verde com mais de 400 passageiros num dia

25-10-2021 (13h50)

A Transportes Interilhas de Cabo Verde (TICV), detida pelo grupo angolano BestFly, retomou as ligações aéreas domésticas no arquipélago, com mais de 400 passageiros transportados e uma taxa de ocupação de 66% no primeiro dia, divulgou a companhia.

Aeroporto de Lisboa atenuou em Setembro a quebra de passageiros pela pandemia para menos de 45%

22-10-2021 (16h36)

O Aeroporto de Lisboa somou nos primeiros nove meses deste ano 7,77 milhões de passageiros de voos comerciais, registando assim uma quebra média de 70,2% face ao período homólogo de 2019, pré-pandemia, mas no mês de Setembro essa quebra atenuou-se para 44,8%.

Comunidade luso-venezuelana pede a Caracas que autorize a TAP a fazer voos directos para Portugal

22-10-2021 (13h55)

A comunidade luso-venezuelana espera que o Governo venezuelano autorize proximamente a TAP a realizar voos directos entre Caracas e Lisboa, a exemplo do que já aconteceu com outras empresas aéreas e outros destinos, mas está apreensiva devido à proximidade do Natal.

Opinião e Análise