Wizz Air vai voar de Doncaster Sheffield para Lisboa e Faro a partir de Dezembro

27-10-2020 (16h57)

Foto: Wizz Air
Foto: Wizz Air

A Wizz Air, que inaugurou na semana passada uma base em Doncaster Sheffield, no Reino Unido, vai reforçar em Dezembro a sua oferta de voos a partir desse aeroporto britânico com ligações a Lisboa e Faro.

A low cost húngara começa a 14 de Dezembro os seus voos entre o aeroporto de Doncaster Sheffield, em South Yorkshire, e a cidade de Lisboa, com partidas às segundas e sextas-feiras, segundo uma consulta ao website da companhia.

A rota de Faro, que chegou a estar prevista para começar a 23 de Outubro, começa a 16 de Dezembro, com partidas às quartas e Domingos.

 

Clique para ver mais: Wizz Air

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

easyJet reforça voos no Natal e Ano Novo entre Portugal, França, Luxemburgo e Suíça

04-12-2020 (16h08)

A easyJet anunciou que fará um reforço de 21 voos em Dezembro e Janeiro entre Portugal, França, Luxemburgo e Suíça, sem especificar em que rotas.

LATAM passa a informar estado dos voos no seu website

04-12-2020 (15h45)

A LATAM está a informar os agentes de viagens que a partir de 7 de Dezembro o estado dos voos até quatro dias antes da partida só poderá ser consultado no seu website LATAM Trade.

Wizz Air inclui Faro com voos todo o ano da sua nova base em Cardiff

04-12-2020 (14h46)

A low cost húngara Wizz Air, actualmente uma das maiores do seu segmento na Europa, tem previsto criar uma base em Cardiff com ligações a nove destinos, incluindo quatro com voos todo o ano, um dos quais é Faro.

Transavia voa este Natal e Ano Novo Lisboa-Funchal e Porto-Montpellier

04-12-2020 (14h40)

A companhia aérea Transavia, do Grupo Air France-KLM, anunciou que este Natal e Ano Novo vai operar 20 rotas em Portugal, incluindo um novo Lisboa-Funchal e um regresso às ligações Porto-Montepellier.

Ryanair encomenda mais 75 aviões Boeing 737 MAX

04-12-2020 (14h05)

A Ryanair encomendou à Boeing mais 75 aviões B737 MAX, aumentando a encomenda total para 210 aviões deste modelo, que recebeu luz verde das autoridades norte-americanas para voltar a voar quase dois anos depois da proibição devido a dois acidentes que mataram 346 pessoas em cinco meses.

Opinião e Análise