Banco de Portugal prevê queda do PIB entre 3,7% e 5,7% este ano

26-03-2020 (15h08)

Foto: Didier Weemaels / Unsplash
Foto: Didier Weemaels / Unsplash

O Banco de Portugal (BdP) prevê que o Produto Interno Bruto português caia 3,7% este ano, num “cenário base”, podendo chegar a uma queda em 5,7%, devido à pandemia de covid-19, conforme indica no Boletim Económico divulgado hoje.

“No cenário base, estima-se uma redução de 3,7% do PIB real em 2020. Assume-se que o impacto económico da pandemia é relativamente limitado, o que decorre, em parte, da hipótese de que as medidas adoptadas pelas autoridades económicas são bem-sucedidas na contenção dos danos sobre a economia”, indicou o BdP.

O banco central também admite um cenário em que o impacto económico da pandemia “é mais significativo devido à paralisação mais prolongada da atividade económica em vários países, conduzindo a maior destruição de capital e perda de emprego”, bem como “uma maior incerteza e níveis de turbulência mais significativos nos mercados financeiros”, sendo a recessão de 5,7% do PIB.

No “cenário base”, o BdP vê a economia a crescer 0,7% em 2021 e 3,1% em 2022, enquanto no adverso a subida no crescimento é projectada nos 1,4% em 2021 e 3,4% em 2022.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Alcochete cria programa para apoiar e incentivar restauração

09-07-2020 (12h20)

A Câmara de Alcochete apresenta hoje o programa “Reabrir em Segurança”, que vai apoiar os empresários da restauração do concelho, no distrito de Setúbal, com informações e materiais para regressarem à actividade.

United Airlines pode vir a despedir mais de um terço dos seus funcionários

09-07-2020 (11h48)

A companhia aérea norte-americana United Airlines, duramente atingida pela crise devido à pandemia de covid-19, advertiu hoje que pode dispensar até 36 mil dos seus 95.200 funcionários em Outubro.

Tráfego aéreo gerido pela NAV Portugal cai mais de 50% no 1º semestre

09-07-2020 (11h02)

A NAV Portugal geriu 179.542 voos no primeiro semestre, uma quebra de 54% ou 213,5 mil voos face ao período homólogo do ano passado, devido ao impacto das medidas de contenção da pandemia de covid-19.

Charters para as Caraíbas cancelados em Julho e Agosto

08-07-2020 (18h44)

As praias e resorts das Caraíbas, tanto da Dominicana como do México e de Cuba, que todos os anos atraem milhares de portugueses que viajam com pacotes turísticos, este ano não os vão ter, pelo menos nos meses de ‘pico’ de Verão, pois os voos charter já estão cancelados.

TAP e TAAG anunciam dez voos Luanda-Lisboa em Julho

08-07-2020 (18h04)

As companhias aéreas portuguesa TAP e angolana TAAG vão realizar dez voos em Julho para ligar a capital de Angola, Luanda, que continua sob cerca sanitária devido à covid-19, a Portugal.

Opinião e Análise