Barceló quer concluir fusão dos negócios de agências e operação turística com a Globalia antes do Natal

18-11-2020 (15h54)

Foto: Helloquence / Unsplash
Foto: Helloquence / Unsplash

O Grupo Barceló quer concluir a fusão dos negócios de agências de viagens e operação turística com a Globalia antes do Natal, segundo fontes da empresa maiorquina citadas pelo jornal espanhol “Preferente”.

O Grupo Barceló, proprietário da Ávoris, que detém o operador Jolidey e as agências B the Travel Brand, entre outras empresas, terá participação maioritária na empresa resultante da fusão dos negócios de agências de viagens e operação turística com Globalia, grupo empresarial da família Hidalgo que detém as agências de viagens Halcón em Espanha e o operador turístico Travelplan, entre outras empresas.

A notícia recorda que, face à quebra de receitas provocada pela pandemia de covid-19, o Grupo Barceló recorreu a um empréstimo de 140 milhões de euros garantido pelo Instituto de Crédito Oficial (ICO), entidade pública espanhola, e planeia solicitar um resgate de 200 milhões de euros à SEPI (Sociedad Estatal de Participaciones Industriales), holding das participações estatais de Espanha.

O negócio com a Globalia será feito através da divisão emissora da Barceló, a Ávoris, ficando a divisão hoteleira separada do risco de execução de activos.

O “Preferente” avança ainda que o Grupo Barceló aguarda a conclusão da venda de um hotel histórico para conseguir a liquidez necessária para enfrentar os actuais desafios financeiros.

A Globalia também está a negociar a venda da sua companhia aérea ao IAG, estando em cima da mesa a possibilidade de o fazer em troca de acções do grupo que junta as companhias Iberia, British Airways, Vueling, Aer Lingus e Level (clique para ler: Iberia oferece acções do IAG para comprar Air Europa).

 

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Clique para ver mais: Barceló

Clique para ver mais: Globalia

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

NCL tem “Portugal no radar como mercado emissor e como destino”

23-02-2021 (19h29)

A Norwegian Cruise Line (NCL), que antes da pandemia de covid-19 estava a investir em Portugal como destino e mercado emissor para os seus cruzeiros, vai continuar a investir no seu crescimento no país, anunciaram hoje os directores da companhia Kevin Bubolz e Jürgen Stille numa conferência de imprensa online.

Agências de viagens e operadores já têm linha de cem milhões para reembolsarem clientes

23-02-2021 (18h45)

O Ministério da Economia anunciou que desde hoje as agências de viagens e operadores turísticos já dispõem de uma linha de crédito para poderem reembolsar clientes que, devido aos impactos da covid-19, ficaram sem as viagens que pagaram.

Quantum of the Seas vai ficar mais três meses em Singapura

23-02-2021 (18h29)

O Quantum of the Seas, embarcação da companhia de cruzeiros Royal Caribbean, vai prolongar a sua temporada em Singapura, onde está a fazer cruzeiros de duas, três e quatro noites, por mais três meses.

ECTAA quer acção das instituições europeias para travar atrasos nos reembolsos de viagens

23-02-2021 (18h24)

A ECTAA, organização que junta as associações de agências de viagens e operadores turísticos da Europa, quer que as instituições europeias actuem no sentido de obrigar as companhias de aviação a reembolsarem pelos voos não realizados pelos impactos da pandemia de covid-19.

Marriott já tem novo CEO

23-02-2021 (18h10)

A Marriott, maior rede hoteleira do mundo, anunciou a escolha de Anthony Capuano, um veterano com mais de 25 anos na companhia que era presidente para o desenvolvimento global, design e operações, para substituir o falecido Arne Sorenson à frente da gestão executiva.

Opinião e Análise