Bedsonline acrescenta 45 mil unidades à sua oferta de alojamento

20-01-2017 (13h31)

Foto: Diana Fernandes
Foto: Diana Fernandes

A Bedsonline, fornecedor de alojamento e produtos complementares para agências de viagens, aumentou a sua oferta de alojamento em 60%, de 75 mil para 120 mil propriedades.

O reforço da oferta de alojamento da Bedsonline centrou-se sobretudo nos Estados Unidos, onde foi maior o aumento do número de unidades hoteleiras que passaram a estar disponíveis no seu sistema, seguindo-se Espanha, Itália, França e Tailândia.

Além do alojamento, a empresa anunciou durante a Fitur um reforço da sua oferta de produtos complementares, incluindo mais 15% de oferta de actividades e mais 25% de oferta de rotas de transferes, segundo notícias da imprensa espanhola.

 

Clique para mais notícias: Bedsonline

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Jet2.com programa 45 voos por semana de oito cidades britânicas para Faro em Agosto

14-07-2020 (16h42)

A low cost britânica Jet2.com, do Dart Group, de que fazem parte também o operador Jet2holidays tem programados 45 voos por semana de oito cidades britânicas para Faro, com preços desde 40 euros em Agosto, bem como outros oito para o Funchal, de sete origens no Reino Unido.

Dom Pedro Vilamoura reabre a 1 de Agosto

14-07-2020 (16h20)

O 4-estrelas Dom Pedro Vilamoura vai reabrir a 1 de Agosto com o selo Clean & Safe, concluindo as reaberturas das unidades do Grupo Dom Pedro no Algarve.

American Airlines programa retoma dos voos Filadélfia – Lisboa para 27 de Março

14-07-2020 (15h47)

A American Airlines, maior companhia de aviação do mundo que interrompeu os voos de/para Lisboa devido à pandemia de covid-19, tem programado retomar as ligações entre o seu hub de Filadélfia e a capital portuguesa no início do Verão IATA 2021.

Breeze Airways de David Neeleman adia início das operações para 2021

14-07-2020 (15h32)

A Breeze Airways, fundada por David Neeleman e que tinha previsto começar a voar em finais de 2020, adiou o início das operações para 2021.

Emirates prevê despedimento de 15% dos seus funcionários

13-07-2020 (16h52)

A Emirates, que já cortou 10% dos seus postos de trabalho, cerca de 6.000 funcionários, planeia despedir até 9.000 trabalhadores, que representam 15% do número de empregados antes da pandemia, afirmou o presidente da companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos (EAU).

Opinião e Análise