Chegada de turistas portugueses à Tunísia aumenta 51% até Junho

22-06-2018 (10h46)

A Tunísia recebeu entre Janeiro e 10 de Junho cerca de 4.500 turistas portugueses, o que representa um aumento em 51% em relação a 2017, revelou a directora ibérica do Turismo da Tunísia, Mounira Derbel.

Mounira Derbel, que falava aos jornalistas num evento de apresentação da Tunísia para agentes de viagens em Lisboa, admite que o crescimento ainda resulta de uma “situação é de recuperação da Tunísia”.

A directora do Turismo da Tunísia para Portugal e Espanha perspectiva fechar este ano com um crescimento do mercado português de 45/50%, face ao desempenho de 2017, em que contabilizou 15 mil turistas portugueses no país.

Mounira Derbel assumiu o cargo em meados de Fevereiro deste ano, tendo estado antes a desempenhar as mesmas funções no Reino Unido.

Ao chegar a Portugal, “o que mais me surpreendeu foi a afinidade entre as características portuguesas e tunisinas”, sublinhou, declarando-se “muito confiante” no desempenho do mercado.

Djerba e Monastir, para onde existem voos charter programados pelos operadores portugueses, são os dois destinos que Mounira Derbel considera serem os mais procurados pelos portugueses.

Por outro lado, “as excursões de dois dias no deserto são algo que se deve fazer”, recomendou a executiva.

Além de Portugal, “todos os mercados estão a crescer”, realçou Mounira Derbel, destacando o aumento do número de turistas britânicos, que “são muito certos com questões de segurança” e estão a investir no destino.

Até Junho visitaram a Tunísia 2,5 milhões de turistas, 666 mil dos quais europeus, salientou ainda Mounira Derbel na sua apresentação em Lisboa, a última sessão de um conjunto de apresentações para agentes de viagens que também passou pelas cidades do Porto e Coimbra, organizada em parceria com os operadores turísticos Solférias, Sonhando e Soltrópico, e com os hotéis El Mouradi.

 

Ver também:

Vendas para a Tunísia decorrem a bom ritmo – Solférias, Sonhando e Soltrópico


Clique para mais notícias: Tunísia

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

KLM avisa que o seu calendário de Inverno será “muito mais restricto” devido à covid-19

25-09-2020 (14h10)

A companhia de aviação holandesa KLM informou que devido às restrições para travar a disseminação da covid-19, terá um programa de voos no próximo Inverno “muito mais restricto” que há um ano e especificou que em Novembro, primeiro mês do chamado Inverno IATA 20/21, terá apenas cerca de 55% da capacidade do mês homólogo de 2019.

Aeroporto de Helsínquia recorre a cães para detectar casos de coronavírus

25-09-2020 (13h23)

As autoridades finlandesas decidiram enviar cães pisteiros para detectar o novo coronavírus no maior aeroporto internacional da Finlândia para testar, durante os próximos quatro meses, um método alternativo que será mais barato e mais rápido na identificação de viajantes infectados.

Solférias avança com “taxa de rescisão” para travar ‘jogadas’ de antecipação de vouchers

24-09-2020 (17h18)

O operador Solférias comunicou hoje ao mercado a aplicação de uma “taxa de rescisão” para “evitar reservas simuladas ou fraudulentas feitas apenas com o intuito de antecipar o recebimento dos valores titulados pelo vale” [vulgo vouchers].

Covid-19 custou 30 milhões de dormidas à hotelaria espanhola só em Agosto

23-09-2020 (17h03)

A pandemia de covid-19 retirou à hotelaria espanhola 30,2 milhões de dormidas em Agosto, tradicionalmente o seu melhor mês, com quase 80% dessa quebra a dever-se aos mercados internacionais, que reduziram as dormidas em 83,4% ou 24 milhões.

Portugueses reduziram em 82% as dormidas na hotelaria espanhola em Agosto

23-09-2020 (16h36)

A hotelaria espanhola teve este Agosto uma quebra de dormidas de turistas residentes em Portugal em 82%, desde logo por um decréscimo do número de turistas em 76,7%, a que acresceu uma diminuição da estada média em 22,8%.

Opinião e Análise