Comissão Europeia abre investigação aos GDS Amadeus e ao Sabre

23-11-2018 (16h54)

A Comissão Europeia anunciou hoje que decidiu iniciar uma "investigação aprofundada" e "prioritaria" sobre se os acordos entre os sistemas globais de reservas (GDS) Amadeus, líder na Europa, e Sabre, líder na América, "restringem a concorrência" e "violam as regras anti-trust da União".

A Comissária Europeia responsável pela Concorrência, Margrethe Vestager, em declaração citada em comunicado, revelou que a preocupação da Comissão é que “tais restrições podem criar barreiras à inovação e aumentar os custos de distribuição de bilhetes, aumentando em última instância os preços dos bilhetes para os viajantes”.

A informação da Comissão assinala que Amadeus e Sabre são líderes mundiais  de sistemas computorizados de reservas (Computerised Reservation Systems), “também conhecidos por Sistemas Globais de Distribuição (Global Distribution Systems), que são “sistemas que agregam informação acerca de horários de voos, disponibilidade de lugares e preços dos bilhetes de múltiplas companhias”.

A Comissão assinala ainda que esses sistemas, que os três maiores grupos aéreos europeus têm atacado, criando taxas que penalizam as reservas efectuadas através deles, “permitem às agências de viagens e gestoras de viagens empresariais [travel management companies] (tanto online como ‘tradicionais’ [brick-and-mortar]) compararem serviços de companhias de aviação e reservar e emitir bilhetes por conta dos viajantes”.

A Agência Reuters escrevia hoje, sobre a decisão anunciada por Margrethe Vestager, que os GDS obtêm tipicamente margens superiores às das companhias de aviação cujos bilhetes transaccionam e que tentativas anteriores das companhias aéreas de fazer o seu bypass e atrair os clientes para os seus sistema próprios acabaram em fracasso, com as transportadoras a perderem clientes e recuarem.

O comunicado diz que a Comissão vai investigar em que medida alguns termos dos acordos do Amadeus e do Sabre com companhias de aviação e agências de viagens “restringem” as possibilidades de estas usarem fornecedores alternativos, tornando mais difícil a entrada no mercado de novos players.

 

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Amadeus

Clique para mais notícias: Sabre

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

KLM avisa que vão ser necessárias mais medidas de “rightsizing”

30-10-2020 (15h39)

É um eufemismo para dizer que mais medidas de redução de pessoal são necessárias, mas não deixa também de traduzir com clareza a gravidade da situação na KLM, uma das companhias de aviação mais bem sucedidas da Europa, apesar de não estar baseada num dos maiores mercados europeus.

AIDA Cruises cancela cruzeiros em Novembro

30-10-2020 (15h28)

A AIDA Cruises cancelou todos os cruzeiros que tinha programado fazer durante o mês de Novembro, devido às medidas adoptadas na Alemanha para conter a pandemia do novo coronavírus.

Costa Cruzeiros reduz programação de Inverno na Europa

30-10-2020 (15h27)

A Costa Cruzeiros reduziu a sua programação de cruzeiros para este Inverno na Europa devido ao aumento da propagação da covid-19 e às restrições implementadas em alguns países da União Europeia.

8ª edição MITE, em Macau, decorre de 6 a 8 de Novembro

30-10-2020 (14h59)

A 8ª edição da exposição internacional e feira de turismo Macao International Travel (Industry) Expo vai decorrer de 6 a 8 de Novembro no The Venetian Macao, em Macau, com entrada gratuita.

Royal Air Maroc retoma voos para Bissau e Praia

30-10-2020 (14h56)

A companhia de aviação marroquina Royal Air Maroc anunciou que vai retomar no dia 6 de Novembro os seus voos de Casablanca para Bissau e Praia.

Opinião e Análise