Comissão Europeia aprova apoio de 35 milhões de euros para empresas dos Açores

06-04-2021 (13h46)

São Jorge, Açores
São Jorge, Açores

A Comissão Europeia aprovou hoje um apoio do Estado português de 35 milhões de euros para as empresas dos Açores afectadas pela crise da covid-19 que mantiveram os postos de trabalho, uma ajuda em forma de subvenções directas.

Segundo a informação divulgada pelo executivo comunitário, esta é a terceira ajuda estatal de Portugal para manutenção do emprego na Região Autónoma dos Açores (após dois regimes em Abril e em Dezembro de 2020) aprovada no âmbito das regras mais flexíveis de Bruxelas para as ajudas estatais, implementadas devido à pandemia de covid-19.

Assumindo a forma de subvenções directas, o regime “estará aberto a empresas de todas as dimensões activas nos Açores, na condição de terem mantido postos de trabalho na região e de terem reembolsado os empréstimos anteriormente recebidos ao abrigo dos regimes que a Comissão aprovou”, explica Bruxelas.

Em concreto, “a ajuda só será concedida se o requerente puder provar que manteve, todos os meses até 30 de Junho de 2021, uma certa proporção do nível de emprego em comparação com o nível registado em setembro de 2020”, acrescenta.

Previsto está que o montante máximo da ajuda não exceda os 750 mil euros por empresa singular ou um milhão de euros por grupo de empresas ou então que não ultrapasse o montante dos empréstimos recebidos a partir das linhas de crédito existentes.

“A Comissão verificou que o regime português está em conformidade com as condições estabelecidas no quadro temporário” e concluiu que “a medida é necessária, adequada e proporcional para sanar uma perturbação grave da economia de um Estado-membro”, adianta o executivo comunitário.

Em causa está o enquadramento europeu temporário para os auxílios estatais, adotado em meados de Março de 2020 e em vigor até final do ano, que alarga os apoios que os Estados-membros podem prestar às suas economias, normalmente vedados pelas regras concorrenciais da UE, traduzindo-se em empréstimos com garantias estatais, subvenções, entre outros.

 

Clique para ver mais: Açores

Clique para ver mais: Empresas&Negócios

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

NEC e Getronics lançam "Smart Check-in" para hotéis em Portugal

10-05-2021 (19h24)

A empresa de comunicações e soluções IT, NEC Enterprise Solutions, e empresa de integração global, Getronics, lançaram o "Smart Check-in" para agilizar os processos de check-in e check-out em hotéis em Portugal.

easyJet assinala entrada de Portugal na ‘lista verde’ do Reino Unido com voos Newcastle-Faro

10-05-2021 (19h15)

A companhia de aviação easyJet anunciou que vai voar entre Newcastle e Faro este Verão, a partir de 19 de Julho, com três frequências semanais.

TAP pede insolvência da Groundforce

10-05-2021 (19h02)

A TAP anunciou hoje em comunicado que requereu a insolvência da SPdH – Serviços Portugueses de Handling, S.A. (Groundforce) com o objectivo, “se tal for viável, de salvaguardar a viabilidade e a sustentabilidade da mesma, assegurando a sua actividade operacional nos aeroportos portugueses”.

Hotéis dão benefícios a quem reservar em agências de viagens associadas da APAVT

10-05-2021 (18h47)

A APAVT anunciou que os clientes das suas agências terão benefícios adicionais em reservas em grupos hoteleiros portugueses, explicando que se trata de “um processo de aproximação à hotelaria nacional”.

Espanha aprova joint venture dos operadores dos grupos Logitravel e Piñero

10-05-2021 (16h11)

A Comissão Nacional de Mercados e Concorrência (CNMC) em Espanha aprovou a joint venture dos operadores turísticos Smytavel, do Grupo Logitravel, e Soltour, do Grupo Piñero, segundo o jornal espanhol "Vozpópuli".

Opinião e Análise