Negócio dos cruzeiros em Portugal pode chegar aos 120 milhões de euros em sete anos – Francisco Teixeira

02-04-2018 (18h45)

Foto: Melair Cruzeiros
Foto: Melair Cruzeiros

O mercado dos cruzeiros em Portugal representa actualmente um volume de 60 a 65 milhões de euros, mas com o aumento da procura pode chegar a 100 ou 120 milhões em cinco ou sete anos, perspectiva Francisco Teixeira, director-geral da Melair, que representa as companhias Royal Caribbean, Celebrity, Azamara e Pullmantur.

“O mercado hoje tem 50 mil cruzeiristas por ano e acho que nos próximos cinco a sete anos vai estar muito próximo dos 100 mil”, afirmou Francisco Teixeira em declarações aos jornalistas durante uma viagem de apresentação à imprensa do navio Symphony of the Seas, de 27 a 29 de Março.

“A mensagem para os empresários das agências de viagens é que se hoje com todos os serviços agregados à volta de um cruzeiro falamos de um negócio que vale 60 a 65 milhões de euros, daqui a cinco ou sete anos pode valer 100 ou 120 [milhões de euros]”, perspectiva o director-geral da Melair.

As contas ao volume do negócio dos cruzeiros em Portugal são baseadas num preço médio geral de venda “próximo dos mil euros por cabeça”, mais transferes, voos e hotel, especificou o executivo.

A sua perspectiva é que os empresários do sector das agências de viagens se interessem mais em especializar os seus colaboradores na área dos cruzeiros, uma vez que é um produto complexo.

“Por muito que digamos que o online cresce, com a complexidade do cruzeiro, o cliente procura assessoria” para saber itinerários, companhias, navios, tipos de camarotes, voos de ligação e outros serviços necessários, sublinhou Francisco Teixeira.

“É um produto que necessita de especialização. Se nós quisermos fazer crescer o número de clientes, temos que ter a capacidade de o assessorar”, enfatizou.

A opinião do director da Melair, porém, é de que “o agente de viagens não é o problema”. O agente recebe grandes quantidades de produto, “preços que mudam diariamente, sistemas informáticos com que têm que trabalhar” e uma quantidade de emails “abismal”.

O problema está na linha de gestão, e se for orientada para a especialização, Francisco Teixeira garante que a Melair irá “providenciar para ajudar essa especialização”.

O cruzeiro é “um bom produto”, enfatizou o executivo, destacando que tem “satisfação muito elevada” e “exige que o cliente venha ter comigo onde eu não estou a competir com o online”, além de ter uma “rentabilidade razoável em relação ao espectro geral” e “uma antecipação que permite o encaixe das equipas de vendas ao longo dos 12 meses”.

 

O PressTUR visitou o Symphony of the Seas a convite da Melair, representante da Royal Caribbean em Portugal

 

Ver também:

Maior navio de cruzeiros do mundo é gerido por um português

Symphony of the Seas “é uma experiência de férias” – Francisco Teixeira

50 agentes de viagens portugueses vão visitar o Symphony of the Seas


Clique para mais notícias: Cruzeiros

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Royal Caribbean cancela cruzeiros do Odyssey of the Seas até Abril 2021

01-07-2020 (16h19)

A Royal Caribbean cancelou os cruzeiros a bordo do Odyssey of the Seas que tinha previsto realizar até Abril de 2021, devido a um atraso na construção do navio, que esperava receber em Novembro deste ano.

Governo prolonga interdição do desembarque de cruzeiros até 15 de julho

30-06-2020 (18h38)

A interdição do desembarque e licenças para terra de passageiros e tripulações dos navios de cruzeiro nos portos portugueses foi novamente prolongada pelo Governo, até às 23h59 de 15 de Julho, segundo um despacho hoje publicado.

MSC World Europa “determinará os padrões para o cruzeiro do futuro”

30-06-2020 (15h20)

A MSC Cruzeiros celebrou ontem a colocação da quilha no MSC World Europa, um navio que “determinará os padrões para o cruzeiro do futuro” segundo o director-geral dos estaleiros Chantier de l’Atlantique, Laurent Castaing.

Grupo Royal Caribbean prolonga suspensão de cruzeiros até 15 de Setembro

24-06-2020 (10h35)

O Grupo Royal Caribbean Cruises, que inclui as companhias Royal Caribbean International, Celebrity Cruises e Azamara, prolongou a suspensão das suas operações até 15 de Setembro.

Pullmantur entrega pedido de reorganização em Espanha

22-06-2020 (17h14)

A Cruises Investment Holding e o Royal Caribbean Group declararam um pedido de reorganização da sua joint venture Pullmantur Cruceros sob os termos das leis de insolvência em Espanha.

Opinião e Análise