“Somos líderes de mercado pelo sétimo ano consecutivo em Portugal”, MSC Cruzeiros

07-02-2020 (12h30)

Foto: MSC Cruzeiros
Foto: MSC Cruzeiros

A MSC Cruzeiros em Portugal fechou o ano passado com 35.901 passageiros, mais 20,7% que no ano anterior, mantendo a liderança no mercado português “pelo sétimo ano consecutivo”, afirmou Eduardo Cabrita, director da companhia em Portugal.

Com mais 6.153 clientes que em 2018, a MSC Cruzeiros aumentou a sua quota de mercado em Portugal para 46,2%, segundo um comunicado, que cita dados do “MSC Market Intelligence Cruise Monitor”.

“Em 2019 registámos um dos maiores crescimentos até hoje em Portugal”, afirmou Eduardo Cabrita, citado na nota de imprensa. “Atingimos todos os objectivos previstos para este ano, somos líderes de mercado pelo sétimo ano consecutivo em Portugal”.

Os itinerários mais procurados pelos portugueses continuam a ser os do Mediterrâneo e do Norte da Europa, sendo os cruzeiros mais vendidos aqueles que têm saídas e chegadas a Barcelona, Veneza, Kiel e Copenhaga.

As Caraíbas e os Emirados Árabes Unidos “têm vindo a ter cada vez mais peso nos últimos anos e são cada vez mais procurados”, acrescenta um comunicado da companhia.

Por outro lado, as partidas  e chegadas aos portos portugueses, que representam cerca 12% do total dos passageiros da MSC em Portugal “continuam a ser uma grande aposta da companhia, que apresentou novamente em 2019 uma operação com saída e chegada a Lisboa entre Setembro e Novembro, a bordo do MSC Preziosa, um navio com capacidade para cerca de 4.000 passageiros”.

Os novos navios e a presença da companhia com escritórios próprios em mais de 80 países contribuiu para este crescimento, segundo Eduardo Cabrita, que salientou a aposta em “novos itinerários, o que nos tem permitido diversificar a oferta, fidelizar e atrair cada vez mais viajantes”.

“2019 foi, uma vez mais, um ano extremamente positivo, de orgulho e crescimento para nós”, enfatizou o director-geral da MSC Cruzeiros em Portugal.

Com a encomenda de dois novos protótipos (para ver mais clique aqui) “a companhia verá um aceleramento ainda maior ao nível da capacidade e aumentará a sua frota para um total de 39 navios, até 2030”, acrescentou Eduardo Cabrita.

Este ano a MSC Cruzeiros deve “continuar a crescer a todos os níveis, especialmente na Europa, onde predomina o nosso core-business e onde somos a companhia número um, mas também cada vez mais com itinerários diversificados”, frisou Eduardo Cabrita.

A MSC tem 17 navios, incluindo 12 a navegar no Mediterrâneo durante o Verão, mais três do que na temporada anterior. Para o final de Outubro está prevista a inauguração de mais um navio, o MSC Virtuosa.

Em Portugal, a companhia vai manter a aposta nos cruzeiros com partidas e chegadas a Lisboa a bordo do MSC Splendida, entre Setembro e Novembro, ao mesmo tempo que mantém a operação de cruzeiros com embarque e desembarque no Funchal a bordo do MSC Poesia, entre Outubro e Novembro.

A MSC Cruzeiros também vai aumentar a oferta de pacotes com cruzeiro, voo e transferes incluídos, para destinos como Veneza, Copenhaga, Dubai, Miami, Barcelona e Hamburgo, entre outros.

Esta aposta garante aos clientes “a máxima flexibilidade e tranquilidade na marcação do seu pacote de férias completo”, sublinhou Eduardo Cabrita, acrescentando que o objectivo “é chegar cada vez mais perto dos agentes de viagens e fazer com que os nossos parceiros confiem plenamente em nós, tendo todas as ferramentas e possibilidade de partir imediatamente para a próxima venda”.

 

Clique para ver mais: MSC Cruzeiros

Clique para ver mais: Cruzeiros

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Royal Caribbean conclui aquisição da totalidade da Silversea Cruises

13-07-2020 (13h22)

O Grupo Royal Caribbean, que comprou uma participação de dois terços da Silversea Cruises em Julho de 2018, anunciou que comprou as acções remanescentes e passou a ser proprietário da totalidade da companhia.

Carnival vai vender 13 navios de cruzeiros este ano

13-07-2020 (11h49)

A Carnival Corporation, que detém companhias como a Costa Cruzeiros ou a AIDA, anunciou que vai antecipar a redução da sua frota este ano, tendo previsto vender um total de 13 navios de cruzeiros, oito dos quais nos próximos 90 dias.

Reino Unido desaconselha viagens de cruzeiros

10-07-2020 (13h24)

O Governo do Reino Unido emitiu um aviso a desaconselhar viagens de cruzeiros devido à pandemia da covid-19 e com base nas recomendações das autoridades de saúde inglesas.

MSC Cruzeiros junta grupo de especialistas para ajudar a desenvolver protocolo de segurança

09-07-2020 (17h48)

A MSC Cruzeiros criou o grupo de especialistas Covid Blue-Ribbon para ajudar no desenvolvimento de um protocolo de segurança que cumpra as orientações estabelecidades para lidar com as consequências da pandemia do novo coronavírus.

Companhias de cruzeiros juntam especialistas em saúde para definir padrões de segurança

08-07-2020 (16h21)

As empresas de cruzeiros Royal Caribbean Cruises e Norwegian Cruise Line juntaram vários especialistas em saúde para definir os “padrões de segurança e saúde para as companhias de cruzeiros”, esperando ter as primeiras recomendações até ao final de Agosto.

Opinião e Análise