Symphony of the Seas “é uma experiência de férias” – Francisco Teixeira

02-04-2018 (18h54)

A dimensão do Symphony of the Seas, mais do que lhe conferir o título de maior navio de cruzeiros do mundo, permitiu à Royal Caribbean diversificar a oferta a bordo e criar uma "experiência de férias", afirmou Francisco Teixeira, director da Melair, que representa a companhia em Portugal.

“Tem muito espaço por passageiro e [esse espaço] foi investido em bares, em teatros, em restaurantes” e outras atracções, disse Francisco Teixeira em declarações aos jornalistas durante uma viagem de apresentação do navio à imprensa, de 27 a 29 de Março, de Málaga a Barcelona.

O Symphony of the Seas “tem um conjunto de experiências que é o que o caracteriza mais”, e são essas experiências que, mais do que clientes de cruzeiros, vão atrair “pessoas que fazem férias”, prevê Francisco Teixeira.

Com 362 metros de comprimento, o navio oferece sete bairros distintos, incluindo o “Central Park”, decorado com 12 mil plantas e árvores, o “Boardwalk”, que tem um espaço para espectáculos na água onde os artistas saltam de piscinas de dez metros, e a “Royal Promenade”, recheada de lojas e bares.

Há oferta para relaxar, como as massagens no Vitality at Sea Spa, e para fazer subir a adrenalina, como a velocidade do Ultimate Abyss, um escorrega com uma altura de dez andares.

Os hóspedes do Symphony of the Seas encontram a bordo uma grande variedade de piscinas e jacuzzis, um parque aquático infantil, um ‘trio’ de escorregas e dois simuladores de surf, um campo de mini-golfe, uma parede de escalada e um percurso de zip line.

A gastronomia a bordo também é diversa, havendo 22 restaurantes por onde escolher, destacando-se o marisco do “Hooked Seafood”, a cozinha italiana de Jamie Oliver e os gelados do “Sugar Beach”.

Entre os 2.759 camarotes disponíveis encontram-se cerca de meio milhar de suites de diversas tipologias, sobressaindo a Ultimate Family Suite, um quarto de 125 metros quadrados com dois andares e um jacuzzi na varanda.

O navio tem capacidade para 5.518 hóspedes em ocupação dupla, chegando a 6.680 hóspedes em ocupação máxima.

Este Verão o Symphony of the Seas vai estar baseado em Barcelona para fazer viagens de sete noites com escalas em Palma de Maiorca, Provence, Florença, Pisa, Roma e Nápoles. A partir de 10 de Novembro, o navio irá fazer viagens pelas Caraíbas.

 

O PressTUR visitou o Symphony of the Seas a convite da Melair, representante da Royal Caribbean em Portugal

 

Ver também:

50 agentes de viagens portugueses vão visitar o Symphony of the Seas

Negócio dos cruzeiros em Portugal pode chegar aos 120 milhões de euros em sete anos – Francisco Teixeira

Maior navio de cruzeiros do mundo é gerido por um português


Clique para ver mais: Cruzeiros

Clique para ver mais: Royal Caribbean

Clique para ver mais: Melair

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

AIDA Cruises cancela cruzeiros na Europa e prolonga temporada nas Canárias

05-03-2021 (15h42)

A AIDA Cruises, subsidiária da Carnival Corporation, anunciou o prolongamento da sua temporada nas Ilhas Canárias até meados de Maio, e o cancelamento de uma série de outras partidas na Europa.

MSC Seaside volta aos cruzeiros a 1 de Maio

01-03-2021 (16h36)

A MSC Cruzeiros anunciou que o MSC Seaside vai voltar aos cruzeiros a 1 de Maio, juntando-se assim ao MSC Grandiosa que está a fazer itinerários no Mediterrâneo Oriental.

Ritz-Carlton Yacht Collection recebe o seu primeiro navio em Abril

01-03-2021 (15h04)

A Ritz-Carlton Yacht Collection vai receber a sua primeira embarcação, o Evrima, a 22 de Abril, depois de uma subsidiária da proprietária do navio ter tomado controlo do estaleiro onde este está a ser construído.

Interdição de desembarque de cruzeiros prorrogada até 16 de Março

01-03-2021 (11h51)

A interdição do desembarque e licenças para terra de passageiros e tripulações dos navios de cruzeiro nos portos nacionais foi prolongada, pela 16ª vez desde Maio, até dia 16 de Março, segundo despacho hoje publicado.

NCL tem “Portugal no radar como mercado emissor e como destino”

23-02-2021 (19h29)

A Norwegian Cruise Line (NCL), que antes da pandemia de covid-19 estava a investir em Portugal como destino e mercado emissor para os seus cruzeiros, vai continuar a investir no seu crescimento no país, anunciaram hoje os directores da companhia Kevin Bubolz e Jürgen Stille numa conferência de imprensa online.

Opinião e Análise