CTP pede reforço e aceleração de medidas de apoio ao turismo

17-07-2020 (16h03)

Foto: Helloquence / Unsplash
Foto: Helloquence / Unsplash

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) exigiu medidas mais robustas e céleres para o sector, destacando como a mais urgente o prolongamento do lay-off simplificado até Dezembro, abrangendo todos os ramos turísticos.

Em comunicado, a CTP "alerta o Governo para a urgência de intensificar e acelerar as medidas de apoio às empresas e à preservação do emprego no turismo", um dos setores da actividade económica mais afetados pelo impacto da pandemia de covid-19.

Entre as medidas, "a mais urgente prende-se com o prolongamento do lay-off simplificado até dezembro, abrangendo a totalidade dos ramos turísticos", sendo que destaca também "o reforço das linhas de capitalização a fundo perdido para o turismo e o ressurgimento do fundo de turismo de capital de risco, as medidas de apoio à reestruturação financeira das empresas e o prolongamento das moratórias fiscais e de reembolsos de financiamento para segundo semestre de 2021".

O tecido empresarial e o emprego "dependem de um turismo forte e competitivo", afirma Francisco Calheiros, presidente da CTP, citado em comunicado.

"As empresas continuam a sofrer o impacto desta pandemia e a perder receitas, mês após mês. Os principais indicadores estão em queda sem expetativas de recuperação a curto prazo. O turismo precisa de medidas mais robustas e rápidas", defende o responsável.

A CTP considera ainda ser "necessário reforçar os canais de diplomacia económica, de forma a integrar Portugal nos 'corredores aéreos' com outros países", nomeadamente junto do principal mercado emissor de Portugal.

"A decisão do Reino Unido de impor quarentena para quem regresse do nosso país está a ter efeitos muito negativos, sobretudo no Algarve. Se não agirmos rapidamente e com maior eficácia no sentido de assegurar a segurança sanitária no destino e ganhar a confiança dos mercados, o trabalho e o investimento dos últimos anos dos nossos empresários terão sido em vão", alerta Francisco Calheiros.

A Confederação do Turismo de Portugal defende também "o reforço das verbas afetas à promoção turística, bem como o lançamento de uma campanha online específica para os mercados europeus".

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: CTP

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Évora acolhe projecto de nova aeronave do CEiiA e de empresa brasileira

25-09-2020 (16h36)

O primeiro programa aeronáutico completo de Portugal, o ATL-100, para desenvolver, fabricar e operar uma nova aeronave ligeira, é apresentado hoje, sexta-feira 25 de Setembro, em Évora, numa parceria entre o CEiiA e a empresa brasileira DESAER.

Air Macau antecipa o dobro de passageiros em Outubro

25-09-2020 (16h15)

A companhia aérea Air Macau afirmou hoje que espera vir a ter o dobro do número de passageiros em Outubro, em comparação com o mês anterior, ainda assim muito longe do habitual em anos anteriores.

Ryanair anuncia que Beauvais passa a ser a sua nova base em França

25-09-2020 (15h35)

A low cost Ryanair que de há muito opta por voar para Beauvais, a 79 quilómetros de Paris, como se fosse a capital francesa, anunciou agora o seu ‘upgrade’ a base, com dois aviões dedicados.

KLM avisa que o seu calendário de Inverno será “muito mais restricto” devido à covid-19

25-09-2020 (14h10)

A companhia de aviação holandesa KLM informou que devido às restrições para travar a disseminação da covid-19, terá um programa de voos no próximo Inverno “muito mais restricto” que há um ano e especificou que em Novembro, primeiro mês do chamado Inverno IATA 20/21, terá apenas cerca de 55% da capacidade do mês homólogo de 2019.

Aeroporto de Helsínquia recorre a cães para detectar casos de coronavírus

25-09-2020 (13h23)

As autoridades finlandesas decidiram enviar cães pisteiros para detectar o novo coronavírus no maior aeroporto internacional da Finlândia para testar, durante os próximos quatro meses, um método alternativo que será mais barato e mais rápido na identificação de viajantes infectados.

Opinião e Análise