Governo de Macau vai realizar consulta pública sobre nova lei do jogo

27-04-2020 (15h50)

O Governo de Macau vai realizar uma consulta pública sobre a nova lei do jogo, antes do lançamento do novo concurso para obtenção das licenças, que terminam em Junho de 2022, foi hoje anunciado.

"Iremos auscultar as opiniões da sociedade, lançando em tempo oportuno toda a documentação para a realização da consulta pública respectiva, recolhendo opiniões e conjugando ideias construtivas para a elaboração da nova lei do jogo", disse o secretário para a Economia e Finanças na apresentação das Linhas de Acção Governativa para 2020 para a área, na Assembleia Legislativa.

Aos deputados, Lei Wai Nong prometeu a realização da consulta pública até final do ano, tendo em conta também "elementos relacionados com as actividades correlativas não jogo, responsabilidade social das concessionárias de jogos, apoio prestado pelas concessionárias de jogo a favor das PME [Pequenas e Médias Empresas] e das microempresas, entre outras".

Em 2002, o Governo de Macau celebrou contratos de concessão para a exploração de jogos de fortuna ou azar, que terminam em Junho de 2022, com a Sociedade de Jogos de Macau (SJM), fundada pelo magnata Stanley Ho, a Galaxy Casino e a Wynn Resorts Macau para a atribuição de três concessões.
Em Dezembro daquele ano foi feita uma alteração ao contrato de concessão do Galaxy Casino, na qual foi permitida à Venetian Macau explorar jogos de fortuna ou azar no território, mediante subconcessão.

A SJM e a Wynn vieram também a assinar contratos de subconcessão com a MGM e a Melco Resorts, respectivamente.

A Venetian pertence à Sands China, que é uma sucursal da norte-americana Las Vegas Sands. A Wynn e a MGM são também grupos empresariais com maioria de capital norte-americano.

Devido à epidemia da covid-19, surgida no centro da China em Dezembro passado, o Governo de Macau decidiu fechar os casinos durante 15 dias em Fevereiro, o que resultou numa descida de 60% das receitas brutas do setor do jogo no primeiro trimestre deste ano, em relação a igual período de 2019.
A economia em Macau practicamente paralisou então, o que levou o Governo a avançar com apoios à população e às empresas.

Macau registou um total de 45 infectados desde o início do surto do novo coronavírus, em 22 de janeiro.

(PressTUR com Agência Lusa)

Clique para ver mais: Ásia & Pacífico

Clique para ver mais: Empresas & Negócios

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Companhia aérea brasileira Azul regista prejuízo de 450 milhões de euros no segundo trimestre

14-08-2020 (18h45)

A companhia aérea brasileira Azul registou um prejuízo de 2,9 mil milhões de reais (450 milhões de euros) no segundo trimestre de 2020, segundo balanço financeiro divulgado pela empresa.

EuroAtlantic vai ter novo horário na ligação para Bissau

14-08-2020 (18h12)

A euroAtlantic vai começar voar para a Guiné-Bissau num novo horário, com chegada diurna à capital guineense, a partir de 4 de Setembro, informou a companhia aérea.

Brasileira Azul lança empresa de aviação regional

12-08-2020 (20h37)

A companhia aérea brasileira Azul lançou na terça-feira uma nova subsidiária para o mercado de voos regionais, denominada Azul Conecta, que pretende chegar a 200 cidades nos próximos anos.

Portugal mantém-se no final de Julho a 8ª maior origem/destino de passageiros dos aeroportos espanhóis

12-08-2020 (17h03)

Os aeroportos espanhóis contabilizaram 1,077 milhões de passageiros em voos de/para Portugal nos primeiros sete meses deste ano, o que mantém o país como 8ª maior origem/destino de passageiros, ainda que a pandemia tenha causado uma quebra em 66% ou 2,087 milhões.

Pandemia já tirou mais de 105 milhões de passageiros aos aeroportos espanhóis

12-08-2020 (15h35)

Os aeroportos espanhóis tiveram em Julho quase sete milhões de passageiros, mas ainda assim ficaram 76,3% ou 22,4 milhões abaixo do mês homólogo de 2019, elevando a quebra desde o início do ano para 106,8 milhões (-67,9%), de acordo com os dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis recolhidos pelo PressTUR.

Opinião e Análise