Hotelaria levará pelo menos 18 meses para recuperar níveis de 2019, CEO do Grupo Pestana

15-05-2020 (14h32)

Foto: Pestana Hotel Group
Foto: Pestana Hotel Group

O CEO do Grupo Pestana, José Theotónio, disse hoje acreditar que a retoma da actividade vai ser muito gradual e que, para se atingirem os níveis do ano passado, serão precisos entre 18 a 24 meses, "nunca menos".

“No melhor cenário que temos, em Setembro estamos em cerca de 50% da nossa capacidade”, adiantou o executivo no seminário online "E agora? Turismo: a reinvenção de um setor", promovido pela Nova School of Business & Economics (Nova SBE).

Quanto a possíveis despedimentos, José Theotónio defendeu que as empresas com “mais músculos” devem ser chamadas a ter “responsabilidade social”, mantendo os postos de trabalho, que, disse, serão uma mais-valia em termos de formação e competências no momento da retoma.

O grupo hoteleiro está a preparar-se para reabrir seis pousadas e quatro hotéis em Junho, uma decisão que o CEO José Theotónio classificou como um “teste ao mercado nacional” (clique para ler: Grupo Pestana prepara-se para reabrir 10 hotéis em Junho).

O “Grande Confinamento” levou o Fundo Monetário Internacional (FMI) a fazer previsões sem precedentes nos seus quase 75 anos: a economia mundial poderá cair 3% em 2020, arrastada por uma contração de 5,9% nos Estados Unidos, de 7,5% na zona euro e de 5,2% no Japão.

Para Portugal, o FMI prevê uma recessão de 8% e uma taxa de desemprego de 13,9% em 2020.

Já a Comissão Europeia estima que a economia da zona euro conheça este ano uma contração recorde de 7,7% do PIB, como resultado da pandemia da covid-19, recuperando apenas parcialmente em 2021, com um crescimento de 6,3%.

Para Portugal, Bruxelas estima uma contração da economia de 6,8%, menos grave do que a média europeia, mas projeta uma retoma em 2021 de 5,8% do PIB, abaixo da média da UE (6,1%) e da zona euro (6,3%).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Pestana

Clique para ver mais: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Gastos dos brasileiros em turismo no estrangeiro caíram 69,3% em 2020

27-01-2021 (17h37)

Os brasileiros despenderam em turismo no estrangeiro 5.393,6 milhões de dólares em 2020, uma verba que fica 69,3% ou 12.199,7 mil milhões de dólares abaixo do total do ano de 2019.

Festival de Cinema de Cannes adiado para Julho

27-01-2021 (17h34)

O Festival Internacional de Cinema de Cannes, em França, foi adiado de Maio para Julho, por causa da pandemia da covid-19, anunciou hoje a organização.

Governo suspende voos de/para o Brasil a partir de sexta-feira

27-01-2021 (16h54)

O Governo decidiu suspender, a partir das 00h00 de sexta-feira, os voos de/para o Brasil, que em Dezembro foi a segunda origem/destino internacional do Aeroporto de Lisboa com mais passageiros.

Hoti Hotéis cria webapp para hóspedes

27-01-2021 (16h22)

O grupo Hoti Hotéis criou uma webapp que "pretende proporcionar uma experiência de alojamento mais completa ao fornecer toda a informação relativa ao hotel em que o cliente está hospedado".

Alemanha pondera reduzir voos internacionais a “quase zero” para combater novas variantes do coronavírus

27-01-2021 (16h12)

A Alemanha está ponderar reduzir os voos internacionais “a quase zero” para impedir a disseminação de novas variantes do coronavírus SARS-CoV-2, que provoca a covid-19.

Opinião e Análise