AHP propõe vouchers para viajar mais tarde em vez do reembolso imediato

08-04-2020 (13h25)

A principal associação da hotelaria portuguesa revelou hoje estar a preparar uma proposta a apresentar à Secretaria de Estado do Turismo para que os hotéis possam entregar aos clientes com reservas canceladas vouchers que lhes permitem viajar mais tarde em vez de os reembolsar de imediato.

Os clientes estão a invocar causa de força maior para o cancelamento das suas reservas, o que faz com que mesmo as tarifas não-reembolsáveis se tornem reembolsáveis, começou por explicar a CEO da AHP, Cristina Siza Vieira, em conferência de imprensa digital.

Desta forma, prosseguiu, as agências de viagens online (OTAs) estão na obrigação de devolver o dinheiro aos clientes e vão solicitar a devolução aos hotéis que já o receberam.

“Para aliviar a tesouraria”, a AHP está a propôr que, em vez do reembolso imediato, os hotéis possam entregar vouchers para os clientes viajarem mais tarde, com uma validade de 12 ou 18 meses, após a qual, caso não tenham usufruído dessa opção, possam receber então o reembolso.

Num inquérito aos seus associados entre 1 e 7 de Abril, a AHP concluiu que 59,7% dos inquiridos aponta os cancelamentos de reservas junto das OTAs, que são o seu principal canal comercial, como a principal dificuldade neste período.

O inquérito também indica que em situação de cancelamento a solução privilegiada pela maioria dos inquiridos é o reagendamento para outra data.

No fundo, a proposta da AHP “é negociar com o cliente um adiamento” do reembolso, frisou Cristina Siza Vieira, que realçou que esta solução está a ser proposta em vários segmentos do turismo a nível europeu.

Como exemplo, a executiva assinalou a solução adoptada em Portugal pela Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) no caso das viagens de finalistas organizadas pela Xtravel, em que foi proposto aos clientes o adiamento da viagem ou um voucher correspondente ao montante de 60% do valor pago da viagem para utilizar em serviços a prestar pela XTravel ao longo dos anos 2020 e 2021.

 

Clique para ver mais: AHP

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Coronavírus

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

AHP diz que 2020 é “um ano perdido” para a hotelaria, apesar de “alguns balões de oxigénio”

04-06-2020 (14h34)

As expectativas da hotelaria portuguesa para o segundo semestre deste ano “não são tão negativas como se admitia”, mas “não temos dúvida que para a hotelaria vai ser substancialmente um ano perdido”, afirmou hoje a CEO da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), Cristina Siza Vieira.

Hilton Vilamoura reabre a 1 de Julho

04-06-2020 (14h09)

O Hilton Vilamoura - As  Cascatas Golf Resort & Spa vai reabrir a 1 de Julho, com metade da sua capacidade de alojamento, medidas de segurança adaptadas como o distanciamento social nas áreas públicas, o programa Hilton CleanStay, e ainda o selo Clean & Safe.

The Yeatman reabre amanhã, 5 de Junho, com novidades

04-06-2020 (12h07)

O 5-estrelas The Yeatman vai reabrir amanhã, 5 de Junho, renovado e com novidades que incluem barbecues informais no terraço e novos programas de alojamento.

Reabre amanhã, 4 de Junho, o Riu Plaza Miami Beach

03-06-2020 (17h39)

O Riu Plaza Miami Beach, a primeira unidade Riu Plaza nos Estados Unidos, vai reabrir amanhã 4 de Junho, com o protocolo de segurança da cadeia hoteleira.

Garden Rooftop by imperium reabre a partir de 6 de Junho

03-06-2020 (16h56)

O Garden Rooftop by imperium, em Lisboa, vai receber os seus primeiros hóspedes a partir de 6 de Junho, com o selo Clean & Safe do Turismo de Portugal.

Opinião e Análise