Alojamento local faz 27,5% do aumento de proveitos da hotelaria portuguesa em Agosto

15-10-2019 (16h34)

O alojamento local é o segmento do alojamento turístico que mais está a crescer este ano em Portugal, tendo atingido um aumento de proveitos em Agosto, principal mês da actividade turística em Portugal, que equivale a 27,5% do aumento dos proveitos totais do sector.

Os dados do INE divulgados ontem indicam que o alojamento local teve este Agosto um aumento dos proveitos em 21%, que equivale a uma subida em 10,4 milhões de euros, atingindo um total de 60 milhões, o qual, por sua vez, equivale a 9,5%, do total de proveitos do alojamento turístico português.

A informação do INE mostra também que o alojamento local teve uma subida dos proveitos mais forte que o aumento de dormidas, que foi de 12,6%, para 1,38 milhões.

Segundo o INE, as várias modalidades de alojamento turístico em Portugal somaram 9,535 milhões de dormidas no mês de Agosto, o que equivale a um aumento em 2,6% ou 242,4 mil em relação ao período homólogo de 2018.

O aumento mais forte do mês foi o do alojamento local (+12,6%), enquanto a hotelaria chamada ‘tradicional’ teve uma subida em 2% ou 102 mil, para 5,28 milhões, penalizada pela evolução mais fraca nos hotéis de gama média ou inferior, porque os topo de gama, de 5-estrelas, até tiveram um desempenho bastante superior à média, com um aumento das dormidas e 8,7% ou 86,2 mil, com o qual superaram pela primeira vez o milhão de pernoitas num mês, tendo somando 1,078 milhões.

Esta evolução, porém, foi ‘penalizada’ pelos fracos crescimentos nas categorias com mais quartos, os 4 e 3-estrelas, os quais tiveram aumentos de dormidas em Agosto de apenas 0,9% ou 22,4 mil, para 2,56 milhões, e de 0,2% ou 2,3 mil, para 1,156 milhões.

Pior ainda estiveram os hotéis de 1 e 2-estrelas, que tiveram queda das dormidas em Agosto em 1,8% ou 8,9 mil, ficando em 489,4 mil.

Em conjunto, os hotéis portugueses somaram ainda assim o recorde mensal de 5,284 milhões e dormidas este Agosto, com um aumento em 2% ou 102 mil em relação ao mês homólogo de 2018,

O turismo no espaço rural e de habitação teve um aumento em 4,3% ou 15,7 mil, para 381,4 mil, mas já os hotéis-apartamentos tiveram um aumento de dormidas em apenas 1,5%ou 16,6 mil, para 1,14 milhões, e pousadas e quintas da Madeira, bem como apartamentos turísticos e aldeamentos turísticos tivera quebras, respectivamente em 3,7% ou 3,8 mil, para 100,3 mil, em 1,3% ou 11,2 mil, para 825,6 mil, e em 6,8% ou 31 mil, para 422,3 mil.

Para o conjunto dos primeiros oito meses deste ano, o INE indica 48,27 milhões de dormidas nos estabelecimentos de alojamento turístico portugueses, com um aumento em 4% ou 1,84 milhões em relação ao período homólogo de 2018, que e deve principalmente ao alojamento local, que tem mais 892,1 mil pernoitas (+14,9%, para 6,87 milhões).

Os hotéis, por sua vez, contribuíram com um aumento de 745,3 mil pernoitas (+2,7%, para 28,46 milhões), com aumentos em todas as categorias, mas mais fortes nos topo de gama, com os 5-estrelas a somarem mais 286,5 mil (+5,5%, para 5,49 milhões), os 4-estrelas com mais 280,9 mil (+2,1%, para 13,9 milhões), os 3-estrelas com mais 145,9 mil (+2,3%, para 6,37 milhões) e os 2 e 1-estrelas com mais 31,9 mil (+1,2%, para 2,69 milhões).

Igualmente com mais dormidas que nos primeiros oito meses de 2018 estão os hotéis-apartamentos, com +2,2% ou mais 120,2 mil, para 5,6 milhões, pelo aumento nos 5-estrelas em 48,4% ou 244,4 mil, para 749,5 mil, por que as restantes estão com quedas, de 0,3% ou 13 mil nos 4-estrelas, para 3,87 milhões, e de 10,2% ou 111,1 mil nos 3 e 2-estrelas, para 977,8 mil.

Os apartamentos turísticos estão com aumento em 2,9% ou 102,6 mil, para 3,59 milhões, o turismo em espaço rural e de habitação tem aumento em 6,6% ou 84,6 mil, somando 1,367 milhões.

Com quedas estão as pousadas e quintas da Madeira, em -4,4% ou 25,3 mil, para 552,3 mil, e os aldeamentos turísticos, em 4,1% ou 77,9 mil, para 1,82 milhões.

 

Clique para mais notícias: Alojamento

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

VIP Hotels reabre unidades hoteleiras

02-06-2020 (15h33)

O grupo VIP Hotels reabriu os hotéis VIP Executive Santa Iria, em Santa Iria da Azóia, e VIP Executive Picoas, em Lisboa, a 1 de Junho e prepara-se para reabrir outras duas unidades a partir de sexta-feira, dia 5.

NH reabre mais de metade dos seus hotéis este mês, incluindo nove em Portugal

02-06-2020 (14h28)

O NH Hotel Group anunciou que vai abrir já este mês 200 dos seus 361 hotéis em todo o mundo, incluindo nove em Portugal.

Conrad Algarve reabre sexta-feira “cumprindo todas as exigências de higiene e segurança”

02-06-2020 (14h02)

O Conrad Algarve, na Quinta do Lago, anunciou que vai reabrir na sexta-feira, dia 5 de Junho, “cumprindo todas as exigências de higiene e segurança”.

Neya Lisboa Hotel reabre na sexta-feira, 5 de Junho

02-06-2020 (13h35)

O Neya Lisboa Hotel, unidade hoteleira de 76 quartos, vai reabrir "com todas as normas e recomendações da Direcção-Geral de Saúde e do Turismo de Portugal garantidas" e a campanha "tarifa flexível".

AP Hotels reabre Hotel Oriental e Maria Nova Lounge a 19 de Junho

02-06-2020 (12h32)

O Hotel Oriental, na Praia da Rocha em Portimão, e o Maria Nova Lounge Hotel, em Tavira, vão reabrir a 19 de Junho com o selo Clean & Safe do Turismo de Portugal.

Opinião e Análise