Cinco emissores atingiram novos máximos anuais de dormidas em 11 meses de 2019

16-01-2020 (16h09)

Turistas residentes nos Estados Unidos, Brasil, Irlanda, Canadá e China atingiram de Janeiro a Novembro de 2019 novos máximos anuais de dormidas no alojamento turístico português, a que se soma também um novo recorde do conjunto "outros", também considerados emergentes.

As dormidas de residentes nos Estados Unidos são as que ultrapassaram o total de 2018 por maior margem, com mais 330 mil que nesse ano.

Seguem-se os residentes no Brasil, com mais 159,1 mil, os residentes na Irlanda, com mais 125,4 mil, os residentes no Canadá, com mais 55 mil, e os residentes na China, com mais 45,3 mil.

Em comparação homóloga, relativamente aos 11 meses de Janeiro a Novembro de 2018, as pernoitas de residentes nos Estados Unidos são também as que têm o maior aumento, com mais 423,4 mil, seguindo-se as de residentes no Brasil, com mais 330,4 mil, as de residentes na Irlanda, com mais 153,7 mil, as de residentes na China, com mais 82,6 mil, e as de residentes no Canadá, com mais 77,7 mil.

Em variação relativa, o aumento mais forte é também o das pernoitas de residentes nos Estados Unidos, com uma subida em 19,8%, seguindo-se os residentes na China, com +17,2%, os residentes no Brasil, com +13,7%, os residentes na Irlanda, com +9,6%, e os residentes no Canadá, com +8,9%.

Já as pernoitas de residentes na Alemanha Caem 6,9% ou 416,7 mil, os residentes em França estão com um decréscimo das pernoitas em 1,5% ou 65,7 mil, as pernoitas de residentes nos Países Baixos têm uma queda em 7,2% ou 175,1 mil, a que se somam ainda quedas de dormidas de residentes na Bélgica (-1,8% ou menos 18,2 mil), na Suíça (-1,2% ou menos 10,1 mil), na Suécia (-4,6% ou menos 32,8 mil) e na Dinamarca (-1,9% ou menos 10,4 mil).

Ainda assim, nos primeiros onze meses de 2019 o alojamento turístico português está com mais 2,5 milhões de dormidas que no período homólogo de 2018 (+3,9%), com +6,3% ou mais 1,16 milhões de dormidas de residentes em Portugal e +3% ou mais 1,33 milhões de dormidas de residentes no estrangeiro.

O mercado português ‘valeu' de Janeiro a Novembro do ano passado 19,77 milhões de dormidas, o que equivale a 29,8% do total, +0,7 pontos que no período homólogo de 2018, que foi o que os mercados internacionais baixaram, ficando em 70,2%, com 46,549 milhões de pernoitas.

O Reino Unido mantém-se o primeiro emissor internacional, apesar de um aumento modesto das dormidas, em 1,3%, com 9,048 milhões de pernoitas, que significam 19,4% do total de pernoitas de residentes no estrangeiro, seguido pela Alemanha, com 5,629 milhões (12,1% do total de pernoitas de estrangeiros), Espanha, com 4,84 milhões (10,4%), França, com 4,39 milhões (9,4%), Brasil, com 2,74 milhões (5,9%), Estados Unidos, com 2,56 milhões (5,5%), que assim ultrapassaram os Países Baixos, cujos residentes somam 2,26 milhões de pernoitas no alojamento turístico português (4,9%).

Para ler mais clique:

Hotelaria portuguesa facturou em 11 meses de 2019 mais 84 milhões que em todo o ano de 2018

 

Clique para mais notícias: Hotelaria portuguesa

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Meliá sinaliza confiança na China com novo hotel em Chengdu

29-09-2020 (11h32)

A Meliá Hotels International inaugurou um hotel da sua marca Gran Meliá em Chengdu, na China, país que considera pioneiro na recuperação da crise provocada pela pandemia da covid-19.

Covid-19 custou 30 milhões de dormidas à hotelaria espanhola só em Agosto

23-09-2020 (17h03)

A pandemia de covid-19 retirou à hotelaria espanhola 30,2 milhões de dormidas em Agosto, tradicionalmente o seu melhor mês, com quase 80% dessa quebra a dever-se aos mercados internacionais, que reduziram as dormidas em 83,4% ou 24 milhões.

Portugueses reduziram em 82% as dormidas na hotelaria espanhola em Agosto

23-09-2020 (16h36)

A hotelaria espanhola teve este Agosto uma quebra de dormidas de turistas residentes em Portugal em 82%, desde logo por um decréscimo do número de turistas em 76,7%, a que acresceu uma diminuição da estada média em 22,8%.

Gigante alemão DER Touristik assume três hotéis na Madeira

21-09-2020 (16h15)

“A partir de agora os hotéis Galo irão assumir a designação Sentido, e farão parte de uma das seis marcas DER Touristik”, anunciou o gigante alemão com forte presença nomeadamente na área da distribuição.

Turismo europeu pede a Bruxelas testes coordenados para acabar com restrições de viagens divergentes

18-09-2020 (14h00)

Mais de 20 organizações europeias de turismo e de aviação pediram hoje à Comissão Europeia para acabar com a “contínua falta de coordenação” e as “restrições de viagens divergentes”, implementando um programa de testes comum para os viajantes.

Opinião e Análise