Contrato de concessão do Castelo de Vila Nova de Cerveira assinado hoje

06-12-2019 (14h28)

O contrato de concessão para transformar o Castelo de Vila Nova de Cerveira num hotel, previsto abrir no final de 2021, foi hoje assinado com o promotor Eurico da Fonseca, o mesmo promotor que desenvolveu o Palácio de São Bento da Vitória, no Porto.

O Castelo de Vila Nova de Cerveira, como já tinha sido anunciado em finais de Outubro, está previsto reabrir ao público no final de 2021, como hotel com uma classificação mínima de 4-estrelas, com 41 quartos, restaurante e ginásio, resultado de um investimento de três milhões de euros (clique para ver mais: Castelo de Cerveira vai ser um 4-estrelas após investimento de três milhões de euros).

O castelo, localizado no centro de Vila Nova de Cerveira, junto à estação ferroviária, dispõe de uma vista privilegiada para o rio Minho, que faz fronteira natural com Espanha, segundo um comunicado do Gabinete do Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital.

“Trata-se de um exemplar medieval da arquitetura gótica, mandado construir em 1320 pelo rei D. Dinis e que alberga a antiga Igreja da Misericórdia, a antiga Casa dos Governadores, a Cadeia e outros anexos. O complexo foi adaptado a Pousada entre 1982 e 2008, encontrando-se fechado e sem qualquer utilização desde essa data”, acrescenta a nota de imprensa.

A concessão do Castelo de Vila Nova de Cerveira foi a 11ª concessão adjudicada no âmbito do Programa Revive, “que, assim, atinge o total de 103 milhões de euros de investimento privado na recuperação de imóveis públicos e mais de 2 milhões de euros em rendas anuais”.

Actualmente está aberto o concurso para a concessão do Mosteiro de Lorvão (Penacova) e está previsto “para breve” o lançamento dos concursos de concessão do palacete do Conde Dias Garcia, em São João da Madeira, e do Forte da Barra de Aveiro, em Ílhavo.

O Revive é um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças com a colaboração das autarquias locais.

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Meliá sinaliza confiança na China com novo hotel em Chengdu

29-09-2020 (11h32)

A Meliá Hotels International inaugurou um hotel da sua marca Gran Meliá em Chengdu, na China, país que considera pioneiro na recuperação da crise provocada pela pandemia da covid-19.

Covid-19 custou 30 milhões de dormidas à hotelaria espanhola só em Agosto

23-09-2020 (17h03)

A pandemia de covid-19 retirou à hotelaria espanhola 30,2 milhões de dormidas em Agosto, tradicionalmente o seu melhor mês, com quase 80% dessa quebra a dever-se aos mercados internacionais, que reduziram as dormidas em 83,4% ou 24 milhões.

Portugueses reduziram em 82% as dormidas na hotelaria espanhola em Agosto

23-09-2020 (16h36)

A hotelaria espanhola teve este Agosto uma quebra de dormidas de turistas residentes em Portugal em 82%, desde logo por um decréscimo do número de turistas em 76,7%, a que acresceu uma diminuição da estada média em 22,8%.

Gigante alemão DER Touristik assume três hotéis na Madeira

21-09-2020 (16h15)

“A partir de agora os hotéis Galo irão assumir a designação Sentido, e farão parte de uma das seis marcas DER Touristik”, anunciou o gigante alemão com forte presença nomeadamente na área da distribuição.

Turismo europeu pede a Bruxelas testes coordenados para acabar com restrições de viagens divergentes

18-09-2020 (14h00)

Mais de 20 organizações europeias de turismo e de aviação pediram hoje à Comissão Europeia para acabar com a “contínua falta de coordenação” e as “restrições de viagens divergentes”, implementando um programa de testes comum para os viajantes.

Opinião e Análise