Dormidas de portugueses na hotelaria espanhola aumentaram 8,1% em 2019 e atingiram 4,32 milhões

24-01-2020 (16h06)

Os hotéis espanhóis tiveram alojados em 2019 um total de 1,64 milhões de turistas residentes em Portugal, que fizeram 4,32 milhões de dormidas, de acordo com os dados do INE espanhol que indicam subidas em 8,6% do número de hóspedes portugueses e de 8,1% das suas pernoitas.

A informação permite ver também que no ano passado a estada média dos turistas portugueses baixou 0,5%, para 2,63 noites.

Assim, Portugal até foi dos emissores da União Europeia com aumento mais forte de turistas e dormidas na hotelaria espanhola e com menor decréscimo da estada média.

Cálculos do PressTUR com base nos dados do INE espanhol indicam que a hotelaria espanhol teve uma queda das dormidas de turistas residentes em países da União Europeia em 2019 em 1,9% ou 3,48 milhões, para 175,48 milhões, apesar de um aumento do número de hóspedes desses emissores em 0,7% ou perto de 280 mil, para 38,25 milhões, pela queda da estada média em 2,7%.

Os dados do INE espanhol consultados pelo PressTUR indicam que o aumento de turistas portugueses na hotelaria espanhola deu-se no primeiro semestre, com mais 13,9 mil em Março, mais 37,1 mil em Abril, mais 15,1 mil em Maio e mais 49,8 mil em Junho, bem como no mês de Agosto, em que houve um aumento de 14,2 mil, atingindo o total recorde do ano de 261,9 mil.

Fevereiro, Outubro e Dezembro, pelo contrário, foram meses de quebras, com menos 5,2 mil, menos 7,1 mil e menos 3,7 mil, respectivamente.

A estada média, porém, teve as maiores quebras nos primeiros meses do ano, com -9,7% em Março, que deverá estar associada à flutuação das datas das férias de Páscoa.

A estada média mais elevada foi a que se verificou em Julho, com 3,29 noites, com um aumento em 5,4% em relação ao mês homólogo de 2018.

Dezembro, pelo contrário, foi o mês em que se verificou a estada média mais baixa dos turistas residentes em Portugal, com 1,95 noites, 2,5% abaixo do mês homólogo de 2018.

Em dormidas, Junho, com mais quase 92 mil que no mês homólogo de 2018, foi aquele em que ocorreu o maior aumento, apesar de uma queda da estada média em 4,9%, pelo aumento de turistas residentes em Portugal em 27,7% ou 40,8 mil, para 188,2 mil.

Agosto manteve-se o mês em que a hotelaria espanhola teve não só o maior número de hóspedes residentes em Portugal, com 261,9 mil, como aquele em que contabilizou o maior número de pernoitas de turistas do mercado português, com 842,4 mil, apesar da descida da estada média em 4,4%.

 

Clique para mais notícias: Espanha

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

França destrona Reino Unido e ascende a primeiro emissor para Portugal

19-10-2020 (15h34)

Em tempos de pandemia, França ascendeu à liderança dos emissores para Portugal, com os gastos dos seus residentes a atingirem 33,1% do total de receitas turísticas portuguesas no mês de Agosto e 21% no conjunto dos primeiros oito meses do ano.

Hyatt vai abrir um hotel nos antigos escritórios do BPI na Baixa de Lisboa

19-10-2020 (14h09)

A norte-americana Hyatt, que tem mais de 900 hotéis em 65 países, anunciou planos para abrir o primeiro hotel da marca Andaz em Lisboa, que ocupará cinco edifícios na Baixa da cidade, incluindo os antigos escritórios do BPI.

Receitas turísticas portuguesas tiveram em Agosto a maior queda do ano

19-10-2020 (13h45)

Os gastos de turistas estrangeiros em Portugal, que são contabilizados pelo banco central como receitas turísticas, tiveram em Agosto a maior queda do ano, tendo ficado 1.564,09 milhões de euros abaixo do mês homólogo de 2019.

RIU abre este ano hotel no Dubai com 800 quartos e parque aquático

16-10-2020 (13h40)

A RIU Hotels & Resorts anunciou que vai abrir em Dezembro o seu 100º hotel, um resort de 4-estrelas no Dubai com 800 quartos e um parque aquático.

Hilton na ilha do Sal reabre após seis meses encerrado

16-10-2020 (12h50)

O Hilton Cabo Verde Sal Resort, uma unidade com 241 quartos na ilha do Sal, encerrada desde final de Março, reabriu hoje, cinco dias depois da retoma dos voos internacionais de e para Cabo Verde.

Opinião e Análise