EUA subiram em Junho a maior mercado fora da Europa para a hotelaria portuguesa

14-08-2019 (17h00)

Os turistas residentes nos Estados Unidos foram no mês de Junho os não europeus que fizeram mais dormidas na hotelaria portuguesa, ultrapassando os brasileiros, e cotaram-se como o 5º principal emissor internacional, a seguir a Reino Unido, Alemanha, França e Espanha.

Os dados divulgados hoje pelo INE indicam que os Estados Unidos foram, de facto, o emissor para Portugal com maior aumento de dormidas na hotelaria no mês de Junho, com mais 63,3 mil, fruto de um aumento do número de turistas em 18,5% ou 21,4 mil e, simultaneamente, de uma subida do seu tempo médio de permanência no país em 5,5%, para 2,3 noites.

Desta forma a hotelaria portuguesa teve em Junho mais dormidas de turistas residentes nos Estados Unidos do que de turistas residentes no Brasil, embora o número destes até tenha aumentado mais (22,9 mil ou +21,8%), mas com descida do seu tempo médio de permanência em 3,3%, para 2,2 noites, o que acarretou que em dormidas tivessem ‘apenas’ mais 42,6 mil que em Junho de 2018.

O Brasil foi ainda assim o segundo mercado internacional com maior aumento de dormidas em Junho, somando 283,6 mil, que foi o 6º maior total do mês, imediatamente a seguir aos Estados Unidos e à frente de emissores tradicionalmente fortes nesta época do ano como os Países Baixos e a Irlanda.

Os dados divulgados hoje pelo INE indicam que o alojamento turístico português teve este Junho mais 379,1 mil dormidas (+5,6%, para 7,12 milhões) que no mês homólogo d 2018, com o maior contributo a ser dado pelo mercado dos residentes em Portugal, que gerou mais 222,6 mil dormidas que há um ano (+11,6%, para 2,13 milhões).

O aumento de pernoitas de turistas residentes no estrangeiro foi em 156,4 mil (+3,2%, para 4,98 milhões), com o crescimento a ser contido principalmente pelas quebras de pernoitas de três dos quatro maiores emissores, o Reino Unido, com menos 14,5 mil (-1,3%, para 1,09 milhões), a Alemanha, com menos 22,7 mil (-3,7%, para 599,8 mil), e França, com menos 26,8 mil (-5,6%, para 449,99 mil).

Espanha foi assim o único dos principais emissores europeus para a hotelaria portuguesa a registar crescimento em Junho, com um aumento de 34,5 mil dormidas (+9,3%, para 406,2 mil).

Dos restantes maiores emissores para a hotelaria portuguesa, sobressaíram em Junho a quebra de dormidas de turistas residentes nos Países Baixos, com menos 25,3 mil que há um ano (-9,6%, para 238,7 mil), e o aumento de 14 mil pernoitas de residentes no Canadá (+17,5%, para 94,1 mil). 

Para ler mais clique:

Portugueses, espanhóis, brasileiros e americanos proporcionam melhor Junho de sempre em número de clientes

Turistas vêm mais a Portugal, mas ficam cada vez menos tempo

 

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Novo hotel em Valpaços aposta em spa com com tratamentos à base de azeite

05-08-2020 (13h33)

Valpaços, no distrito de Vila Real, Trás-os-Montes, conta com uma nova unidade hoteleira que, localizada num concelho produtor de azeite de Trás-os-Montes DOP (Denominação de Origem Protegida), tem como diferencial precisamente um spa com tratamentos à base de azeite.

Iberostar aposta no tratamento de dados com soluções da Minsait

04-08-2020 (14h11)

A Minsait, que pertence à Indra, anunciou o fornecimento de uma solução analítica completa concebida para centralizar e gerir todos os dados ao grupo de turismo Iberostar.

Pandemia ‘destruiu’ cerca de 20 milhões de dormidas no alojamento turístico português até Junho

03-08-2020 (14h59)

A pandemia provocou uma quebra de dormidas no alojamento turístico português que se situa na ordem dos 20 milhões, de acordo com os dados divulgados hoje pelo INE, que indica 1,07 milhões de pernoitas no mês de Junho, elevando para 10,5 milhões o total no semestre.

Portugueses proporcionam “ligeira melhoria” em Junho da actividade turística em Portugal

03-08-2020 (11h21)

O mercado dos residentes em Portugal, proporcionou ao turismo um mês de Junho ‘ligeiramente' menos negativo que os anteriores, informou hoje o INE, que indicou que uma queda das suas dormidas no alojamento turístico duas décimas menor que os 60%, enquanto da parte do turismo internacional a queda manteve-se acima dos 95%.

Savoy Saccharum Resort & Spa reabre hoje, 31 de Julho

31-07-2020 (15h44)

O Savoy Saccharum, na Ilha da Madeira, reabre hoje, 31 de Julho, "de acordo com as directrizes da Organização Mundial de Saúde e das Entidades Regionais e Nacionais de Saúde" e o programa de medidas de segurança "Stay Safe Stay Savoy".

Opinião e Análise