Hotelaria da ilha do Sal termina primeiro trimestre com +36,5% de dormidas de portugueses

04-06-2019 (17h48)

A ilha do Sal foi o destino cabo-verdiano que mais sobressaiu no primeiro trimestre no mercado emissor português, concluiu o PressTUR a partir dos dados divulgados pelo INE de Cabo Verde, dos quais se pode constatar que a hotelaria do Sal teve aumentos acima de 30% tanto em número de hóspedes como em dormidas.

Os dados do INE de Cabo Verde indicam que a hotelaria do Sal recebeu no trimestre 4.933 turistas residentes em Portugal, com um aumento em 38,6% ou 1.374 relativamente ao período homólogo de 2018, e o seu número de dormidas subiu 36,5% ou 8.265, atingindo um total de 30.939.

A ilha do Sal foi, assim, o destino que assegurou o crescimento do turismo português para Cabo Verde no primeiro trimestre, tanto mais quanto por si só compensou as quedas na ilha da Boavista, em 44,2% ou 951 hóspedes, para 1.201, e em 43% ou 6.008 dormidas, para 7.958.

A ‘ajudar’ a tendência de crescimento do turismo português para Cabo Verde esteve também a procura na ilha de Santiago, onde se localiza a capital do país, e que por isso tem uma procura mais étnica e de viagens profissionais, que também se caracteriza por estadas médias menores.

Os estabelecimentos da ilha de Santiago receberam no primeiro trimestre 5.646 turistas residentes em Portugal, +5,7% ou mais 304 que há um ano, e tiveram um aumento das dormidas em 10,6% ou 1.123, atingindo um total de 11.733.

Santiago subiu assim a segundo destino dos portugueses em Cabo Verde, quando no primeiro trimestre de 2018 tinha sido terceiro, atrás da Boavista, que no trimestre teve uma quebra de 44,2% ou 951 turistas portugueses, ficando em 1.201, e um decréscimo das suas dormidas em 43% ou 6.008, para 7.958.

Igualmente a cair esteve o turismo português na ilha de São Vicente, com -8% ou menos 76 hóspedes, ficando em 878, e menos 18,6% ou menos 624 dormidas, ficando em 2.724.

A contribuir para anular o efeito destas quebras esteve a evolução do turismo português para o conjunto das restantes ilhas, com aumentos no trimestre em 113,7% ou 208 hóspedes, para 391, e 14,6% ou 187 pernoitas, totalizando 1.464.

 

Ver também:

Reino Unido é cada vez mais o primeiro emissor para Cabo Verde

 

Clique para mais notícias: Cabo Verde

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: África

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

CEO da TUI elogia “clareza” de Espanha sobre reabertura ao turismo

26-05-2020 (10h47)

O CEO da TUI, maior grupo turístico europeu, elogiou a “clareza” de Espanha sobre o início da temporada de férias, por garantir a “milhões de turistas” que podem fazer férias no país.

Casa das Pipas reabre enoturismo a 1 de Junho

25-05-2020 (13h46)

A Casa das Pipas, em Celeirós do Douro no concelho de Sabrosa, vai voltar a receber hóspedes a partir de 1 de Junho, com a implementação de novas regras sanitárias.

PortoBay Falésia reabre a 9 de Junho com um terço da capacidade

25-05-2020 (13h36)

O Hotel PortoBay Falésia, em Olhos d'Água, no Algarve, vai reabrir no dia 9 de Junho com um terço da capacidade para assegurar "mais espaço nas suas facilidades".

Eco Beach Tent by Billiton integra Green Pearls

25-05-2020 (12h06)

O Eco Beach Tent by Billiton, na ilha de Bilitung na Indonésia, integra a plataforma de comunicação e informação de unidades hoteleiras sustentáveis Green Pearls.

Universidade Europeia organiza hoje webinar "Novos desafios nas cadeias hoteleiras"

22-05-2020 (15h09)

A Universidade Europeia vai organizar hoje o webinar "Novos desafios nas cadeias hoteleiras", com o administrador do Grupo Vila Galé Gonçalo Rebelo de Almeida.

Opinião e Análise