Pandemia de covid-19 ‘bate’ mais fortemente nas três maiores regiões turísticas portuguesas

30-07-2021 (14h30)

Gráfico: INE
Gráfico: INE

Lisboa, Algarve e Madeira, as três maiores regiões turísticas portuguesas, são as que têm este primeiro semestre de 2021 as quebras mais fortes de dormidas no alojamento turístico em relação ao período homólogo de 2019, pré-pandemia.

Dados publicados hoje pelo INE indicam que o alojamento turístico português teve este primeiro semestre uma quebra de dormidas em 73,4% face ao período homólogo de 2019, com as quebras mais fortes a verificarem-se em Lisboa, com -80,5%, Madeira, com -77,7%, e Algarve, com -75,9%.

As restantes regiões tiveram todas quebras inferiores à quebra média do período, com destaque para o Alentejo, com o menor decréscimo, em 45,4%, seguindo-se o Centro, com -62,1%, os Açores, com -65,1%, e o Porto e Norte, com -68,5%.

A informação do Instituto indica que o alojamento turístico português teve 8,17 milhões de dormidas no primeiro semestre deste ano, 25,3% das quais no Algarve, com 2,06 milhões, 20,6% em Lisboa, com 1,68 milhões, 18,2% no Norte, com 1,48 milhões, 13,9% no Centro, com 1,13 milhões, 9,8% na Madeira, com 796,7 mil, 8,1% no Alentejo, com 665 mil, e 4,2% nos Açores, com 341,4 mil.

Quando se compara com o primeiro semestre de 2019, a quota de Lisboa desce 7,6 pontos, a do Algarve baixa 2,7 pontos e a da Madeira, 1,9 pontos.

Já Centro e Alentejo sobem cada uma delas 4,2 pontos, o Norte sobe 2,8 e os Açores, um.

Esta evolução deve-se em grande medida às diferentes evoluções dos mercados dos residentes e dos não residentes em Portugal.

Com forte ‘peso’ em especial nos alojamentos turísticos de Lisboa, Algarve e Madeira, o mercado dos turistas não residentes tem uma quebra de dormidas face ao primeiro semestre de 2019 em 85,9% ou 18,8 milhões, para 3,07 milhões, enquanto as pernoitas de residentes no país baixam 42,3% ou 3,73 milhões, para 5,09 milhões.

Os dados do INE indicam que no primeiro semestre deste ano houve menos 18,8 milhões de dormidas (-85,9%, para 3,07 milhões) de dormidas de turistas estrangeiros no alojamento turístico português, com quebras em 88,5% em Lisboa (menos 6,01 milhões, para 780,5 mil), 86,8% no Açores (menos 428 mil, para 65,3 mil), 85,7% no Norte (menos 2,4 milhões, para 403,5 mil), 85,1% no Centro (menos 1,1 milhões, para 192,6 mil), 85,1% também no Algarve (menos 5,86 milhões, para 1,02 milhões), 84,3% na Madeira (menos 2,68 milhões, para 500,7 mil) e -73% no Alentejo (menos 302,3 mil, para 111,6 mil).

O mercado dos turistas residentes em Portugal, por sua vez, teve uma quebra em 42,3% face ao primeiro semestre de 2019, com menos 3,73 milhões de pernoitas, para 5,09 milhões.

A quebra mais forte deste mercado ocorreu em Lisboa, com -51,4% ou menos 957,4 mil, para 904,2 mil, seguindo-se o Centro, com -44,4% ou menos 752,4 mil, para 942 mil, Norte, com -43,1% ou menos 819,5 mil, para 1,08 milhões, Açores, também com -43,1% (menos 209,3 mil, para 276,1 mil) Algarve, com -38,3% ou menos 645,3 mil, para 1,04 milhões, Alentejo, com -31,1% ou menos 249,9 mil, para 553,3 mil, e Madeira, com -25,6% ou menos 101,8 mil, para 295,9 mil.

 

Clique para mais notícias: Alojamento turístico

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Quebras no alojamento turístico atenuaram-se em Julho para a ordem dos 40%

14-09-2021 (15h05)

As quebras de dormidas, de proveitos e de rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) no alojamento turístico em Portugal face a 2019, pré-pandemia, atenuaram-se para a ordem dos 40% em Julho, segundo os dados divulgados hoje pelo INE.

Smy Hotels e OK Group lança nova empresa de gestão hoteleira

14-09-2021 (09h43)

A Smy Hotels, rede hoteleira do Grupo Logitravel, e a holding OK Group criaram uma nova empresa de gestão hoteleira internacional, a OKLogi Hotels.

Bahia Principe Luxury Runaway Bay reabre na Jamaica

09-09-2021 (14h46)

O Bahia Principe Luxury Runaway Bay de 525 quartos é a segunda unidade hoteleira do Grupo Piñero a retomar operações na Jamaica.

Grupo Pestana inaugura Fisherman Village em Câmara de Lobos

07-09-2021 (16h53)

O Pestana Hotel Group inaugurou a sua 16ª unidade hoteleira na Madeira, o Fisherman Village Boutique Hotel, cuja temática recorre à obra "O Velho e o Mar", de Ernest Hemingway, "como tributo ao pescador de Câmara de Lobos".

RIU reabre dois hotéis em Cabo Verde

07-09-2021 (16h10)

A cadeia hoteleira RIU Hotels & Resorts reabre hoje o 5-estrelas Riu Palace Boavista de 505 quartos, na Ilha da Boavista, e no dia 10 de Setembro vai reabrir o 5-estrelas Riu Funana, na Ilha do Sal, ficando com três hotéis em funcionamento em Cabo Verde.

Opinião e Análise