Sobrevivência das empresa turísticas do Algarve depende do Governo, AHETA

12-01-2021 (11h47)

“A sobrevivência das empresas hoteleiras e turísticas do Algarve vai depender, fundamentalmente, das condições fiscais e financeiras criadas pelo Governo”, declarou hoje a AHETA ao fazer o balanço do ano 2020, que diz ter sido o pior de que há memória.

De acordo com a Associação, no ano passado o volume de negócios da hotelaria algarvia baixou mais de 800 milhões de euros por quebras da procura dos principais mercados emissores externos, que estima terem sido de 75,1%, “enquanto o mercado interno, apesar do aumento de procura nos meses de Verão, terminou o ano com menos 1,1 milhões de dormidas e 335 mil hóspedes, (-21,2%)”.

A AHETA conclui que “o impacto económico e social destas realidades nas empresas hoteleiras e turísticas regionais traduz-se, concretamente, numa elevada descapitalização e numa crise de tesouraria sem precedentes, ambas agravadas pelo agudizar da crise pandémica em todo o mundo, designadamente nos países de origem dos turistas, bem como à falta de apoios específicos consistentes à economia do turismo e aos seus agentes principais – as empresas”.

Assim, acrescenta, “sem apoios consistentes, a recuperação económica do turismo e do Algarve estão comprometidos, na medida em que colocam em causa os activos mais valiosos da actividade turística regional, designadamente o know how acumulado durante décadas, consubstanciado em competências de gestão, para além da necessidade em manter e preservar recursos humanos de qualidade, conhecimento dos canais de comercialização e distribuição de férias, assim como todo o circuito que envolve o negócio turístico, etc.”

A AHETA avisa que se “a situação e os efeitos/impacto da pandemia se prolongarem, vamos assistir ao colapso de muitas empresas turísticas do Algarve” e defende “que é fundamental serem revistas e tomadas novas medidas de apoio, "no imediato e com urgência”, para prevenir e/ou impedir que tal venha a acontecer”.

 

Clique para mais notícias: AHETA

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Kimpton St Honoré Paris vai ser inaugurado na Primavera

22-01-2021 (17h39)

O Kimpton St Honoré Paris, no edifício Art Noveau da antiga loja de luxo Samaritaine de Luxe, na Avenue des Capucines, em Paris, vai ser inaugurado nesta Primavera de 2021.

HBD reabre Sundy Praia e Roça Sundy na Ilha do Príncipe a 28 de Junho

22-01-2021 (13h24)

A HBD anunciou que vai reabrir os seus hotéis Sundy Praia e Roça Sundy, na Ilha do Príncipe, no dia 28 de Junho, após mais de um ano de encerramento devido à pandemia de covid-19.

RIU abre resort de mil quartos na Ilha do Sal em Fevereiro, diz Governo

21-01-2021 (18h01)

O vice-primeiro-ministro cabo-verdiano, Olavo Correia, anunciou que o grupo hoteleiro RIU deverá abrir em Fevereiro o resort de 5-estrelas Riu Palace Santa Maria, na Ilha do Sal, com 1.001 quartos e com um investimento superior a 100 milhões de euros.

Meliá oferece teste de antigénio gratuito nos hotéis no México e República Dominicana

19-01-2021 (18h20)

A Meliá Hotels International vai oferecer testes de antigénio gratuitos a todos os hóspedes dos seus dez hotéis no México e na República Dominicana, assim como um seguro saúde com cobertura para problemas relacionados com a covid-19.

Mercure Hotels anuncia oitavo hotel da marca em Portugal

19-01-2021 (16h46)

O Mercure Fátima, unidade hoteleira de 72 quartos, que se encontra a cinco minutos a pé do Santuário de Fátima, junto à Basílica da Santíssima Trindade, é o oitavo hotel da marca em Portugal.

Opinião e Análise