Nova associação de Turismo Chinês em Portugal quer ajudar negócios afectados pelo novo coronavírus

24-02-2020 (18h08)

Uma nova Associação de Turismo Chinês em Portugal está a ser criada para ajudar os negócios afectados pelo coronavírus e potenciar o aumento das viagens entre os dois países, anunciou hoje Liang Yong, da agência de viagens Sinotravel, num almoço organizado pela APAVT e a Liga de Chineses em Portugal.

“Acreditamos que o impacto da epidemia é temporário e depois da epidemia o número de turistas chineses em Portugal aumentará eventualmente e poderá ter um crescimento exponencial”, afirmou Liang Yong, hoje em Lisboa.

A nova associação vai trabalhar em cooperação com a Liga de Chineses em Portugal e a APAVT para “auxiliar agências de viagens, restaurantes, hotéis, guias turísticos e lojas de lembranças turísticas a lidar com o impacto da epidemia” e “promover o turismo entre Portugal e a China”.

A Associação de Turismo Chinês em Portugal trabalhará para “ajudar a indústria turística portuguesa a receber mais turistas chineses após a epidemia”, realçou Liang Yong.

Com o almoço, a APAVT quis demonstrar “solidariedade pelo que [a comunidade chinesa em Portugal] está a passar na China com familiares e em Portugal com algum afastamento de pessoas que considero inqualificável e inexplicável”, afirmou Pedro Costa Ferreira.

O presidente da APAVT elogiou o trabalho da China no combate à epidemia, mostrando-se convicto de que “daqui a cerca de dois meses podemos retomar a vida normal e termos bastante mais turistas chineses em Portugal e mais turistas portugueses na China”.

“É por isso que todos lutamos há muitos anos. A única coisa que é preciso é a todos estes problemas que enfrentamos não juntarmos a irracionalidade, não juntarmos o medo básico, não juntarmos a ignorância”, enfatizou o dirigente.

Pedro Costa Ferreira acrescentou em declarações aos jornalistas que o turismo chinês ainda representa uma quota inferior a 2,5% entre os mercados emissores de turistas para Portugal, mas é um mercado em crescimento e é o maior emissor de turistas a nível mundial, pelo que a ambição do sector é que o crescimento retome.

O presidente da APAVT salientou que as agências de viagens estão a cumprir a sua obrigação de acompanhar o Portal das Comunidades e informar os clientes de que são desanconselhadas todas as deslocações à província de Hubei e viagens não essenciais à China devido ao surto de pneumonia provocado pelo novo cornavírus (COVID-19).

Pedro Costa Ferreira lembrou ainda que as agências de viagens vão reembolsar os clientes que antes do surto tenham comprado viagens para Macau, Hong Kong e China Continental em Fevereiro e as pretendam cancelar (para ler mais clique aqui).

O presidente da Liga de Chineses em Portugal, Y Ping Chow, destacou o trabalho realizado pela entidade, tendo angariado cerca de 350 mil euros na comunidade chinesa em Portugal para ajudar no combate ao surto, através do envio de máscaras e outros bens para a China.

“Temos tomado as medidas mais rigorosas, mais abrangentes e mais completas para combater esta epidemia”, afirmou por sua vez Xu Zhida, vice-chefe de Missão e Conselheiro da Embaixada da República Popular da China, também presente no almoço.

“Durante 23 ou 24 dias, o número de casos infectados confirmados mostraram uma tendência decrescente” e “23 províncias chinesas não registaram nenhum caso de infecção no último dia, mesmo na província de Hubei”, sublinhou Xu Zhida.

O representante da Embaixada acrescentou ainda que “o número de pessoas com alta hospitalar já ultrapassou o número de casos infectados” e destacou que “fora da província de Hubei a mortalidade regista uma taxa de 0,75%”, o que demonstra que “o que temos feito está a produzir efeitos positivos”.

Xu Zhida destacou ainda que “o turismo tem desempenhado um papel fundamental no estreitamento das nossas relações bilaterais e também para aproximar os dois povos”.

“Hoje este almoço é um bom sinal, mostra confiança e esforços, que vão dar resultados”, concluiu.

 

Clique para ver mais: APAVT

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

MSC Cruzeiros prolonga suspensão das operações até 31 de Julho

04-06-2020 (17h19)

A MSC Cruzeiros, que reclama a liderança da actividade em Portugal, informou hoje que vai prolongar até 31 de Julho a suspensão temporária das operações de toda a frota provocada pela pandemia de covid-19.

AHP diz que 2020 é “um ano perdido” para a hotelaria, apesar de “alguns balões de oxigénio”

04-06-2020 (14h34)

As expectativas da hotelaria portuguesa para o segundo semestre deste ano “não são tão negativas como se admitia”, mas “não temos dúvida que para a hotelaria vai ser substancialmente um ano perdido”, afirmou hoje a CEO da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), Cristina Siza Vieira.

Hilton Vilamoura reabre a 1 de Julho

04-06-2020 (14h09)

O Hilton Vilamoura - As  Cascatas Golf Resort & Spa vai reabrir a 1 de Julho, com metade da sua capacidade de alojamento, medidas de segurança adaptadas como o distanciamento social nas áreas públicas, o programa Hilton CleanStay, e ainda o selo Clean & Safe.

Pandemia ‘custou’ à Ryanair quase 32 milhões de passageiros nos últimos três meses

04-06-2020 (13h34)

A low cost Ryanair passou de 38,5 milhões para 6,8 milhões de passageiros nos últimos três meses, em que a pandemia de covid-19 alastrou pela Europa, e em média anual já está com uma quebra em 17%, que significa a perda de quase 25 milhões de passageiros.

The Yeatman reabre amanhã, 5 de Junho, com novidades

04-06-2020 (12h07)

O 5-estrelas The Yeatman vai reabrir amanhã, 5 de Junho, renovado e com novidades que incluem barbecues informais no terraço e novos programas de alojamento.

Opinião e Análise