Nova associação de Turismo Chinês em Portugal quer ajudar negócios afectados pelo novo coronavírus

24-02-2020 (18h08)

Uma nova Associação de Turismo Chinês em Portugal está a ser criada para ajudar os negócios afectados pelo coronavírus e potenciar o aumento das viagens entre os dois países, anunciou hoje Liang Yong, da agência de viagens Sinotravel, num almoço organizado pela APAVT e a Liga de Chineses em Portugal.

“Acreditamos que o impacto da epidemia é temporário e depois da epidemia o número de turistas chineses em Portugal aumentará eventualmente e poderá ter um crescimento exponencial”, afirmou Liang Yong, hoje em Lisboa.

A nova associação vai trabalhar em cooperação com a Liga de Chineses em Portugal e a APAVT para “auxiliar agências de viagens, restaurantes, hotéis, guias turísticos e lojas de lembranças turísticas a lidar com o impacto da epidemia” e “promover o turismo entre Portugal e a China”.

A Associação de Turismo Chinês em Portugal trabalhará para “ajudar a indústria turística portuguesa a receber mais turistas chineses após a epidemia”, realçou Liang Yong.

Com o almoço, a APAVT quis demonstrar “solidariedade pelo que [a comunidade chinesa em Portugal] está a passar na China com familiares e em Portugal com algum afastamento de pessoas que considero inqualificável e inexplicável”, afirmou Pedro Costa Ferreira.

O presidente da APAVT elogiou o trabalho da China no combate à epidemia, mostrando-se convicto de que “daqui a cerca de dois meses podemos retomar a vida normal e termos bastante mais turistas chineses em Portugal e mais turistas portugueses na China”.

“É por isso que todos lutamos há muitos anos. A única coisa que é preciso é a todos estes problemas que enfrentamos não juntarmos a irracionalidade, não juntarmos o medo básico, não juntarmos a ignorância”, enfatizou o dirigente.

Pedro Costa Ferreira acrescentou em declarações aos jornalistas que o turismo chinês ainda representa uma quota inferior a 2,5% entre os mercados emissores de turistas para Portugal, mas é um mercado em crescimento e é o maior emissor de turistas a nível mundial, pelo que a ambição do sector é que o crescimento retome.

O presidente da APAVT salientou que as agências de viagens estão a cumprir a sua obrigação de acompanhar o Portal das Comunidades e informar os clientes de que são desanconselhadas todas as deslocações à província de Hubei e viagens não essenciais à China devido ao surto de pneumonia provocado pelo novo cornavírus (COVID-19).

Pedro Costa Ferreira lembrou ainda que as agências de viagens vão reembolsar os clientes que antes do surto tenham comprado viagens para Macau, Hong Kong e China Continental em Fevereiro e as pretendam cancelar (para ler mais clique aqui).

O presidente da Liga de Chineses em Portugal, Y Ping Chow, destacou o trabalho realizado pela entidade, tendo angariado cerca de 350 mil euros na comunidade chinesa em Portugal para ajudar no combate ao surto, através do envio de máscaras e outros bens para a China.

“Temos tomado as medidas mais rigorosas, mais abrangentes e mais completas para combater esta epidemia”, afirmou por sua vez Xu Zhida, vice-chefe de Missão e Conselheiro da Embaixada da República Popular da China, também presente no almoço.

“Durante 23 ou 24 dias, o número de casos infectados confirmados mostraram uma tendência decrescente” e “23 províncias chinesas não registaram nenhum caso de infecção no último dia, mesmo na província de Hubei”, sublinhou Xu Zhida.

O representante da Embaixada acrescentou ainda que “o número de pessoas com alta hospitalar já ultrapassou o número de casos infectados” e destacou que “fora da província de Hubei a mortalidade regista uma taxa de 0,75%”, o que demonstra que “o que temos feito está a produzir efeitos positivos”.

Xu Zhida destacou ainda que “o turismo tem desempenhado um papel fundamental no estreitamento das nossas relações bilaterais e também para aproximar os dois povos”.

“Hoje este almoço é um bom sinal, mostra confiança e esforços, que vão dar resultados”, concluiu.

 

Clique para ver mais: APAVT

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Cabo Verde e Portugal avançam com candidatura do ex-Campo do Tarrafal à UNESCO

11-06-2021 (18h55)

Os governos de Cabo Verde e Portugal assinam em 5 de Julho, no ex-Campo de Concentração do Tarrafal, um memorando de entendimento para a candidatura daquele espaço histórico cabo-verdiano a Património da Humanidade da UNESCO.

Booking.com sob investigação em Itália por evasão fiscal no valor de 150 ME

11-06-2021 (18h48)

O site de reservas de hotéis e alojamentos Booking.com é suspeito de ter ocultado mais de 150 milhões de euros em IVA, após uma investigação realizada pelas autoridades fiscais de Génova.

Trade britânico marca “dia de acção” para exigir retoma das viagens internacionais

11-06-2021 (17h45)

Associação de empresas de aviação e turismo britânicas marcaram um "dia de acção" [#traveldayofaction] para 23 de Junho, com o qual pretendem pressionar as autoridades britânicas a apoiar um retorno seguro das viagens internacionais a tempo do ‘pico' da época alta.

TAAG muda horários dos voos entre Luanda e Lisboa

11-06-2021 (13h55)

A companhia angolana TAAG muda os dias dos seus voos entre Luanda e Lisboa a partir de dia 30, com os voos Luanda – Lisboa (DT652) a passarem a ser às quintas-feiras e Sábados e os voos Lisboa – Luanda (DT653) a operarem às sextas-feiras e Domingos.

Companhias áreas reivindicam fim de restrições na UE no Verão

11-06-2021 (11h25)

A Airlines For Europe (A4E) reivindicou o fim de todas as restrições impostas pela pandemia da covid-19 para viagens no Verão dentro da União Europeia (UE) através de uma declaração na sua plataforma.

Opinião e Análise