Palma de Maiorca, Oujda e Varadero lideraram destinos de ‘lazer puro’ em Lisboa em Julho

08-08-2017 (14h59)

Os charters, que alguns sectores identificam como ‘lazer puro’, por serem vendidos exclusivamente em pacotes de férias, cresceram 21,6% em Julho no Aeroporto de Lisboa, com Palma de Maiorca (Espanha), Oujda (Saidia, Marrocos) e Varadero (Cuba) a constituírem o Top3 dos destinos no segundo mês do ano com mais viagens de lazer.

Dados do Aeroporto de Lisboa a que o PressTUR teve acesso indicam que dos 48,1 mil passageiros que viajaram em charters de/para Lisboa, 12,3% ou 5.897 fizeram-no na rota de Palma de Maiorca, 9,1% ou 4.360 nas ligações com o aeroporto de Oujda e 7,6% ou 3.673 nas ligações com a estância balnear cubana de Varadero.

A completar o Top5 das origens/destinos com mais passageiros charter no mês de Julho estiveram Porto Santo, com 3.252 (6,8% do total), e Catânia, com 2.728 (5,7% do total).

Do Top 5, quatro tiveram crescimento relativamente a Julho de 2016, em 1,9% ou 108 no caso de Palma de Maiorca, em 34,9% ou 1,1 mil no caso de Oujda, em 13,6% ou 390 no caso de Palma de Maiorca, e em 133,4% ou 1,5 mil no caso de Catânia.

A excepção foi varadero, que ficou 2,9% ou 109 abaixo do total de Julho de 2016.

Os dados a que o PressTUR teve acesso indicam que na segunda metade do Top10 dos voos charter constituído por Montego Bay, que há um ano não teve voos em Julho, com 1.971 passageiros, Djerba, com 1.919, Lanzarite, com 1.622, Sal, com 1.521, e Cayo Coco, com 1.451.

O realce neste grupo vai para Djerba, que tem um aumento em 434,5% ou 1,5 mil, evidenciando a recuperação da Tunísia como destino turístico, seguido por Cayo Coco, com um aumento em 18% ou 221, e seguidamente Sal, com +16,8% ou mais 219.

Lanzarote, pelo contrário, teve uma queda em 20,1% ou cerca de 400 passageiros.

Entre os destinos charter com mais procura em Julho e a crescerem face ao ano passado, ultrapassando os mil passageiros, contam-se Boavista, com 1.447, +28,7% ou mais cerca de 320, Tenerife Sul, com 1.421, +9,9% ou mais quase 130, Gran Canária, com 1.396, +82,5% ou mais cerca de 630, e Samaná (República Dominicana), com 1.025, +12,1% ou mais cerca de 110.

A este grupo há ainda a acrescentar Billund (Dinamarca), com 1.329 passageiros, e Cagliari (Sardenha, Itália), com 1.266, que há um ano não tiveram voos de/para Lisboa.

Em queda neste grupo com mais de mil passageiros em Julho estiveram os charters de/para Menorca (-37% ou menos cerca de 850, para 1.447), Fuerteventura (-19,9% ou menos cerca de 300, para 1.228).

Com a evolução em Julho, o Aeroporto de Lisboa situa em 119.795 o total de passageiros de voos charter (incluindo voos que não são de operadores turísticos ou cuja origem não é Portugal) desde o início de 2017, com um aumento em 12,4% ou 13,2 mil face aos primeiros sete meses de 2016.

 

Clique para mais notícias: Aeroporto de Lisboa

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

NEC e Getronics lançam "Smart Check-in" para hotéis em Portugal

10-05-2021 (19h24)

A empresa de comunicações e soluções IT, NEC Enterprise Solutions, e empresa de integração global, Getronics, lançaram o "Smart Check-in" para agilizar os processos de check-in e check-out em hotéis em Portugal.

easyJet assinala entrada de Portugal na ‘lista verde’ do Reino Unido com voos Newcastle-Faro

10-05-2021 (19h15)

A companhia de aviação easyJet anunciou que vai voar entre Newcastle e Faro este Verão, a partir de 19 de Julho, com três frequências semanais.

TAP pede insolvência da Groundforce

10-05-2021 (19h02)

A TAP anunciou hoje em comunicado que requereu a insolvência da SPdH – Serviços Portugueses de Handling, S.A. (Groundforce) com o objectivo, “se tal for viável, de salvaguardar a viabilidade e a sustentabilidade da mesma, assegurando a sua actividade operacional nos aeroportos portugueses”.

Hotéis dão benefícios a quem reservar em agências de viagens associadas da APAVT

10-05-2021 (18h47)

A APAVT anunciou que os clientes das suas agências terão benefícios adicionais em reservas em grupos hoteleiros portugueses, explicando que se trata de “um processo de aproximação à hotelaria nacional”.

Espanha aprova joint venture dos operadores dos grupos Logitravel e Piñero

10-05-2021 (16h11)

A Comissão Nacional de Mercados e Concorrência (CNMC) em Espanha aprovou a joint venture dos operadores turísticos Smytavel, do Grupo Logitravel, e Soltour, do Grupo Piñero, segundo o jornal espanhol "Vozpópuli".

Opinião e Análise