Pandemia reforçou valor da segurança das reservas em agências de viagens, Nuno Mateus

16-12-2020 (16h36)

Foto: Solférias
Foto: Solférias

O director-geral do operador turístico Solférias, Nuno Mateus, defende que “no meio desta turbulência [provocada pela pandemia de covid-19] há um aspecto que favorece as agências de viagens e os operadores”, que é a segurança que oferecem quando há problemas e é preciso “alguém do outro lado da linha que os resolva”.

Com os problemas criados pela pandemia, desde os repatriamentos às diversas restrições de viagens frequentemente alteradas, “o cliente cada vez mais vai jogar pela segurança”, perspectivou Nuno Mateus, que falava numa conferência online promovida pelo grupo de agências de viagens independentes GEA.

“Não são cinco ou dez euros muitas vezes que fazem a diferença. A diferença faz-se quando há problemas [e é necessário] que haja alguém do outro lado da linha que os resolva”, sublinhou o dirigente.

“Há muitos anos que se fala que o processo das agências de viagens é um processo ultrapassado. Não estou a discutir que não possa haver evoluções, que as haverá sempre. Mas a verdade é que, quando há problemas, a segurança de ter alguém em quem o cliente final confia é fundamental”, enfatizou Nuno Mateus.

A segurança oferecida aos clientes das agências de viagens, contudo, começa na prórpria reserva, porque “as pessoas querem ter uma salvaguarda” no caso de não poderem viajar, frisou o director-geral da Solférias e também dirigente da APAVT, que realçou que para conseguirem reservas antecipadas, os operadores turísticos estão a conceder essa “salvaguarda” através de cancelamentos sem penalização.

Um factor que Nuno Mateus apontou também como inibidor do desenvolvimento da procura é “a falta de uniformização das regras de viagens”, sublinhando a necessidade de serem adoptados critérios comuns para todos os países, “para que as pessoas saibam que regras é que existem”.

 

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

NCL tem “Portugal no radar como mercado emissor e como destino”

23-02-2021 (19h29)

A Norwegian Cruise Line (NCL), que antes da pandemia de covid-19 estava a investir em Portugal como destino e mercado emissor para os seus cruzeiros, vai continuar a investir no seu crescimento no país, anunciaram hoje os directores da companhia Kevin Bubolz e Jürgen Stille numa conferência de imprensa online.

Agências de viagens e operadores já têm linha de cem milhões para reembolsarem clientes

23-02-2021 (18h45)

O Ministério da Economia anunciou que desde hoje as agências de viagens e operadores turísticos já dispõem de uma linha de crédito para poderem reembolsar clientes que, devido aos impactos da covid-19, ficaram sem as viagens que pagaram.

Quantum of the Seas vai ficar mais três meses em Singapura

23-02-2021 (18h29)

O Quantum of the Seas, embarcação da companhia de cruzeiros Royal Caribbean, vai prolongar a sua temporada em Singapura, onde está a fazer cruzeiros de duas, três e quatro noites, por mais três meses.

ECTAA quer acção das instituições europeias para travar atrasos nos reembolsos de viagens

23-02-2021 (18h24)

A ECTAA, organização que junta as associações de agências de viagens e operadores turísticos da Europa, quer que as instituições europeias actuem no sentido de obrigar as companhias de aviação a reembolsarem pelos voos não realizados pelos impactos da pandemia de covid-19.

Marriott já tem novo CEO

23-02-2021 (18h10)

A Marriott, maior rede hoteleira do mundo, anunciou a escolha de Anthony Capuano, um veterano com mais de 25 anos na companhia que era presidente para o desenvolvimento global, design e operações, para substituir o falecido Arne Sorenson à frente da gestão executiva.

Opinião e Análise