Portugal suspende voos de/para Moçambique e impõe quarentena a passageiros de sete países africanos

29-11-2021 (11h47)

Foto: Drew Beamer / Unsplash
Foto: Drew Beamer / Unsplash

Portugal anunciou a suspensão dos voos de e para Moçambique a partir de hoje, 29 de Novembro, e a obrigatoriedade de cumprir 14 dias de quarentena para passageiros oriundos de um conjunto de países africanos.

“No âmbito das medidas de combate à pandemia da doença covid-19 aplicadas ao tráfego aéreo, o Governo determinou a suspensão dos voos de e para Moçambique a partir das 00h00 de segunda-feira, 29 de Novembro”, refere uma nota do Ministério da Administração Interna (MAI) divulgada na sexta-feira.

A decisão surge no seguimento das preocupações e medidas de contenção na União Europeia, suscitadas pela deteção de uma nova variante, na África do Sul, potencialmente mais infecciosa, que a Organização Mundial de Saúde (OMS) denominou Ómicron.

“Já a partir das 00h00 deste Sábado, 27 de Novembro, todos os passageiros de voos oriundos de Moçambique (assim como da África do Sul, Botsuana, Essuatíni, Lesoto, Namíbia e Zimbabué) ficam obrigados a cumprir uma quarentena de 14 dias após a entrada em Portugal continental, no domicílio ou em local indicado pelas autoridades de saúde”, determina ainda o Governo português, segundo a nota do MAI divulgada na sexta-feira.

O MAI especifica ainda que a obrigatoriedade de quarentena de 14 dias é extensível “aos cidadãos que entrem em território nacional que tenham saído de algum daqueles sete países nos 14 dias anteriores à sua chegada a Portugal”.

“Estas medidas restritivas visam prevenir a disseminação da nova variante do vírus SARS-CoV-2”, justifica o MAI.

Os Estados-membros da União Europeia (UE) decidiram na sexta-feira suspender temporariamente voos de sete países da África Austral, incluindo Moçambique, devido à identificação de uma variante do vírus da covid-19, na África do Sul, altamente mutante (clique para ler: UE suspende temporariamente voos de Moçambique e mais seis países devido a variante).

Segundo a OMS, a nova variante B.1.1.529, denominada Ómicron, detectada pela primeira vez na África do Sul, que a reportou à agência da ONU na quarta-feira, deve ser classificada como “de preocupação”, uma vez que tem "um grande número de mutações, algumas das quais preocupantes".

Dados preliminares sugerem "um risco acrescido de reinfeção" com esta estirpe, por comparação com outras variantes de preocupação, adiantou a agência da ONU em comunicado na sexta-feira.

Por definição, as variantes de preocupação estão associadas ao aumento da transmissibilidade ou virulência ou à diminuição da eficácia das medidas sociais e de saúde pública, dos diagnósticos, vacinas e tratamentos.

(Notícia Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação



Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

PressTUR está a construir um novo site

14-01-2022 (15h05)

O PressTUR está a construir um novo site e espera apresentá-lo ao mercado em Março. Apresentamos as nossas desculpas pelos transtornos que esta situação possa causar. Subscreva a nossa newsletter para acompanhar as notícias e siga-nos no Facebook, LinkedIn e Twitter.

Estão abertas as inscrições para o 2ª edição do Check-In - Tourism Innovation on Campus

14-01-2022 (14h40)

A Nova School of Business and Economics (Nova SBE) anunciou que as inscrições para a 2ª edição do Check-In - Tourism Innovation on Campus estão abertas para startups até 6 de fevereiro.

ADHP promove Curso de Especialização em Direcção Hoteleira

14-01-2022 (11h59)

A Associação dos Directores de Hotéis de Portugal (ADHP) vai promover a próxima edição do Curso de Especialização em Direcção Hoteleira (CEDH), entre 2 de Fevereiro e 31 de Maio de 2022, actualizando o conteúdo com cinco novos módulos.

ONU melhora crescimento em África em 2021 para 3,8% e estima 4% este ano

14-01-2022 (11h26)

O Departamento das Nações Unidas para Assuntos Económicos e Sociais (UNDESA) melhorou a estimativa de crescimento para as economias africanas, antevendo uma expansão de 3,8% no ano passado e uma aceleração para 4% este ano.

Hong Kong proíbe trânsito de passageiros aéreos de 153 países, Portugal incluído

14-01-2022 (11h22)

O aeroporto de Hong Kong anunciou hoje a proibição do trânsito de passageiros de mais de 150 países a partir de Domingo, Portugal incluído, de forma a evitar a propagação da covid-19.

Opinião e Análise