Quebra de dormidas nos hotéis portugueses é mais acentuada nos topo de gama

14-05-2021 (18h17)

Os hotéis 5-estrelas portugueses tiveram uma quebra de dormidas no primeiro trimestre em 90,5%, que compara com uma queda média no alojamento turístico em 80% e nos hotéis em 82,6%, informou hoje o INE.

A informação do Instituto evidencia que os topo de gama são os mais penalizados pela pandemia de covid-19, com os 4-estrelas, que são a categoria com mais peso na oferta e procura de alojamento hoteleiro, a terem a segunda maior quebra do trimestre, em 85,8%, enquanto para os 3-estrelas o INE indica um decréscimo em 75% e para os 2 e 1-estrela, 70%.

E idêntica tendência verifica-se para o mês de Março, ainda que com quedas menores, já que a pandemia começou a atingir o sector principalmente a partir de Março de 2020, o que significa que o primeiro trimestre do ano passado ainda teve dois meses ‘normais’, ao contrário deste ano em que a pandemia se fez sempre sentir.

Para Março deste ano, o INE indica uma quebra de dormidas no alojamento turístico português em 66,5%, com 69,8% nos hotéis, incluindo decréscimos em 84,9% nos 5-estrelas, em 75,8% nos 4-estrelas, em 57,3% os 3-estrelas e em 44,9% nos 2 e 1-estrela.

Diferente é a tendência nos hotéis-apartamentos, para os quais o INE indica uma queda média de dormidas em 88,4% no trimestre, com 80,4% nos 5-estrelas, 89,7% no 4-estrelas e 87,8% nos 3 e 2-estrelas.

No mês de Março, segundo o Instituto, a queda média de dormidas nos hotéis-apartamentos foi de 82,8%, com -70% nos 5-estrelas, -85,3% nos 4-estrelas e -80,4% no 3 e 2-estrelas.

Os dados para o conjunto do alojamento turístico português mostram que o os estabelecimentos de turismo no espaço rural e de habitação foram os que tiveram a menor queda de dormidas no trimestre, em 56,6%, seguindo-se os estabelecimentos de alojamento local, com -68,9%, e os aldeamentos turísticos, com -69,8%.

Para o mês de Março, o INE indica que os estabelecimentos de turismo no espaço rural e de habitação já tivera, uma queda inferior a dois dígitos, em 9,6%, os estabelecimentos de alojamento local tiveram queda em49,6%, e os aldeamentos turísticos, em 56,5%.

 

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Alojamento turístico

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Novo eco-resort 5-estrelas em Maiorca já recebe hóspedes

23-06-2021 (14h16)

O LJs Ratxó - Eco Luxury Retreat, na Sierra de Tramuntana, em Maiorca, um retiro ecológico 5-estrelas com 25 quartos numa propriedade do século XIV com 2,6 milhões de metros quadrados a poucos quilómetros de Puigpunyent, já está disponível para receber hóspedes.

Ryanair anuncia nova rota Faro – Teesside para este Verão

23-06-2021 (13h13)

A Ryanair anunciou uma nova rota para este Verão entre Faro e Teesside, no Norte de Inglaterra, que se junta às novas ligações já anunciadas entre o Algarve e Belfast City e entre Lisboa e Colónia, confirmadas hoje em Lisboa por Michael O'Leary, CEO do Grupo.

Macau promove feira internacional de turismo para revitalizar o sector

23-06-2021 (10h20)

Macau, que encerrou o seu Centro de Promoção e Informação Turística em Lisboa, vai organizar uma feira internacional de turismo de 9 a 11 de Julho, que pretende ser um “contributo para a recuperação e revitalização” do sector.

Autotestes nos eventos deixam de precisar de supervisão por profissional de saúde

23-06-2021 (10h10)

Os autotestes rápidos feitos no próprio dia e local onde decorrem os eventos culturais, desportivos ou corporativos onde a testagem à covid-19 é recomendada deixaram de ter de ser supervisionados por profissionais de saúde, segundo a Direção-Geral da Saúde.

Delta Air Lines retoma voos entre Nova Iorque e Lisboa em Agosto

23-06-2021 (09h53)

A companhia aérea norte-americana Delta Air Lines vai retomar os seus voos entre Nova Iorque JFK e Lisboa em Agosto, mais de um ano depois de os ter suspendido devido à pandemia de covid-19.

Opinião e Análise