Royal Caribbean prolonga suspensão de cruzeiros até 12 de Maio

25-03-2020 (16h26)

Foto: Royal Caribbean
Foto: Royal Caribbean

A Royal Caribbean, representada em Portugal pela Melair, anunciou o prolongamento da suspensão da sua operação, devido à pandemia do novo coronavírus, até 12 de Maio de 2020.

A companhia afirma em comunicado que espera regressar à actividade no dia 12 de Maio, com excepção das partidas de Singapura e dos cruzeiros no Alasca, Canadá e Nova Inglaterra.

Os cruzeiros com partida de Singapura têm recomeço marcado para 1 de Junho, enquanto que os cruzeiros no Alasca, Canadá e Nova Inglaterra têm reinício marcado para 1 de Julho de 2020.

Para consultar as condições de reembolso para passageiros afectados com o prolongamento da suspensão clique aqui.

Clique para ver mais: Cruzeiros

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP marca passo apesar de “interesse público”

10-07-2020 (15h34)

Uma semana depois de o Governo anunciar mudanças de fundo da TAP, entre elas a do CEO da companhia, inerentes ao reforço da sua posição para mais de 70% do capital, ainda nada mudou e é Antonoaldo Neves que continua a comandar a transportadora aérea.

SATA faz balanço "muito positivo" da retoma gradual das operações

10-07-2020 (15h25)

A SATA anunciou que a taxa de ocupação média dos seus voos “rondou os 40%” em Junho, fazendo assim um balanço "muito positivo" da retoma gradual das operações, que estiveram suspensas devido à pandemia da covid-19.

LATAM Brasil entra com processo de reestruturação da dívida nos EUA

10-07-2020 (15h10)

A LATAM Brasil entrou com um pedido de reestruturação da dívida nos EUA para conter os impactos da pandemia da covid-19, anunciou a empresa, acrescentando que continuará a “operar normalmente".

Bestravel leva agentes de viagens à Madeira para “transmitir confiança aos clientes”

10-07-2020 (14h49)

A Bestravel organizou uma viagem à Madeira com dez agentes de viagens para experienciarem “todo o processo que este novo normal implica” e “transmitir confiança aos clientes”.

Ryanair pede dados a clientes que reservaram em OTAs não autorizadas para os reembolsar

10-07-2020 (14h07)

A Ryanair está a pedir aos clientes que reservaram os seus voos em agências de viagens online (OTAs) não autorizadas, e que estão tentar obter reembolsos, para enviarem os seus dados e receberem directamente da companhia um voucher, alteração do voo ou devolução do dinheiro.

Opinião e Análise