SEF tem nova área de controlo de chegadas no Aeroporto de Lisboa

11-02-2020 (16h27)

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) tem uma nova área de controlo no Aeroporto de Lisboa, que se vai dedicar essencialmente aos voos provenientes do Reino Unido, Estados Unidos, Canadá e Croácia.

Segundo o SEF, neste novo espaço do Aeroporto Humberto Delgado foram colocadas sete posições de controlo de passageiros, duas das quais 'e-gates' para controlo automatizado de fronteira, que pretendem reduzir as filas de espera e assegurar "um mais rápido controlo" na chegada dos passageiros.

O SEF escolheu um voo proveniente do Reino Unido para assinalar a entrada em funcionamento destes equipamentos electrónicos, numa cerimónia em que marcaram presença o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, o secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Alberto Souto de Miranda, o presidente do conselho de administração da ANA - Aeroportos de Portugal, José Luís Arnault, e a directora do SEF, Cristina Gatões.

A directora do SEF explicou aos jornalistas que a nova área vai permitir o processamento de 700 passageiros por hora e cerca de 30 voos por dia.

Estes sete equipamentos electrónicos fazem parte dos 49 'e-gates' de nova geração que o SEF adquiriu e que vão entrar em funcionamento nas próximas semanas nos aeroportos de Faro e da Madeira e que permite processar "de forma mais célere a leitura dos passaportes com dados biométricos".

Para o Porto também está prevista a entrada em funcionamento deste sistema, mas ainda não há data.

"Esta resposta tecnológica vale cerca de cinco milhões de euros de investimento público em 49 novas posições de controlo electrónico", disse aos jornalistas o ministro da Administração Interna, adiantando que a maior colocação destas estruturas vai acontecer no aeroporto do Porto, numa total de 16 novas unidades, devido ao seu crescimento.

Eduardo Cabrita explicou que estes novos equipamentos inserem-se na "melhoria das condições do aeroporto de Lisboa", frisando que há dois anos desenvolveu um plano de acção que foi apresentado à ANA e que determinava "um conjunto de alterações que eram necessárias nos aeroportos portugueses para melhorar as condições de recepção de passageiros oriundos de espaço não Schengen".

O ministro destacou que uma dessas respostas tem sido também o recrutamento de inspectores para o SEF, considerando que foi "o maior desde 2005".

Eduardo Cabrita enalteceu ainda a "capacidade de resposta" que os inspectores do SEF têm dado ao crescimento do número de passageiros.

Segundo o governante, o número de passageiros controlados pelo SEF no aeroporto de Lisboa passou de cerca de 10 milhões em 2015 para 18 milhões em 2019.

Por sua vez, o presidente do conselho de administração da ANA afirmou aos jornalistas que esta nova área "vai seguramente ajudar a melhorar o problema das filas na entrada do aeroporto de Lisboa na área de controlo de fronteiras".

Ressalvando que a questão das filas no controlo de fronteiras é da responsabilidade do SEF e não da ANA, José Luís Arnault reconheceu que esta situação "é de facto um problema" que tem sido melhorado.

No entanto, precisou que esta situação persiste e, como exemplo, referiu que, no mês de janeiro, registou-se "uma média de uma hora e sete minutos de espera nas horas de ponta".

"Estamos confiantes que com estes melhoramentos e novas tecnologias e com estes investimentos que se possa contribuir para diminuir a situação, que é uma situação que não deixa ninguém contente", disse ainda.

(PressTUR com Agência Lusa)

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Cá Dentro

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

KLM avisa que o seu calendário de Inverno será “muito mais restricto” devido à covid-19

25-09-2020 (14h10)

A companhia de aviação holandesa KLM informou que devido às restrições para travar a disseminação da covid-19, terá um programa de voos no próximo Inverno “muito mais restricto” que há um ano e especificou que em Novembro, primeiro mês do chamado Inverno IATA 20/21, terá apenas cerca de 55% da capacidade do mês homólogo de 2019.

Aeroporto de Helsínquia recorre a cães para detectar casos de coronavírus

25-09-2020 (13h23)

As autoridades finlandesas decidiram enviar cães pisteiros para detectar o novo coronavírus no maior aeroporto internacional da Finlândia para testar, durante os próximos quatro meses, um método alternativo que será mais barato e mais rápido na identificação de viajantes infectados.

Solférias avança com “taxa de rescisão” para travar ‘jogadas’ de antecipação de vouchers

24-09-2020 (17h18)

O operador Solférias comunicou hoje ao mercado a aplicação de uma “taxa de rescisão” para “evitar reservas simuladas ou fraudulentas feitas apenas com o intuito de antecipar o recebimento dos valores titulados pelo vale” [vulgo vouchers].

Covid-19 custou 30 milhões de dormidas à hotelaria espanhola só em Agosto

23-09-2020 (17h03)

A pandemia de covid-19 retirou à hotelaria espanhola 30,2 milhões de dormidas em Agosto, tradicionalmente o seu melhor mês, com quase 80% dessa quebra a dever-se aos mercados internacionais, que reduziram as dormidas em 83,4% ou 24 milhões.

Portugueses reduziram em 82% as dormidas na hotelaria espanhola em Agosto

23-09-2020 (16h36)

A hotelaria espanhola teve este Agosto uma quebra de dormidas de turistas residentes em Portugal em 82%, desde logo por um decréscimo do número de turistas em 76,7%, a que acresceu uma diminuição da estada média em 22,8%.

Ultimas Noticias

Opinião e Análise