United Airlines promete reduzir emissões em 50% até 2050

14-09-2018 (18h41)

A companhia aérea norte-americana United Airlines anunciou o objectivo de, até 2050, reduzir para metade as emissões de gases que contribuem para o efeito estufa, usando como base as emissões registadas em 2005.

A United reforçou ainda a sua aposta em iniciativas ambientais como aumentar a utilização de bio-combustíveis, operar em aeronaves mais eficientes e implementar medidas operacionais que privilegiem a poupança de combustível.

Esta promessa de redução de emissões da United é equivalente a haver menos 4,5 milhões de automóveis a circular, ou equivalente ao número total de automóveis em Nova Iorque e Los Angeles.

Oscar Munoz, CEO da United, citado em comunicado, afirmou que "na United, acreditamos que não faz sentido definir objectivos desafiantes e ambiciosos sem dar passos tangíveis para os alcançar, especialmente no que diz respeito a assegurar as condições de saúde das nossas comunidades e do nosso planeta".

Para celebrar este compromisso, a United realizou hoje o voo 44, que partiu de São Francisco (Califórnia) para Zurique (Suiça), num Boeing 787 Dreamliner com recurso a 60.000 litros de bio-combustível (rácio de 30-70 com combustível convencional).

Em comunicado a United destaca que este é o voo transatlântico mais longo, efectuado com recurso a um volume de bio-combustível como este.

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: United Airlines

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroporto de Helsínquia recorre a cães para detectar casos de coronavírus

25-09-2020 (13h23)

As autoridades finlandesas decidiram enviar cães pisteiros para detectar o novo coronavírus no maior aeroporto internacional da Finlândia para testar, durante os próximos quatro meses, um método alternativo que será mais barato e mais rápido na identificação de viajantes infectados.

Solférias avança com “taxa de rescisão” para travar ‘jogadas’ de antecipação de vouchers

24-09-2020 (17h18)

O operador Solférias comunicou hoje ao mercado a aplicação de uma “taxa de rescisão” para “evitar reservas simuladas ou fraudulentas feitas apenas com o intuito de antecipar o recebimento dos valores titulados pelo vale” [vulgo vouchers].

Covid-19 custou 30 milhões de dormidas à hotelaria espanhola só em Agosto

23-09-2020 (17h03)

A pandemia de covid-19 retirou à hotelaria espanhola 30,2 milhões de dormidas em Agosto, tradicionalmente o seu melhor mês, com quase 80% dessa quebra a dever-se aos mercados internacionais, que reduziram as dormidas em 83,4% ou 24 milhões.

Portugueses reduziram em 82% as dormidas na hotelaria espanhola em Agosto

23-09-2020 (16h36)

A hotelaria espanhola teve este Agosto uma quebra de dormidas de turistas residentes em Portugal em 82%, desde logo por um decréscimo do número de turistas em 76,7%, a que acresceu uma diminuição da estada média em 22,8%.

APAVT reúne associados por todo o país

23-09-2020 (15h08)

A APAVT iniciou esta semana por Braga, Porto e Leiria um périplo de reuniões com associados para fazer "cara a cara" uma análise do momento do sector, que a União Europeia identificou como o mais penalizado pela pandemia de covid-19 (para ler mais clique: UE confirma agências e operadores como os mais penalizados pelo impacto pandemia de covid-19 no turismo).

Opinião e Análise