Aldeias de Xisto divulga propostas de réveillon com gastronomia, património e natureza

19-12-2013 (10h27)

A rede das Aldeias de Xisto, composta por 27 aldeias, está a divulgar programas de réveillon em hotéis e restaurantes da região, com pacotes de alojamento e festa de passagem de ano.




As propostas do site das Aldeias de Xisto incluem réveillon no Hotel Mélia Palácio da Lousã, “Especial Réveillon 2014 Villa Pampilhosa Hotel”, Passagem de Ano no “Restaurante João Brandão” e na Quinta da Palmeira.
O réveillon no Hotel Mélia Palácio da Lousã apresenta pacores de uma e duas noites, desde 160 euros por pessoa, incli welcome drink à chegada, cocktail de ano velho, jantar de réveillon com música ao vivo e pequeno-almoço. O programa só de jantar e e festa de reveillon sem alojamento apresenta preços desde 105 euros por pessoas.
O “Especial Réveillon 2014 Villa Pampilhosa Hotel” inclui jantar de réveillon com animação e bebidas incluídas, e buffet de ano novo servido às 2h00. O preço da refeição está desde 70 euros por adulto, e com opção de alojamento apresenta preços desde 270 euros.
O restaurante João Brandão, na Quinta da Geia, Aldeia das Dez, vai fazer um “grande buffet”, que inclui uma flute de champanhe à meia-noite quando for realizado um espectáculo de fogo-de-artifício. No dia 1 de Janeiro será realizado um almoço de Ano Novo. O preço do jantar está desde 58,50 euros por pessoa, e inclui água, cerveja, refrigerantes, vinho branco e tinto da casa, e é necessário reserva com quatro dias de antecedência.
A Quinta da Palmeira, Arganil, vai fazer um jantar de réveillin, com champanhe às 24h00, com preços desde 34,50 euros por pessoa. A opção de alojamento inclui um desconto de 6% nas reservas com quatro dias de antecedência, e de 12% com sete dias de antecedência.

Para aceder aos programas, clique aqui

Hotéis&Casinos
Portugal
Réveillon
Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Um olhar sobre a aviação comercial perante a pandemia de covid-19

20-05-2020 (20h51)

Há pouco mais de três meses muitas das companhias aéreas do mundo debatiam-se com problemas de falta de aviões que assegurassem as suas estratégias de crescimento e melhoria da sua eficiência. Reclamavam e pediam compensações da Boeing, pelo atraso no regresso à operação do B737 Max, bem como da Airbus, pelos sucessivos atrasos na entrega de novas aeronaves. Hoje, entre muitas outras, as dificuldades passam por encontrar lugar para parquear as suas frotas e em determinar quando as irão colocar novamente nos céus. Quase ninguém quer ouvir falar em ter mais aviões.

Nunca acreditaram. Sempre falaram e… nada fizeram!...

19-05-2020 (18h00)

Uns disseram que «não haveria lei dos vouchers», claro que não, pois se «os agentes de viagens não têm voz em Portugal»…

IAG adia mudanças na gestão de topo

16-03-2020 (11h23)

O IAG, segundo maior grupo europeu de aviação, anunciou hoje o adiamento das alterações da sua gestão de topo, nomeadamente a substituição de Willie Walsh como CEO por Luis Gallego, justificando com a pandemia de covid-19 e designadamente a sua evolução em Espanha.

Minor promove Miguel Garcia a director de Operações para hotéis urbanos em Portugal

26-02-2020 (14h57)

A Minor Hotels, proprietária da rede hoteleira Tivoli, promoveu Miguel Garcia para o cargo de director regional de Operações para Urban Hotels Portugal.

Minor contrata ex-director do Bairro Alto Hotel para hotel manager do Tivoli Avenida Liberdade

26-02-2020 (14h55)

A Minor Hotels contratou o ex-director do Bairro Alto Hotel, João Prista von Bonhost, para o cargo de hotel manager do Tivoli Avenida Liberdade.

Opinião e Análise