Cidade do Panamá, onde arranha-céus modernos ‘convivem’ com o Casco Viejo

14-12-2014 (13h30)

À chegada à Cidade do Panamá é inevitável ficar com a impressão de mais uma metrópole estilo norte-americano, com os arranha-céus a moldarem o sky line, mas um pequeno passeio permite perceber que ali o moderno convive com a história, preservada nas ruas estreitas de Casco Viejo, a zona onde é possível conhecer um pouco melhor as raízes da cultura panamense.

A capital do Panamá, com uma população de 1,5 milhões, é hoje em dia uma metrópole movimentada, com impressionantes arranha-céus, unidades hoteleiras de luxo e edifícios de escritórios, além de um aeroporto que é um dos mais importantes hubs de ligações entre o Norte e o Sul do continente americano.
Mas quem quiser algo de mais genuíno tem que se dirigir ao Casco Viejo, declarado Património Mundial pela UNESCO em 1997.



O Casco Viejo remonta a 1673, após a destruição da Cidade do Panamá original, dois anos antes, em resultado de um ataque de piratas comandado pelo corsário inglês Henry Morgan.
Ao passear pelas ruas estreitas ladeadas de edifícios de arquitectura colonial, ‘caribenha’ e Art Deco, de ruínas de antigas igrejas e da antiga muralha que protegia a cidade, podem-se encontrar vários pontos de interesse turístico, como a Plaza Francia e o Museu de História do Panamá, ou simplesmente experienciar a gastronomia panamense no café Coca-Cola.
É na zona antiga da cidade que se encontram marcos culturais do país como o Museu do Canal, a obra que tem marcado a sua história recente, o Instituto Nacional de Cultura do Panamá, o Museu de Esmeraldas, ou o Espacio Comum, que convida os visitantes “a pensar, partilhar e agir, utilizando a comunicação para criar mudanças sociais”.
As “plazas” são prolíferas nesta zona histórica, também conhecida como Casco Antiguo. As mais famosas são a Plaza Bolívar, onde se encontra o Salão Bolívar, e a Plaza de la Independencia na qual se encontra a Catedral Metropolitana Santa Maria La Antigua (foto), bem como ‘iglesias’ como La Iglesia de La Merced e a Iglesia San José.
Os atractivos da zona de San Felipe, outra designação para Casco Viejo, incluem o Mercado de Mariscos, um mercado tradicional aberto ao público, o Flea Market/Food Fair, que traz música e comida de restaurantes locais à Plaza Catedral durante um Domingo de cada mês, ou actividades culturais como espectáculos, convenções e performances no Espacio Panama.
Os estabelecimentos de restauração do Casco Viejo são diversificados. No Ciao Pescao é servida uma variedade de tipos de ceviche, o restaurante Kyoto serve sushi e o Manolo Caracol celebra  gastronomia de diferentes pontos do globo. E para quem sente saudades de um ‘expresso’ ao estilo europeu tem o café Segafredo ou o El Café de Vienna.
A vida nocturna também é variada, desde o Platea Jazz Bar, numa mansão centenária, à pista de dança ‘salsera’ do Habana Panama , passando pelo terraço do hotel Tantalo, com vista para o Casco Antíguo e o horizonte de arranha-céus que ilumina a noite.
A Cidade do Panamá é um dos novos destinos para onde a TAP começou a ter voos de Lisboa desde meados deste ano.

O PressTUR visitou a Cidade do Panamá a convite da EgoTravel com apoio da TAP

Ver mais em:
Agentes de viagens portugueses visitam ambientes urbanos e selvagens no Panamá

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

‘Família’ Pedrosa sai da Administração da TAP, mas grupo Barraqueiro mantém ‘representante’ (Actualiza)

01-10-2020 (12h41)

A TAP anunciou hoje a renúncia de Humberto Pedrosa e do seu filho David Pedrosa dos cargos que exerciam no grupo aéreo, nomeadamente de presidente da Administração e Vogal da Administração da companhia aérea TAP, SA, mas sem que o seu Grupo Barraqueiro deixe de estar representado.

José Caetano Pestana deixa euroAtlantic após duas décadas

30-09-2020 (14h32)

José Caetano Pestana deixou a euroAtlantic airways para passar à reforma, depois de 20 anos como director de Relações Públicas da companhia aérea.

José Avillez é o único português na lista dos 100 melhores chefs do mundo

24-09-2020 (15h22)

José Avillez foi cotado na 70.ª posição na lista dos 100 melhores chefs do mundo, cujo primeiro lugar foi atribuído ao dinamarquês René Redzepi (do Noma, Copenhaga, 2-estrelas Michelin), anunciou hoje a organização dos The Best Chef Awards.

Javier Sánchez-Prieto volta à Iberia como presidente e CEO

10-09-2020 (11h45)

O IAG formalizou a nomeação de Javier Sánchez-Prieto como presidente e CEO da Iberia, substituindo no cargo Luis Gallego, que assumiu a gestão executiva do grupo.

IAG já formalizou substituição de Willie Walsh como CEO pelo espanhol Luís Gallego

08-09-2020 (16h07)

O IAG, segundo maior grupo companhias de aviação de rede europeias, anunciou estar consumada a substituição de Willie Walsh pelo espanhol Luis Gallego à frente da gestão executiva do grupo que detém a British Airways, a Iberia, a Vueling, a Aer Lingus e a Level.

Opinião e Análise