Madeira e Portugal Continental foram este Verão Tops de crescimento nos operadores franceses

25-09-2013 (16h42)

A Madeira e Portugal Continental tiveram este Verão crescimentos da procura a dois dígitos nos operadores turísticos franceses, figurando, respectivamente, na 3ª e na 5ª posições do Top5 de crescimento dos destinos de médio curso divulgado pela associação que reúne os 70 maiores ‘grossistas’ de viagens do mercado francês.

De acordo com o balanço, entre os destinos que tiveram mais de 2.300 clientes a viajar com os seus associados, a Madeira teve o terceiro aumento mais forte, com +16,8%, e Portugal Continental teve o quinto, com +12,2%.
Estas variações comparam com um aumento médio da procura dos destinos da Europa do Sul em 5,9%, que foi a região onde os operadores turísticos franceses tiveram não só mais clientes e receitas, como onde tiveram os maiores aumentos nos meses de Maio a Agosto.
O balanço não especifica quantos clientes viajaram com os operadores turísticos franceses nesses meses para Portugal, uma vez que nem a Madeira nem Portugal Continental fazem parte do Top10 do médio curso, que é liderado por Espanha, com 243.450, agregando Espanha Continental (117.484), Baleares (106.636) e Canárias (69.739), seguindo-se a Grécia, com 174.267, juntando Grécia Continental (67.075) e Creta/Rodes (147.176), Turquia, com 157.581, Tunísia, com 155.778, e Itália, com 136.814, juntando Itália Continental (56.783) e Sardenha (66.647).
Os dados do INE português, apenas disponíveis até Julho e referindo-se apenas a dormidas na hotelaria, indicam que de nos três meses de Maio a Julho os estabelecimentos hoteleiros portugueses receberam 278.375 hóspedes franceses, mais 12,2% ou mais 30.165 que no período homólogo de 2012, e que mais forte foi ainda o aumento do número de dormidas, tendo um aumento de 14,5% ou 112.245, para 888.908.
Nos sete meses de Janeiro a Julho, os dados do INE indicam que França é o 4º maior emissor em número de hóspedes na hotelaria portuguesa, com 446.161, em alta de 10,2% ou 41.417, e o 5º em dormidas, com 1.366.693, em alta de 11,7% ou 143.673.
Mas é em receitas turísticas (despesas em Portugal de turistas estrangeiros) que o mercado emissor francês tem maior relevância, tendo sido o principal em 2012, com 1.536,8 milhões de euros, e ocupando a segunda posição de Janeiro a Julho deste ano, com 769,47 milhões, em alta de 8,9% ou 63 milhões.
O balanço do SETO relativo aos meses de Verão assinala que os seus associados tiveram “um decréscimo da sua actividade” no período de 1 de Maio a 31 de Agosto, com as vendas de pacotes turísticos a terem uma queda de 3,9%, para 1.708 milhões de euros, que se deve essencialmente a uma descida do número de clientes, que baixou 4,9%, para 1,866 milhões, apenas parcialmente compensada por um aumento do valor médio dos pacotes em 1%, para 915 euros.
Em número de clientes de pacotes turísticos, apenas a Europa do Sul, com um aumento em 5,9%, para 786,7 mil contrariou a tendência de baixa, que se traduziu em decréscimos de 5,1% para o destino França (337,4 mil), de 3,5% para os destinos de médio curso (1,334 milhões) e de 13,1% para os destinos de longo curso (194,9 mil).
Em valor das vendas de pacotes turísticos, a queda em 3,9% para 1.708,3 milhões de euros foi com quedas de 4,4% para o destino França (169,8 milhões de euros), 2,6% para os destinos de médio curso (1.119,8 milhões de euros) e 7% para os destinos de longo curso (418,7 milhões de euros).
Em preço médio dos pacotes, a tendência foi inversa, permitindo contrariar parcialmente a queda do número de clientes, com aumentos de 0,7%, para 503 euros, nos pacotes França, de 1%, para 839 euros, nos pacotes de destinos de médio curso, e de 6,9%, para 2.148 euros, nos pacotes de longo curso.
A informação do SETO, da mesma forma que indica os destinos que tiveram maiores aumentos de clientes dos pacotes dos seus associados, também especifica as maiores quedas, que foram os casos do Egipto, com -57%, Tunísia, com -31,8%, Noruega, com -23%, Grécia Continental, com -14,1%, e Áustria, com -13%.
Já nos últimos balanços da associação dos operadores turísticos franceses (então ainda como CETO, para ver clique aqui) a Madeira figurava entre os destinos com maiores crescimentos, mas é a primeira vez em que Portugal Continental também figura no Top5.


Cabo Verde é 4º destino que mais cresce no Verão nos operadores turísticos franceses

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Thomas Ahlers é o novo director de Vendas do Grupo Lufthansa em Portugal

26-10-2021 (09h41)

O Grupo Lufthansa anunciou a nomeação de Thomas Ahlers para o cargo de general manager sales para Portugal, que estará baseado em Lisboa a partir de 1 de Novembro, sucedendo a Patrick Borg Hedley.

TAP confirma Frederic Gossot como director de Vendas e Distribuição

18-10-2021 (11h04)

A TAP confirmou hoje que Frederic Gossot, ex-quadro da Qatar Airways, é o novo director de Vendas e Distribuição da companhia aérea, como o PressTUR avançou no início do mês.

Claudio Santos passa a liderar B2B Wallet Sales da Amadeus Payments

11-10-2021 (16h32)

O Amadeus anunciou a nomeação de Claudio Santos para o cargo de head do B2B Wallet Sales da Amadeus Payments, mantendo a sua função de representante da Amadeus Portugal, e a nomeação de David Vidal para director Comercial para o mercado ibérico na área das agências de viagens.

Paula Canada sucede a Paula Canada na Direcção de Vendas da TAP

22-09-2021 (09h26)

A directora de Vendas e Distribuição da TAP desde 2018, Paula Canada, que tinha acordado a saída da companhia no processo que decorreu este ano, afinal vai permanecer e inclusivamente nas mesmas funções.

AP Cabanas Beach & Nature tem novo chef

25-08-2021 (17h37)

O AP Cabanas Beach & Nature, do grupo AP Hotels & Resorts, que pertence ao grupo Madre Turismo, nomeou Jorge Sancho como o seu novo chef.

Opinião e Análise