SATA garante aumento das ligações entre Lisboa e os aeroportos da Horta, Santa Maria e Pico

04-03-2015 (23h24)

E garante code-share com a TAP em todas as rotas

A companhia açoriana SATA garantiu hoje que Horta, Santa Maria e Pico, para os quais segundo a imprensa açoriana a TAP vai deixar de voar, terão, no entanto, mais capacidade de transporte aéreo de e para Lisboa com a programação que tem prevista a partir da introdução das novas Obrigações de Serviço Público, a 29 de Março, início da época alta da aviação (Verão IATA).

A companhia, que avança que “todas as [suas] ligações entre os Açores e o Continente Português serão efectuadas em regime de code-share com a TAP”, especificou que entre Lisboa e a Horta terá cinco voos por semana nos meses de Abril, Maio e Outubro, às terças, quartas, quintas, sextas e Domingos, que em Junho e Setembro terá um voo por dia e que em Julho e Agosto terá um total de dez voos por semana, com dois às terças, quintas  e sextas-feiras.
Em relação às ligações entre Lisboa e o Pico, a informação da SATA indica que no Verão IATA (Abril a Outubro) terá dois voos por semana, às segundas e Sábados, via Terceira.
Santa Maria terá igualmente duas ligações com Lisboa por semana, às quintas e Domingos, via Ponta Delgada.
Com esta programação, salienta a SATA, relativamente às ligações com Lisboa que essas ilhas tiveram em 2014, tanto em voos seus como da TAP, a Horta terá um aumento de capacidade em 27%, o Pico terá capacidade idêntica em Julho e Agosto e o dobro “nos restantes dez meses do ano”, e que igualmente Santa Maria terá “a duplicação da capacidade actualmente oferecida”.
“A programação operacional da SATA responde ao que o Estado Português fixou como Obrigações de Serviço Público, ultrapassando, nalguns casos, o que está legalmente definido para o Verão IATA”, salienta a informação da SATA, na qual começa por garantir que a partir de 29 de Março será a única companhia a ter voos entre o Continente e “todas as gateways dos Açores”, designadamente Ponta Delgada, Terceira, Pico, Santa Maria e Faial.
A SATA refere na mesma informação que com a liberalização das rotas Lisboa - Ponta Delgada e Lisboa - Terceira a sua programação para essas linhas não carece de aprovação do INAC, ao contrário do que acontece com Santa Maria, Pico e Horta, para as quais “está a desenvolver um conjunto de trabalhos técnicos no domínio da sua programação operacional que submeterá, nos termos da lei, ao INAC”.
A SATA avança no mesmo comunicado a programação de voos para as ligações entre o Continente (Lisboa e Porto) e Ponta Delgada e Terceira.
Para Ponta Delegada, segundo especifica, terá 11 voos por semana de/para Lisboa e cinco para o Porto nos meses de Abril, Maio e Outubro, em Junho e Setembro terá 12 de/para Lisboa e seis de/para o Porto e em Julho e Agosto terá 13 de/para Lisboa e sete de/para o Porto.
Em relação à Terceira, a programação prevê um voo por semana de/para o Porto nos seis meses do verão IATA e cinco voos por semana de/para Lisboa nos meses de Abril, Maio, Junho, Setembro e Outubro, que eleva para seis nos meses de Julho e Agosto.

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

PressTUR está a construir um novo site

14-01-2022 (15h05)

O PressTUR está a construir um novo site e espera apresentá-lo ao mercado em Março. Apresentamos as nossas desculpas pelos transtornos que esta situação possa causar. Subscreva a nossa newsletter para acompanhar as notícias e siga-nos no Facebook, LinkedIn e Twitter.

Boas festas e votos de um feliz Ano Novo

09-12-2021 (11h15)

A equipa do PressTUR deseja a todos os seus leitores, anunciantes e parceiros Boas Festas e um 2022 de recuperação e de retoma das boas notícias.

Elena Cabrera e David Santiñán são os novos representantes da Ryanair para Portugal e Espanha

07-12-2021 (11h08)

A Ryanair nomeou dois novos representantes para Portugal e Espanha, designadamente Elena Cabrera para o cargo de country manager de Marketing, RP e Comunicação e David Simón Santiñán para head of Public Affairs.

Hub and Spoke

26-11-2021 (16h26)

Poucas decisões são tão impactantes para o resultado de uma companhia aérea como as relativas à sua estrutura de rede (network structure). Mesmo que tudo o resto esteja equilibrado e bem estruturado - a organização operacional, a estrutura de capitais, a política comercial, etc. - as decisões sobre como e para onde voam podem, por si só, determinar o grau de sucesso e consequente futuro dessa companhia aérea. Essas são decisões sobre a frota, as rotas, os horários e a arquitetura do sistema em que se organizam essas rotas e horários.

Nova consultora de Liliana Conde quer ajudar a responder ao desafio do capital humano na hotelaria

25-11-2021 (14h23)

Após 35 anos de carreira em hotéis, 16 deles como directora, Liliana Conde formou-se em coaching, mentoring e gestão de felicidade nas empresas, e acaba de lançar uma consultora para colocar esse conhecimento ao serviço das empresas. Uma das vertentes, disse ao PressTUR, é elevar a formação e satisfação dos trabalhadores, que são “a chave” para a melhoria dos resultados.

Opinião e Análise