SATA garante aumento das ligações entre Lisboa e os aeroportos da Horta, Santa Maria e Pico

04-03-2015 (23h24)

E garante code-share com a TAP em todas as rotas

A companhia açoriana SATA garantiu hoje que Horta, Santa Maria e Pico, para os quais segundo a imprensa açoriana a TAP vai deixar de voar, terão, no entanto, mais capacidade de transporte aéreo de e para Lisboa com a programação que tem prevista a partir da introdução das novas Obrigações de Serviço Público, a 29 de Março, início da época alta da aviação (Verão IATA).

A companhia, que avança que “todas as [suas] ligações entre os Açores e o Continente Português serão efectuadas em regime de code-share com a TAP”, especificou que entre Lisboa e a Horta terá cinco voos por semana nos meses de Abril, Maio e Outubro, às terças, quartas, quintas, sextas e Domingos, que em Junho e Setembro terá um voo por dia e que em Julho e Agosto terá um total de dez voos por semana, com dois às terças, quintas  e sextas-feiras.
Em relação às ligações entre Lisboa e o Pico, a informação da SATA indica que no Verão IATA (Abril a Outubro) terá dois voos por semana, às segundas e Sábados, via Terceira.
Santa Maria terá igualmente duas ligações com Lisboa por semana, às quintas e Domingos, via Ponta Delgada.
Com esta programação, salienta a SATA, relativamente às ligações com Lisboa que essas ilhas tiveram em 2014, tanto em voos seus como da TAP, a Horta terá um aumento de capacidade em 27%, o Pico terá capacidade idêntica em Julho e Agosto e o dobro “nos restantes dez meses do ano”, e que igualmente Santa Maria terá “a duplicação da capacidade actualmente oferecida”.
“A programação operacional da SATA responde ao que o Estado Português fixou como Obrigações de Serviço Público, ultrapassando, nalguns casos, o que está legalmente definido para o Verão IATA”, salienta a informação da SATA, na qual começa por garantir que a partir de 29 de Março será a única companhia a ter voos entre o Continente e “todas as gateways dos Açores”, designadamente Ponta Delgada, Terceira, Pico, Santa Maria e Faial.
A SATA refere na mesma informação que com a liberalização das rotas Lisboa - Ponta Delgada e Lisboa - Terceira a sua programação para essas linhas não carece de aprovação do INAC, ao contrário do que acontece com Santa Maria, Pico e Horta, para as quais “está a desenvolver um conjunto de trabalhos técnicos no domínio da sua programação operacional que submeterá, nos termos da lei, ao INAC”.
A SATA avança no mesmo comunicado a programação de voos para as ligações entre o Continente (Lisboa e Porto) e Ponta Delgada e Terceira.
Para Ponta Delegada, segundo especifica, terá 11 voos por semana de/para Lisboa e cinco para o Porto nos meses de Abril, Maio e Outubro, em Junho e Setembro terá 12 de/para Lisboa e seis de/para o Porto e em Julho e Agosto terá 13 de/para Lisboa e sete de/para o Porto.
Em relação à Terceira, a programação prevê um voo por semana de/para o Porto nos seis meses do verão IATA e cinco voos por semana de/para Lisboa nos meses de Abril, Maio, Junho, Setembro e Outubro, que eleva para seis nos meses de Julho e Agosto.

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Um olhar sobre a aviação comercial perante a pandemia de covid-19

20-05-2020 (20h51)

Há pouco mais de três meses muitas das companhias aéreas do mundo debatiam-se com problemas de falta de aviões que assegurassem as suas estratégias de crescimento e melhoria da sua eficiência. Reclamavam e pediam compensações da Boeing, pelo atraso no regresso à operação do B737 Max, bem como da Airbus, pelos sucessivos atrasos na entrega de novas aeronaves. Hoje, entre muitas outras, as dificuldades passam por encontrar lugar para parquear as suas frotas e em determinar quando as irão colocar novamente nos céus. Quase ninguém quer ouvir falar em ter mais aviões.

Nunca acreditaram. Sempre falaram e… nada fizeram!...

19-05-2020 (18h00)

Uns disseram que «não haveria lei dos vouchers», claro que não, pois se «os agentes de viagens não têm voz em Portugal»…

IAG adia mudanças na gestão de topo

16-03-2020 (11h23)

O IAG, segundo maior grupo europeu de aviação, anunciou hoje o adiamento das alterações da sua gestão de topo, nomeadamente a substituição de Willie Walsh como CEO por Luis Gallego, justificando com a pandemia de covid-19 e designadamente a sua evolução em Espanha.

Minor promove Miguel Garcia a director de Operações para hotéis urbanos em Portugal

26-02-2020 (14h57)

A Minor Hotels, proprietária da rede hoteleira Tivoli, promoveu Miguel Garcia para o cargo de director regional de Operações para Urban Hotels Portugal.

Minor contrata ex-director do Bairro Alto Hotel para hotel manager do Tivoli Avenida Liberdade

26-02-2020 (14h55)

A Minor Hotels contratou o ex-director do Bairro Alto Hotel, João Prista von Bonhost, para o cargo de hotel manager do Tivoli Avenida Liberdade.

Opinião e Análise