TAP garante que vai ter contribuição “relevante” para captação de turistas para os Açores

04-03-2015 (23h41)

Vai manter voos diários para Ponta Delgada e Terceira

A TAP confirmou hoje que vai deixar de voar para o Pico e para a Horta, passando a oferecer ligações de Lisboa em code-share com a SATA, garantindo simultaneamente que “dará um impulso à venda dos Açores na sua rede internacional” e continuará “a contribuir de forma relevante para a captação e transporte de turistas e promoção da Região”.

A informação refere-se à alteração da programação de voos da companhia entre o continente e os Açores a partir de 29 de Março, pela qual, segundo especifica, terá “ligações diárias para Ponta Delgada e para a Terceira, sem prejuízo do reforço da sua operação nos períodos de maior procura”.
A companhia especifica ainda na mesma informação que as reservas que já tinha para as ligações com o Pico e com a Horta “serão em breve transferidas para os voos da SATA”.
A companhia explica também que estas alterações decorrem do “novo quadro de referência das ligações entre o Continente e os Açores determinado pelo recente anúncio oficial da liberalização das rotas para Ponta Delgada e Terceira e das modificações das Obrigações de Serviço Público para as restantes Ilhas” (para ver mais clique aqui).
Mediante essa liberalização, Ponta Delgada terá voos não só da TAP e da SATA, como, também, da Ryanair, que já anunciou terá uma base local a partir do próximo mês (para ver mais clique aqui) e da easyJet (para ver mais clique aqui).


SATA garante aumento das ligações entre Lisboa e os aeroportos da Horta, Santa Maria e Pico

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Um olhar sobre a aviação comercial perante a pandemia de covid-19

20-05-2020 (20h51)

Há pouco mais de três meses muitas das companhias aéreas do mundo debatiam-se com problemas de falta de aviões que assegurassem as suas estratégias de crescimento e melhoria da sua eficiência. Reclamavam e pediam compensações da Boeing, pelo atraso no regresso à operação do B737 Max, bem como da Airbus, pelos sucessivos atrasos na entrega de novas aeronaves. Hoje, entre muitas outras, as dificuldades passam por encontrar lugar para parquear as suas frotas e em determinar quando as irão colocar novamente nos céus. Quase ninguém quer ouvir falar em ter mais aviões.

Nunca acreditaram. Sempre falaram e… nada fizeram!...

19-05-2020 (18h00)

Uns disseram que «não haveria lei dos vouchers», claro que não, pois se «os agentes de viagens não têm voz em Portugal»…

IAG adia mudanças na gestão de topo

16-03-2020 (11h23)

O IAG, segundo maior grupo europeu de aviação, anunciou hoje o adiamento das alterações da sua gestão de topo, nomeadamente a substituição de Willie Walsh como CEO por Luis Gallego, justificando com a pandemia de covid-19 e designadamente a sua evolução em Espanha.

Minor promove Miguel Garcia a director de Operações para hotéis urbanos em Portugal

26-02-2020 (14h57)

A Minor Hotels, proprietária da rede hoteleira Tivoli, promoveu Miguel Garcia para o cargo de director regional de Operações para Urban Hotels Portugal.

Minor contrata ex-director do Bairro Alto Hotel para hotel manager do Tivoli Avenida Liberdade

26-02-2020 (14h55)

A Minor Hotels contratou o ex-director do Bairro Alto Hotel, João Prista von Bonhost, para o cargo de hotel manager do Tivoli Avenida Liberdade.

Opinião e Análise