Bissau, a porta de entrada para a Guiné, a apenas quatro horas de de Lisboa

10-03-2017 (15h48)

A capital da Guiné-Bissau está a apenas quatro horas de voo de Lisboa, e pode ser vista como uma porta de entrada para conhecer um país com uma oferta turística rica em natureza, cultura e uma forte ligação histórica ao povo português.

Um dos destaques de Bissau é o Mercado de Bandim, onde é possível passear junto a uma das avenidas principais da cidade e encontrar todo o tipo de produtos para venda, desde legumes e frutas exóticas, a mobília, electrodomésticos e automóveis recentes.

O Mercado de Bandim tem o característico ambiente movimentado de um centro de comércio onde circulam milhões de euros diariamente, sem deixar de ser uma experiência agradável para quem quer conhecer um pouco melhor a vida na capital da Guiné-Bissau.

Durante a noite é possível escolher um dos restaurantes da cidade, como o clássico Dom Bifanas, para conhecer um pouco da gastronomia local, e deixar a noite correr nos bares e discotecas da cidade, como o bar X Club e a discoteca Tabanka, que contam com uma selecção de bebidas internacionais e locais.

Bissau, fundada a 15 de Março de 1692, conta com quase 400 mil habitantes, e tem um clima de savana, com temperaturas entre os 17 e os 30 graus durante todo o ano.

A ligação aérea com a capital da Guiné-Bissau faz-se para o Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira, para o qual a euroAtlantic faz duas ligações directas semanais com Lisboa, à quarta e à sexta-feira, bem como a TAP, que faz três ligações directas com Lisboa, às terças, quintas e Sábados. Os voos têm uma duração de cerca de quatro horas.

Os voos da euroAtlantic às quartas e às sextas partem de Lisboa às 9h para chegar a Bissau às 13h25, regressando às 16h para chegar a Lisboa às 20h.

Os voos da TAP às quintas e aos Sábados partem de Lisboa às 21h30 e chegam a Bissau no dia seguinte às 1h50, regressando às 2h40 para chegar a Lisboa às 6h50.

Os voos da TAP às terças-feiras, disponíveis a partir de 28 de Março, partem de Lisboa às 19h20 para chegar a Bissau às 22h45, regressando às 23h45 para chegar a Lisboa às 5h do dia seguinte.

A língua oficial do país é o português, sendo que a língua mais falada é o crioulo da Guiné-Bissau.

A moeda corrente é o franco CFA (XOF), uma moeda que também é utilizada no Benin, Burkina Faso, Costa do Marfim, Mali, Níger, Senegal e Togo, cuja cotação é 1 euro a equivaler a cerca de 656 francos CFA.

O clima no país é tropical, caracterizado por uma atmosfera quente e húmida, com duas estações distintas: a estação seca, entre Dezembro e meados de Maio, durante a qual há menos humidade e os dias são mais frescos; e a estação das chuvas, entre meados de Maio e Novembro, com a chuva a predominar durante a noite e especialmente nos meses de Julho e Agosto.

A Guiné-Bissau está organizada nass regiões de Bissau, Bolama (Arquipélago dos Bijagós), Gabú, Bafatá, Biombo, Cachéu, Oio, Quinara e Tombali, que abrangem uma área de 36.125 quilómetros quadrados e tem uma população de cerca de 1,9 milhões de habitantes (de acordo com os dados de 2017 do site countrymeters.info).

O país faz fronteira com o Senegal a Norte, com a Guiné-Conacri a Sul, e é banhado pelo Oceano Atlântico a Oeste.

 

O PressTUR viajou para a Guiné-Bissau a convite da euroAtlantic, no âmbito da primeira famtrip de operadores turísticos portugueses ao país

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Comentários
  • Suleiman junior

    Fico muito feliz!!

    18-03-2017 (08h53)


Escrever comentário

Outras Notícias

Cabo Verde garante condições para testes a viajantes em menos de 72 horas

03-07-2020 (11h16)

As autoridades de saúde cabo-verdianas anunciaram que os passageiros de um voo sanitário que partiu na quarta-feira para Lisboa já levaram resultados de testes à covid-19, tendo o país capacidade para os realizar em menos de 72 horas.

Portugueses que viajarem para a Tunísia têm que fazer teste à covid-19

02-07-2020 (10h46)

A Tunísia incluiu os portugueses e os residentes em Portugal entre os viajantes que podem circular no país, desde que apresentem um teste negativo à covid-19.

Cabo Verde perde 536 mil turistas e pode recuar a níveis de 2009

01-07-2020 (12h57)

A procura turística em Cabo Verde deve recuar este ano a níveis de 2009, devido à pandemia de covid-19, com uma perda de 536 mil turistas face à previsão inicial do Governo, que apontava para um crescimento de 6,6% relativamente aos 819 mil turistas recebidos em 2019, ano no qual foi registado um máximo histórico de receitas turísticas de 389 milhões de euros, que em 2020 deve cair para 136 milhões de euros.

STP Airways retoma voos directos Lisboa - São Tomé esta sexta-feira

29-06-2020 (18h48)

A STP Airways vai retomar as ligações directas entre Lisboa e São Tomé esta sexta-feira, dia 3 de Julho, em voos operados pela euroAtlantic airways.

Sonhando anuncia ofertas para férias em São Tomé este Verão

25-06-2020 (10h47)

O operador turístico Sonhando anunciou ao mercado propostas para férias em São Tomé este Verão, desde 758 euros por pessoa em quarto duplo, com voos e sete noites de alojamento.

Opinião e Análise