Mortes nos EUA por covid-19 duplicam desde quarta-feira e ultrapassam as 2.000

29-03-2020 (10h02)

Foto: Diana Fernandes
Foto: Diana Fernandes

O número de mortes causadas pela pandemia de coronavírus nos Estados Unidos ultrapassou no Sábado os 2.000, enquanto o número de casos chegou a 120.000, segundo uma contagem da Universidade Johns Hopkins.

Os Estados Unidos são o país do mundo com maior número de doentes infectados pelo novo coronavírus, com 121.117, e o número de mortes atingiu 2.010, quando apenas na quarta-feira tinha chegado ao primeiro milhar.

Os índices de mortalidade nos Estados Unidos são, no entanto, inferiores aos verificados em Itália, onde há mais de 10.000 mortes, e de Espanha, que tem quase 6.000.

O estado de Washington, que o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, admitiu no Sábado colocar em quarentena, é o que tem mais doentes, com mais de 50.000.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Estados Unidos

Clique para mais notícias: Coronavírus

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Latam pretende retomar progressivamente 18% da actividade em dois meses

21-05-2020 (10h35)

A companhia aérea Latam, uma das principais na América Latina, anunciou na quarta-feira que entre Junho e Julho vai tentar retomar parte da operação internacional, que ficou suspensa em cerca de 95% desde Abril por causa da pandemia.

México regista 334 mortos e 2.713 infectados nas últimas 24 horas

20-05-2020 (14h00)

O México registou 334 mortos e 2.713 infectados pela covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 5.666 o número de óbitos e para 54.346 o total de contágios com a covid-19, segundo dados oficiais.

LATAM despede 1.400 trabalhadores no Chile, Colômbia e Equador

18-05-2020 (12h59)

O Grupo LATAM comunicou sexta-feira o despedimento de 1.400 trabalhadores das filiais do Chile, Colômbia e Equador, devido à redução da actividade durante a pandemia de covid-19.

Delta despede-se dos B777 até ao final do ano

14-05-2020 (16h31)

A companhia de aviação norte-americana Delta, segunda maior do mundo, vai retirar os 18 aviões Boeing B777 da sua frota até ao final do ano, para simplificar a operação e reduzir custos numa altura em que tem mais de 650 aeronaves em terra devido à pandemia de covid-19.

Avianca declara falência devido ao impacto da covid-19

11-05-2020 (16h54)

A companhia aérea colombiana Avianca, uma das maiores da América Latina, declarou falência devido ao impacto da covid-19, que paralisou a aviação.

Opinião e Análise