Macau anuncia plano de recuperação para o turismo

20-05-2020 (17h14)

Macau, que em 2019 recebeu quase 40 milhões de turistas, divulgou esta semana um plano para a recuperação do turismo a realizar em três fases.

A informação foi avançada pela Direção dos Serviços de Turismo (DST) no decorrer da primeira reunião plenária de 2020 do Conselho para o Desenvolvimento de Macau, que se realizou na terça-feira.

Actualmente sem casos activos, depois de duas vagas de casos que obrigaram inicialmente a fechar os casinos por 15 dias, a estatística de visitantes em Macau continua a registar perdas acima dos 93%, com os resorts e as salas de jogo praticamente desertos.

Uma realiade transmitida pela secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, que presidiu à reunião, e deu conta dos planos governamentais para a recuperação da indústria e dos turistas que foram quase 40 milhões em 2019.

"Planos preparatórios" que a DST já discutiu com a indústria hoteleira, agências de viagens, companhias aéreas e transportadoras marítimas, segundo as autoridades.

"A primeira fase arranca com um programa promocional para apoiar a indústria [de turismo] local, e preparar o terreno a nível nacional e do exterior", indicou a mesma nota, num momento em que se mantêm as restrições dos vistos da China, o principal mercado turístico de Macau, e nas fronteiras, bem como medidas de prevenção que incluem a obrigatoriedade de uma quarentena de 14 dias no território.

Na segunda fase, de acordo com a evolução da pandemia "e após a retoma das políticas de migração de algumas regiões, avançar-se-á com trabalhos de promoção", que contemplam programas de excursão gratuitos de meio dia para os visitantes que pernoitarem na cidade.

Na terceira fase do programa de recuperação turístico, "consoante a recuperação do mercado internacional, serão definidos planos preparatórios para a recuperação da indústria, com foco no lançamento de medidas de incentivos para redes de transportes aéreos, marítimos, autocarros transfronteiriços", sublinhou-se no comunicado.

Na mesma reunião, a DST acrescentou que, além das três fases, foi estabelecido "contacto com os operadores turísticos, com vista a conceber viagens locais e a Hengqin, para contribuir para a revitalização da economia".

Macau, com apenas 30 quilómetros quadrados, tem planos de expansão de serviços, residenciais e ligados ao turismo, já validados por Pequim, para a ilha de Hengqin, que faz parte da cidade chinesa de Zhuhai, adjacente ao território.

Esta é uma fase para a qual será determinante a recuperação do mercado internacional, frisaram as autoridades.

A pandemia teve um severo impacto nas indústrias do turismo e do jogo em Macau, das quais é fortemente dependente.

Além das medidas de apoio económico e social dirigidas a pequenas e médias empresas e à população, o Governo de Macau está a apostar no investimento público, com milhões de euros injetados em obras, especialmente dedicados a garantir aos locais a manutenção de postos de trabalho.

Com o agravar das restrições fronteiriças, milhares de trabalhadores não-residentes estrangeiros ficaram proibidos de entrar em Macau. Outros foram repatriados. Muitos deles que trabalhavam em casinos, hotéis ou em setores associados ao jogo e ao turismo, o ‘motor' da economia do território.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Macau

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Macau vence quatro prémios da Associação de Turismo da Ásia Pacífico

24-09-2020 (17h47)

O Governo de Macau venceu quatro dos Gold Awards da Associação de Turismo da Ásia Pacífico, um recorde para o território, por iniciativas em diferentes áreas da atividade turística.

Chegadas da China proporcionam ligeira recuperação do turismo em Macau

21-09-2020 (13h01)

A atenuação da quebra da chegada de residentes na China, designadamente de visitantes oriundos das nove cidades do Delta do Rio das Pérolas da Grande Baía, permitiu a Macau alcançar em Agosto um aumento de visitantes em 206,9%, ficando, no entanto, ainda 93,7% abaixo do mês homólogo de 2019.

Voo da euroAtlantic para Timor já prepara regresso a Portugal

21-09-2020 (12h26)

O Boeing B767ER da euroAtlantic que ontem saiu de Lisboa para Timor, com 191 passageiros, já está a preparar o regresso a Portugal, onde está previsto que aterre na noite de amanhã, terça-feira.

Número de visitantes cresce em Macau mas ainda está longe dos valores habituais

21-09-2020 (10h56)

O número de visitantes em Macau em Agosto foi de 227.113, mais 206,9% em relação ao mês anterior, devido ao início da emissão de vistos da China continental, mas ainda muito longe dos números habituais no território.

Voo da euroAtlantic para Timor já iniciou última etapa

20-09-2020 (16h19)

O voo da euroAtlantic para Timor, que além de portugueses transporta também passageiros oriundos de Cuba, Brasil e Reino Unido, já está a efectuar a última etapa, entre o Dubai, onde aterrou às 5h17 locais procedente de Lisboa, e Dili.

Opinião e Análise